Batman Begins faz a franquia do Morcego ressurgir no cinema

Por Sérgio Codespoti
Data: 16 junho, 2005

Batman BeginsEsqueça Tim Burton, Joel Schumacher, Michael Keaton, Val Kilmer, George Clooney, batcartões de crédito, roupas com mamilos, vilões estapafúrdios e exagerados e outras bobagens. Batman Begins é, de longe, a melhor adaptação do Morcego para o cinema e o personagem, enfim, faz jus à alcunha Cavaleiro das Trevas.

Depois do lamentável Batman & Robin, de 1997, era natural que qualquer leitor do Batman ficasse arrepiado de medo ao ouvir falar em um novo filme do personagem. Mas Batman Begins vai mudar a relação dos fãs com a transposição do herói para a telona.

O filme bebe fundo na fonte das HQs, respeitando as origens e os conceitos do personagem, mesmo que, vez por outra, ignore certas minúcias – ponto para o roteirista (também de quadrinhos) David Goyer (Blade). E é justamente esta visão mais ampla, que adota o cânone existente nos quadrinhos de uma forma maior, evitando se prender a detalhes, que dá força para Batman Begins.

Entre os materiais dos gibis que influenciaram fortemente a produção estão O Cavaleiro das Trevas e Batman – Ano Um, ambos de Frank Miller, e a fase clássica de Denny O’Neil, Neal Adams e Jim Aparo, na revista Batman, na qual o personagem enfrentava o imortal Ra’s Al Ghul (interpretado por Ken Watanabe).

Outro grande trunfo do filme é o fato de evitar os vilões já tradicionais, que foram abusados pelos filmes anteriores. Entre os inimigos estão também os mafiosos e corruptos de Gotham, como Carmine Falcone (Tom Wilkinson), o policial Flass (Mark Boone Junior) e até Joe Chill (Richard Brake); além do Espantalho (Cillian Murphy), do misterioso Henri Ducard (Liam Neeson) e de Ra’s Al Ghul, um dos maiores antagonistas do Batman, que é pouco conhecido pelo público em geral.

Bruce Wayne, papel do ator Christian Bale (Psicopata Americano, Shaft), é um homem amargurado pelo o assassinato de seus pais, evento pelo qual se culpa. Por isso, viaja pelo mundo num purgatório pessoal, em busca de justiça.

Quando retorna a Gotham City, recria suas raízes na mansão Wayne e reacende os laços do passado, representados tanto pelo mordomo Alfred (Michael Caine numa atuação sensacional), quanto pela promotora Rachel Dowes (Katie Holmes), sua amiga de infância.

Batman Begins começa a história de uma maneira interessante e inesperada. Você é arremessado no meio da trama, antes que o filme comece a revelar seus segredos e as origens do personagem. O espectador faz, junto com Bruce Wayne, a jornada que o levará à concepção e à criação de Batman.

O milionário Bruce Wayne torna-se a máscara que esconde a identidade de Batman. Em Gotham, o Cavaleiro das Trevas encontra um jovem Jim Gordon, que ainda não é comissário, interpretado com mestria por Gary Oldman; faz amizade com Lucius Fox (Morgan Freeman, em outra interpretação soberba), aliado que será importante para o futuro das Indústrias Wayne, controladas pelo inescrupuloso Richard Earle (Rutger Hauer); visita o Asilo Arkham; e para encerrar enfrenta os dois grandes vilões: o Espantalho e Ra’s Al Ghul, líder da Liga das Sombras.

Batman Begins Batman Begins

O melhor de tudo é que Batman Begins, além de respeitar os quadrinhos, é um ótimo filme de ação e aventura, que prende e surpreende o espectador, mesmo o que jamais tenha lido uma HQ do personagem.

No longa, o Batman realmente inspira medo nos bandidos, e dá (muita) porrada, em boas seqüências de ação. É fácil perceber que o diretor estava mais preocupado em mostrar a brutalidade e o realismo das lutas, do que exibir os mamilos e outras partes anatômicas – coisas que estão totalmente ausentes dos valores desta produção – do mascarado.

O batmóvel construído para o filme é impressionante e faz uma homenagem ao veículo criado por Frank Miller, em O Cavaleiro das Trevas. Tem um motor de 340 Hp, de 5,5 litros, com quase 400 libras de torque.

O carro foi totalmente modificado pela equipe de produção, e acabou ficando com 4,60 metros de comprimento, pesando 2,5 toneladas, e pode acelerar de 0 a 100 km, em 5 segundos.

Em algumas cenas, o diretor Christopher Nolan, de Amnésia e Insônia, faz homenagens a seqüências visuais extraídas diretamente de Batman – Ano Um, como a que envolve a equipe da SWAT e os morcegos.

Depois de tantas decepções com o personagem no cinema, e com tantas adaptações de quadrinhos mutiladas na telona, é difícil parar de elogiar este filme, que rapidamente se tornará um clássico do gênero, junto com Homem-AranhaSuperman, de Richard Donner, e X-Men 2.

Batman Begins foi filmado em locações na Islândia, na maior geleira da Europa, e em Chicago; e teve cenários construídos nos estúdios Shepperton, em Londres.

Hoje, 17 de junho, Batman volta às telas brasileiras. Dessa vez, porém, em grande estilo e, definitivamente, pra marcar época.

Batman Begins
Duração: 140 minutos
Estúdios: Warner Bros.
Direção: Christopher Nolan
Roteiro: Christopher Nolan e David S. Goyer
Elenco: Christian Bale, Michael Caine, Morgan Freeman, Liam Neeson, Katie Holmes, Gary Oldman, Cilian Murphy, Tom Wilkinson, Rutger Hauer, Ken Watanabe, Mark Boone Junior, Linus Roache e Sara Stewart.

Batman Begins Batman Begins

• Outros artigos escritos por

.