100 Balas # 27 aborda duas mortes polêmicas ocorridas nos Estados Unidos

Por Sidney Gusman
Data: 4 março, 2004

100 Balas #27Já está nas gibiterias atendidas pelo HQ Club, a 27ª edição de 100 Balas # 27 (formato 17 x 26 cm, 32 páginas coloridas, R$ 7,90), escrita por Brian Azzarello e desenhada por Eduardo Risso.

De acordo com o release da Opera Graphica, trata-se de uma das edições mais surpreendentes da série, até o momento. Se em números anteriores o destaque ficou dividido entre o clima de “teoria da conspiração” e os enquadramentos cinematográficos do desenhista Eduardo Risso, desta vez, Azzarello escancara tudo.

Mesmo sem citar nomes, dá sua versão – pra lá de plausível – às mortes de dois ícones do século vinte, e que, segundo o autor, estariam totalmente interligadas.

A primeira seria sobre o possível assassinato de Marilyn Monroe, a maior musa de Hollywood em todos os tempos, e a outra, claro, de John Kennedy, o presidente mais carismático que os Estados Unidos já tiveram, que teve o cérebro espalhado pelo asfalto de Dallas. Servindo como “ponte” entre as duas mortes, a figura de um dos principais jogadores de beisebol americanos, e ex-marido da atriz.

E por trás dessa teoria da conspiração, o leitor descobrirá se o misterioso Agente Graves tem algo a ver com isso tudo. Seriam essas mortes resultados do uso de uma maleta, uma arma e cem balas irrastreáveis, ou seria apenas uma obra do acaso… do imponderável? O final da história, prometem os editores, é surpreendente.

• Outros artigos escritos por

.

.

.