Joe Quesada, o “homem-forte” da Marvel

Por Equipe UHQ
Data: 28 abril, 2001

Alguns anos atrás, Joe Quesada poderia ser considerado como “apenas mais um desenhista promissor”. No entanto, muita coisa mudou e, hoje, é ele quem dita os rumos editoriais da Marvel Comics, a maior editora de quadrinhos dos Estados Unidos

 

Joe QuesadaNo começo da década de 90, Joe Quesada, ainda em início de carreira, criou, ao lado da “lenda viva” Dennis O’Neil, o personagem Azrael, que viria a ocupar o posto do maior protetor de Gotham City, o Batman, quando este teve sua coluna partida pelo vilão Bane.

Tal qual sua “cria”, Quesada alçou um vôo bem mais alto do que poderia esperar. Depois de fazer um trabalho brilhante no selo Marvel Knights, no qual ajudou a revitalizar personagens secundários, com ótimas histórias, ele, que alguns anos antes poderia ser “apenas mais um desenhista promissor”, chamou a atenção do alto escalão da “Casa das Idéias”.

Assim, o passo seguinte da Marvel foi convidá-lo para ser editor-chefe de todos os seus títulos, em substituição a Bob Harras. Uma medida arrojada, que “aqueceu” o mercado e gerou um novo impulso nas suas revistas.

Em pouco mais de seis meses, Quesada se envolveu em polêmicas com Todd McFarlane (desafiando-o a voltar a desenhar, em prol de um fortalecimento do mercado), John Byrne (devido ao cancelamento de X-Men: Anos Incríveis) e David Choe (que chegou a ofendê-lo, por não concordar com o não-andamento do projeto NYX, revista que seria lançada na linha adulta da editora).

No entanto, para a grande maioria das pessoas que trabalham no mercado, Quesada teve muito mais acertos do que erros. E uma coisa não se pode negar: ele é um excelente homem de marketing! Suas declarações e seus atos (como convidar Alan Moore para trabalhar para a Marvel, mesmo sabendo da rinha do autor inglês com a editora) sempre geram grande estardalhaço e, conseqüentemente, atraem a atenção dos leitores para os seus produtos.

Aos 39 anos, pela primeira vez, Quesada fala a um site brasileiro, numa entrevista EX-CLU-SI-VA ao Universo HQ, na qual conta detalhes de sua carreira, da ascensão ao posto de editor-chefe e dos vários projetos da editora (apesar de manter o mistério acerca de alguns).

Universo HQ, orgulhosamente apresenta: Joe Quesada, o “homem forte” da Marvel!

Universo HQ: Pra começar, Joe, como você se interessou por quadrinhos? Quando isso aconteceu?

Joe Quesada: Foi muito cedo. Meu pai me comprou a minha primeira revista, eu tinha por volta de oito anos.

UHQ: Você criou Azrael, juntamente com Dennis O’Neil, para a DC Comics. Como foi trabalhar para a editora?

Quesada: Eu gostei do tempo que trabalhei na DC, com Denny. Foi no começo da minha carreira, e essa parceria foi muito útil, me ajudou bastante.

UHQ: Seu relacionamento com a Marvel ficou mais estreito quando você se tornou o responsável, ao lado de Jimmy Palmiotti, do selo Marvel Knights. Como surgiu essa idéia?

Quesada: É uma história muito longa. A Marvel gostou da maneira como nós promovemos nossas revistas, mesmo tendo pouco dinheiro. Também gostaram da qualidade das histórias e das nossas idéias. Após algumas reuniões com o então presidente da companhia, Joe Calamari, a oferta foi feita e nós aceitamos.

UHQ: Como foi o convite para o cargo de editor-chefe da Marvel? Quais as dificuldades de passar de artista para editor? O sucesso de Marvel Knights foi um fator determinante nisso?

Quesada: Claro, Marvel Knights foi decisivo. A Marvel viu o que éramos capazes de fazer com personagens secundários, e queria que eu aumentasse isso. Não vejo muitas dificuldades de assumir esse cargo por ser um artista. Aliás, acho até uma vantagem, pois eu já possuía um conhecimento da mídia, além da primeira experiência em lidar com a Marvel como freelancer.

Azrael, criação de Dennis O'Neil e Joe Quesada Capa de Amazing Spider-Man #33 - Homem-Aranha e Ezekiel

UHQ: Muitas mudanças aconteceram a partir do momento em que você se tornou editor-chefe da Marvel, especialmente nos títulos do Homem-Aranha e dos X-Men. Essas modificações ainda se fazem necessárias em outros títulos da editora? Quais?

Quesada: Claro que sim. Eu acho que não devemos parar, até cada um dos títulos produzidos pela editora alcançar seus níveis mais altos de qualidade.

UHQ: Como está sendo o trabalho da equipe que cuidará das histórias do Homem-Aranha? Segundo boatos que rolam pela net, Tio Ben poderia ter molestado Peter na infância, e o acidente que lhe deu poderes não teria sido bem um acidente… Existe algum fundo de verdade nisso?

Quesada: Bem, como se poder ver agora, muitos desses rumores eram falsos. Alguns deles criados por mim! (Nota UHQ: Veja as mudanças no Homem-Aranha clicando aqui) Sobre o que virá, vamos manter o suspense!

UHQ: Todas as revistas-X estão passando por uma grande reformulação. Como está sendo o trabalho de Morrison, Casey e cia.?

Quesada: Eles são ótimas pessoas para se trabalhar. É fácil lidar com criadores que têm idéias surgindo a todo momento. Eles tornam o seu trabalho mais fácil; e ainda o fazem parecer brilhante.

UHQ: O que acontecerá nos primeiros meses da reformulação? Você declarou, recentemente, que o Morrison matará, em apenas uma página, mais mutantes do que já aconteceu em toda a história da Marvel. Como isso ocorrerá?

Quesada: Eu realmente não posso contar, infelizmente. Espere só para ver o que está vindo!

UHQ: The Brotherhood, o novo título mutante, que será lançado em maio, tem sido muito comentado, por causa do “escritor anônimo”, conhecido apenas por “X”. Sua identidade será divulgada? Como será essa revista?

Quesada: Acho que é óbvio, pelas solicitações e divulgações que fizemos sobre a revista, que será sobre o lado mais obscuro da experiência mutante. Você quer saber como é ser um mutante oprimido? Bem, então, descobrirá aqui. Eu espero que a identidade de ‘X’ nunca seja revelada. Diabos, eu estou feliz em não saber quem ele é!

Capa de New X-Men #115 - Segunda edição com argumentos de Grant Morrison Capa de The Brotherhood #1, escrito pelo "escritor desconhecido"

UHQ: Qual o motivo de tantos atrasos com a revista do Demolidor? Já está definida uma nova equipe criativa regular para o título?

Quesada: Brian Bendis e Alex Maleev. O título está no processo de voltar a ser vendido regularmente e, a partir do segundo semestre, a revista terá uma periodicidade quinzenal.

UHQ: No final do ano passado, você desafiou Todd McFarlane para produzir um crossover entre o Homem-Aranha e Spawn, o que causou furor na indústria. Os boatos sobre um crossover têm algum fundo de verdade?

Quesada: Provavelmente, o crossover não acontecerá. No fim de tudo, eu ainda gosto do Todd, e tenho um imenso respeito por ele. Apenas gostaria que ele fizesse um pouco mais pela nossa indústria, com respeito ao lado criativo de sua personalidade. Com toda sinceridade, como fã, eu sinto falta disso.

UHQ: E se Todd topar, afinal de contas, quanto você vai pagar pra ele? :-)

Quesada: Eu prometo a ele a gigantesca soma de US$ 1100 dólares! ;-)

UHQ: Quais os planos da Marvel para a nova série da Elektra?

Quesada: Aguarde e veja um visual absolutamente estonteante (Nota do UHQ: confira as imagens clicando aqui), e um incrível respeito pela visão de Frank Miller ao personagem.

UHQ: Assim que você assumiu o novo cargo, deu uma declaração dizendo que crossovers com outras editoras não estavam nos planos da Marvel. No entanto, agora sabemos que você procurou descobrir porque nunca houve uma história com os Vingadores e a LJA. Como foram as negociações?

Quesada: Eu disse que não queria fazer crossovers insensatos. LJA/Vingadores é algo que, como fã, eu espero ver há vários anos. Então, fiz disso uma das minhas principais prioridades, e comecei as negociações para voltar a trabalhar com a DC novamente. Uma vez que foi feito o primeiro contato, tudo ficou bem fácil.

UHQ: Já existe previsão para o lançamento da mini-série? O que você espera dela?

Quesada: Não tenho a menor idéia do que esperar, mas eu sei que será ótimo! Imagino que a primeira edição seja lançada no final de 2001.

UHQ: Isso pode abrir o caminho para mais uma nova série de parcerias entre Marvel e DC?

Quesada: Provavelmente, sim, se elas fizerem sentido.

Capa de Elektra #1, desenhada por Greg HornLiga da Justiça e Vingadores finalmente se encontram

UHQ: Você anunciou, para agosto, o lançamento de uma revista que será a mais controversa da história da Marvel. Falou-se de um evento parecido com Crise nas Infinitas Terras ou de mudanças radicais no Homem-Aranha e Capitão América, que passaria a ser um homem negro. Pode nos falar algo sobre esse misterioso projeto?

Quesada: Não, eu não posso falar nada sobre isso… Ainda!

UHQ: Qual será o nome da linha adulta de quadrinhos da editora? As histórias com heróis do Universo Marvel farão parte da cronologia?

Quesada: Haverá algumas coisas de super-heróis, mas estarão fora da cronologia. Só que não posso te contar o nome ainda. Mas posso dizer que o lançamento das primeiras revistas será realmente em setembro, como foi anunciado.

UHQ: Por falar nisso, o que exatamente aconteceu com NYX, que seria lançado, mas cujo projeto foi cancelado?

Quesada: O conceito de NYX continua válido, nós apenas estamos esperando por uma nova proposta para começar a trabalhar.

UHQ: Como anda o evento “dezembro silencioso”, no qual nenhuma revista mensal terá textos? Isso será um grande desafio para os roteiristas, concorda?

Quesada: Claro que vai, mas acho que todos são capazes de fazer um bom trabalho. Especialmente com os maravilhosos talentos que estão trabalhando para nós.

UHQ: E do que se trata o projeto chamado The Last? Quais os autores envolvidos e quando será lançado?

Quesada: Você quer dizer The End (nota do UHQ: anteriormente, o projeto se chamava The Last)? Vocês ouvirão falar mais sobre isso à medida que o ano for passando.

UHQ: Escritores que muitos jamais pensaram ver trabalhando para a Marvel, estão ao seu lado na editora. Até Alan Moore foi contatado! Quais nomes ainda podem se juntar ao time? Que tal Neil Gaiman?

Quesada: Nós temos as portas abertas para todos.

Capa de Ultimate Marvel #1Capa de Daredevil #20, com participação de Stan Lee

UHQ: Rumores sobre um quarto título da linha Ultimate Marvel, escrito por Mark Millar, não param de surgir. Como será essa revista, e para quando está previsto o lançamento?

Quesada: Nós ainda estamos nos primeiros estágios desse plano. Ainda é cedo para dizer.

UHQ: É verdade que Ultimate substituirá a continuidade do Universo Marvel atual?

Quesada: Eu não sei!

UHQ: Você entrou em contato com Stan Lee para ele voltar a escrever algo para a Marvel. O que será, e com qual personagem?

Quesada: Stan estará escrevendo uma pequena história do Demolidor, na edição número 20.

UHQ: Quais as próximas novidades que vocês estão planejando? Pode nos adiantar algo?

Quesada: Haverá uma revista semanal sendo lançada, na linha adulta. Ou seja, 12 edições em 3 meses.

UHQ: A Marvel tem explorado novas mídias, principalmente o cinema. Qual a sua opinião sobre essa nova estratégia da editora? E como está o andamento do filme do Homem-Aranha e a produção de novos, como Hulk, X-Men 2 e Quarteto Fantástico?

Quesada: Eu acho isso ótimo, e penso que já devia ter acontecido há mais tempo.

Pôster de X-Men: O FilmeAsh - Criação de Joe Quesada

UHQ: A Marvel terminou 2000 com uma arrecadação menor que a de 1999, e chegou a ter prejuízo em alguns meses. Isso chega a ser preocupante? Como você encara essa redução de mercado?

Quesada: Eu não estou preocupado, porque a minha divisão (editora) é extremamente rentável!

UHQ: Você está no cargo de editor-chefe há seis meses. Qual a sua análise desse período?

Quesada: Fiquei surpreso com o apoio que tive da companhia. É ótimo trabalhar com todos por aqui!

UHQ: E qual a sua perspectiva para este ano?

Quesada: Eu espero que possamos aumentar a base de fãs, e conseguir com que novos leitores comprem nossas revistas.

UHQ: Como está a Event Comics e Ash (Nota do UHQ: personagem criador por Quesada e Palmiotti)? Ele pode ir para a Marvel?

Quesada: Não! Ash continua na Event.

UHQ: Joe, qual o seu personagem favorito (não precisa ser somente da Marvel)?

Quesada: Eu ainda adoro o Demolidor!

UHQ: Você sabia que a Marvel possui uma grande legião de fãs no Brasil? O que sabe das nossas publicações?

Quesada: Eu não estou familiarizado com elas.

Homem de Ferro, no traço maravilhoso de Moebius Surfista Prateado, no traço maravilhoso de Moebius

UHQ: Na sua opinião, quem são os grandes nomes dos quadrinhos na atualidade?

Quesada: Isso é algo difícil de se dizer, porque existem tantos! Mas estou feliz em dizer que temos a maioria deles conosco!

UHQ: Além dos super-heróis, você se interessa por outros tipos de quadrinhos, como mangas e europeus? Se sim, quais os que mais admira?

Quesada: Eu adoro o trabalho do Moebius e do (Milo) Manara!

UHQ: Qual recado você daria para os leitores, não só brasileiros, mas todos aqueles que estão acompanhando as mudanças pela qual a Marvel está passando?

Quesada: Continue conosco! Acredito que nós estamos fazendo algumas coisas realmente especiais!

Universo HQ: Joe, muito obrigado pela entrevista, e boa sorte para você e para a Marvel. Que 2001 seja o ano em que o mercado reaja e cresça novamente!

Quesada: Eu que agradeço!

• Outros artigos escritos por

.