Resenha: Thor 2 – O Mundo Sombrio

Por Guilherme Kroll Domingues
Data: 1 novembro, 2013

Os quadrinhos de super-heróis padecem de um mal incurável: a cronologia. Ela tende a afastar novos leitores e prender personagens em sagas sem fim. Quando vão ao cinema, esses personagens não costumam enfrentar o mesmo problema: os filmes precisam ser autocontidos para servir a qualquer expectador desavisado que vá assisti-los.

Isso é verdade no caso de Thor – O Mundo Sombrio, terceiro filme estrelado pelo deus nórdico tal qual foi imaginado por Stan Lee e Jack Kirby (antes ele esteve em Thor e Vingadores). O longa precisa se inserir no contexto do Universo Marvel cinematográfico, tem que ser uma continuação do primeiro, fazer uma ponte entre Vingadores e Vingadores – Era de Ultron e ainda oferecer uma história completa só sua, com começo meio e fim. E é muito bem-sucedido em tudo isso.

Na trama, o elfo Malekith (Christopher Eccleston, que, entre outras coisas, foi o nono Doctor Who) cria uma arma para destruir Asgard, mas é derrotado e o artifício é banido, até ser encontrado por Jane Foster (Natalie Portman), o que dispara uma nova guerra no reino de Thor. Para triunfar sobre as forças do mal, o Deus do Trovão (Chris Hemsworth) precisa se aliar ao seu irmão maligno Loki (Tom Hiddleston).

O filme usa um vilão do Thor pouco conhecido, como Malekith, e isso abre espaço para que não seja necessário muito desenvolvimento do personagem. Assim, a trama pode se focar na dicotomia Thor versus Loki.

Thor 2 - O Mundo Sombrio Thor 2 - O Mundo Sombrio

O resultado é uma história divertida, com momentos cômicos e dramáticos bem balanceados. Destaque para o domínio dos elementos gráficos visuais, o que se espera de uma projeção do gênero.

A trama se fecha perfeitamente neste longa-metragem, mas deixa bons ganchos para prováveis continuações, para o próximo longa dos Vingadores e até para o vindouro Os Guardiões das Galáxias.

Entretanto, apesar de ter alguns pontos a ser exaltados em Thor – O Mundo Sombrio, é fato que ele também deixa um pouco a desejar no sentido de que não há nada especialmente digno de nota na produção. Não conta com um roteiro tão elaborado, nem com atuações minimamente memoráveis. A sensação que se tem é de sair do cinema exatamente igual a como se entrou, sem ter visto nada de minimamente novo.

Há ainda o elemento Disney pesando a mão. Apesar da violência e das mortes, não há uma gota de sangue. E mesmo com as tensões eróticas entre os personagens, também não existe nenhum erotismo. É tudo muito limpo, correto e insosso.

Isso faz com que, no frigir dos ovos, a película valha apenas como uma diversão descompromissada e nada mais.

Antes de sair do cinema, espere por todos os créditos, pois os produtores acrescentaram duas cenas extras no final.

Thor 2 – O Mundo Sombrio
Duração: 120 minutos
Estúdio: Walt Disney Pictures e Marvel Studios
Direção: Alan Taylor
Elenco: Chris Hemsworth, Natalie Portman, Tom Hiddleston, Anthony Hopkins, Christopher Eccleston, Jaimie Alexander, Zachary Levi, Ray Stevenson, Tadanobu Asano, Idris Elba, Rene Russo, Kat Dennings e Stellan Skarsgård.

Thor 2 - O Mundo SombrioThor 2 - O Mundo Sombrio
Thor 2 - O Mundo Sombrio Thor 2 - O Mundo Sombrio

• Outros artigos escritos por

.