Guia da Reformulação DC: conheça as novas revistas

Por Samir Naliato
Data: 31 agosto, 2011

Veja como será o novo Universo DC e o que esperar das novas 52 séries

 

A Nova DCDesde que a DC Comics anunciou, em junho, o plano de reformular seus personagens, muito foi falado, mostrado e especulado. Enquanto alguns elogiam a iniciativa e outros criticam a mudança, o fato é que chegou a hora de a editora mostrar aos fãs o que vem planejando nos últimos meses.

Serão 52 novas revistas lançadas em setembro, todas a partir do número um. O grande destaque fica por conta dos super-heróis: alguns continuarão sendo basicamente os mesmos que os leitores estavam acostumados nos últimos anos, enquanto outros serão drasticamente modificados.

Mas as mudanças não ficarão limitadas a Superman, Batman, Mulher-Maravilha e companhia. A editora aproveita a oportunidade para integrar os personagens da extinta linha WildStorm ao novo Universo DC, além de aumentar a variedade de temas publicados, incluindo histórias de faroeste, guerra, terror e magia.

Além disso, todos os títulos serão vendidos on-line no mesmo dia do lançamento da versão impressa – é a primeira vez que uma editora adota tal postura, numa grande iniciativa para ampliar sua base de leitores e expandir o alcance de suas publicações.

Para saber mais sobre os motivos que levaram a DC a tomar tal decisão, não deixe de ler esta matéria, na qual os editores Jim Lee e Dan Didio analisam e explicam os motivos que os levaram a tomar tal decisão.

E para ajudar os leitores brasileiros a entender e acompanhar a reformulação, o Universo HQ traz um guia com um resumo de cada uma das 52 revistas, incluindo uma sinopse das histórias e os objetivos que os autores pretendem alcançar com seus projetos.

Os materiais foram separados por grupos similares aos utilizados pela DC Comics: Títulos Superman, Títulos Batman, Títulos Lanterna Verde, Liga da Justiça, Heróis DC, Títulos Justiça Jovem (com os heróis adolescentes), The Dark (histórias de terror e suspense) e The Edge (revistas com demais temáticas, como guerra, faroeste e que migraram da linha WildStorm).

Action Comics

Títulos Superman

Action Comics, por Grant Morrison (roteiros) e Rags Morales (desenhos)

As primeiras histórias se passarão cinco anos no passado do Universo DC, quando Superman se revela ao público e se torna o primeiro super-herói do mundo. O plano de Morrison é uma total reformulação do Homem de Aço. De onde ele veio? Quem é? Pelo que luta? Como surgiu seu uniforme? Como as pessoas reagirão à aparição de um ser superpoderoso? Essa é a nova origem do Superman. Saiba mais sobre o que os criadores e editores planejam nesta matéria especial.

Superman, por George Pérez (roteiros) e Jesus Merino (desenhos)

Aqui, Pérez apresentará histórias do Superman já no presente da atual cronologia da DC, com o novo status quo de todos os personagens coadjuvantes do Homem de Aço. O novo Planeta Diário, o relacionamento entre Clark Kent e Lois Lane, novos vilões etc. Saiba mais sobre o que os criadores e editores planejam aqui.

Superboy, por Scott Lobdell (roteiros) e R.B. Silva (desenhos)

Superboy também passará por uma reformulação significativa. Ele continua sendo um clone criado a partir de DNA kryptoniano e humano, mas agora criado por uma organização chamada N.O.W.H.E.R.E., que pretende usar seus poderes de seu bem-sucedido experimento em benefício próprio. E isso o colocará em rota de colisão com os Novos Titãs. Saiba mais sobre o novo Superboy aqui.

Supergirl, por Michael Green e Mike Johnson (roteiros), e Mahmud Asrar (desenhos)

A nova Supergirl segue a origem clássica da personagem como Kara Zorl-El, prima do Superman, que acabou de chegar à Terra. Mas, assim como o que está sendo feito com o Homem de Aço, a reformulação será profunda. Ela possui os mesmos poderes de Kal-El, mas com o comportamento imprevisível de uma adolescente e sem a mesma afeição que seu parente tem pelas pessoas deste mundo. Kara perdeu toda a família e os amigos na destruição de seu planeta natal e, de repente, se vê neste mundo estranho, atrasado tecnologicamente. Ela irá se transformar em uma combatente do mal, como seu primo? Vai se importar o suficiente para querer virar uma heroína?

Batman - The Dark Knight

Títulos Batman

Batman, por Scott Snyder (roteiros) e Greg Capullo (desenhos)

Batman é um dos personagens menos afetados pela reformulação. As histórias passadas continuam valendo, e a nova revista segue as aventuras do Morcego sem grandes mudanças cronológicas. Bruce Wayne volta a ser o homem por debaixo do capuz como o único Batman. Saiba mais sobre os planos do escritor para a revista clicando aqui.

Detective Comics, por Tony Daniel (roteiros e desenhos)

Bruce Wayne volta a usar o uniforme de Batman, enfrentando novos desafios e novos vilões.

Batman – The Dark Knight, por Paul Jenkins (roteiros) e David Finch (roteiros e desenhos)

Assim como as demais séries do Batman, a revista seguirá a cronologia normal do personagem, sem mudanças significativas em suas histórias. Mas os criadores também planejam criar novos desafios e vilões para o Cavaleiro das Trevas.

Batman & Robin, por Peter Tomasi (roteiros) e Patrick Gleason (desenhos)

Com Bruce Wayne voltando a ser Batman e Damian continuando a ostentar o uniforme de Robin, a revista terá grande foco na relação entre pai e filho. Como será a relação dessa família disfuncional? Que valores Bruce quer passar ao rebento, e como isso será feito enquanto os dois enfrentam os perigos de Gotham City? Saiba mais sobre os planos do escritor para a revista aqui.

Nightwing

Nightwing, por Kyle Higgins (roteiros) e Eddy Barrows (desenhos)

Agora que Dick Grayson deixou de ser o Batman, ele volta a assumir a identidade de Asa Noturna. Com exceção de um novo uniforme, sua cronologia também não terá grandes modificações, e as histórias passadas continuam valendo. Sua base de operações volta a ser Gotham City, onde enfrentará novos desafios e vilões.

Red Hood and the Outlaws, por Scott Lobdell (roteiros) e Kenneth Rocafort (desenhos)

Jason Todd, ex-robin e atual Capuz Vermelho, torna-se líder de um grupo de heróis fora-da-lei, formado por Arsenal e Estelar. Com uma posição mais pró-ativa, eles não serão uma equipe no sentido tradicional, e agirão de forma mais independente.

Batgirl, por Gail Simone (roteiros) e Ardian Syaf (desenhos)

Batgirl volta a ser Bárbara Gordon, a filha do Comissário Gordon. Assim como os demais personagens do universo de Batman, a cronologia da heroína não sofrerá um reboot. Ou seja, todas as histórias passadas continuam valendo. Isso inclui a história A Piada Mortal, na qual ela fica paraplégica após levar um tiro do Coringa, e toda sua fase como Oráculo. Como ela voltou a andar e retomou o uniforme de Batgirl será um assunto a ser explorado na série, que promete apresentar vários novos vilões. Saiba mais sobre os planos da escritora para a revista clicando aqui.

Batwoman, por J.H. Williams (roteiros e desenhos) e W. Haden Blackman (roteiros)

Batwoman

O alter ego da personagem é Kate Kane, e apareceu pela primeira vez na maxi-série 52, quando foi revelado que ela é lésbica e, no passado, teve um caso amoroso com a policial Renée Montoya. Uma série própria para a Batwoman vem sendo planejada há muito tempo, e deveria ter sido lançada entre o final de 2010 e início de 2011, mas, por causa da reformulação, a DC Comics decidiu adiar a estreia para setembro, juntamente com as novas revistas da editora. O título explorará e expandirá a personagem, apresentando sua vida, amigos, família e, claro, inimigos.

Catwoman, por Judd Winick (roteiros) e Guillen March (desenhos)

O principal objetivo é voltar às origens da Mulher-Gato, mostrando-a como uma hábil e brilhante ladra, e não como uma aliada do Batman, como vinha acontecendo cada vez mais nos últimos anos. O escritor promete uma revista sexy e violenta “como a Mulher-Gato deveria ser”, disse.

Batwing, por Judd Winick (roteiros) e Ben Oliver (desenhos)

O personagem introduzido pela primeira vez nas páginas da revista Batman Inc. ganha sua própria série. Ele vive na África, e é uma espécie de Batman africano. Suas histórias mostrarão os desafios que enfrenta por lá, sua vida, seu passado, amigos e inimigos. Tudo supervisionado pelo Batman, uma vez que Batwing faz parte da Batman Incorporated.

Birds of Prey, por Duane Swierczynski (roteiros) e Jesus Sainz (desenhos)

A equipe Aves de Rapina continua sendo formada por mulheres, mas com uma área de atuação diferente da original. Elas são um grupo de operações especiais integrado por Canário Negro, Starling, Katana e Hera Venenosa. As beldades serão responsáveis por caçar vilões que conseguem se livrar de outros heróis.

Green Lantern Corps

Títulos Lanterna Verde

Green Lantern, por Geoff Johns (roteiros) e Dough Mahnke (desenhos)

Assim como a cronologia de Batman, a do Lanterna Verde não sofrerá alterações. A nova série continua os arcos de histórias anteriores, e começa tendo Sinestro como protagonista da série e novo membro da Tropa dos Lanternas Verdes, já que os Guardiões baniram Hal Jordan e retiraram seu anel energético.

Green Lantern Corps, por Peter Tomasi (roteiros) e Fernando Pasarin
(desenhos)

A série também continuará os arcos anteriores sem reformulações significativas. E acompanhará Guy Gardner, John Stewart, Kilowog e outros membros da Tropa em suas aventuras para manter a paz no universo.

Green Lantern – New Guardians, por Tony Bedard (roteiros) e Tyler Kirkham (desenhos)

Na nova revista, Kyle Rayner será responsável por criar uma nova equipe formada por membros de cada uma das diferentes tropas do espectro da luz, como Arkillio (Tropa Sinestro), Bleez (Lanterna Vermelho), Glomulus (Lanterna Laranja), Munk (Tribo Índigo), Santo Andarilho (Lanterna Azul) e um misterioso membro da Tropa das Safiras Estrelas. Saiba mais sobre a série aqui.

Red Lanterns, por Peter Milligan (roteiros) e Ed Benes (desenhos)

Esta série já vem sendo planejada há algum tempo pela DC, mas o lançamento foi adiado para coincidir com esta reformulação. Nela, o leitor vai acompanhar a Tropa dos Lanternas Vermelhos e saber como o espectro emocional do ódio se manifesta por intermédio de seus membros.

Justice League

Títulos Liga da Justiça

Justice League, por Geoff Johns (roteiros) e Jim Lee (desenhos)

A nova Liga da Justiça será um dos títulos com mais consequências, por causa dessa reformulação. O primeiro arco se passa cinco anos no passado do Universo DC, quando a equipe é formada pela primeira vez com os maiores heróis da Terra. Os principais membros serão Superman, Batman, Mulher-Maravilha, Flash, Lanterna Verde, Aquaman e Ciborgue, que precisarão se juntar para enfrentar a ameaça de Darkseid. Outros heróis também farão parte do grupo, como Nuclear, Gavião Negro, Arqueiro Verde, Desafiador e Eléktron. Justice League será como um filme de grande orçamento e muitos efeitos especiais, uma revista blockbuster cheia de ação.

Justice League International, por Dan Jurgens (roteiros) e Aaron Lopresti (desenhos)

A nova Liga da Justiça Internacional será uma equipe fundada e patrocinada pela ONU, em resposta à Liga da Justiça, em quem a instituição não confia. Farão parte do grupo o Gladiador Dourado, Batman, Fogo, Gelo, Vixen, Guy Gardner, Soviete Supremo e Augusto General de Ferro. Saiba mais detalhes aqui.

Justice League Dark, por Peter Milligan (roteiros) e Mikel Janin (desenhos)

A equipe será formada por personagens místicos da editora, como John Constantine, Zatanna, Magia, Shade, Madame Xanadu, Desafiador e Mindwrap. Eles serão responsáveis por lutar contra as forças sobrenaturais do Universo DC.

Aquaman

Títulos Heróis DC

Aquaman, por Geoff Johns (roteiros) e Ivan Reis (desenhos)

O herói aquático renunciou ao trono da Atlântida e recomeça sua vida. Da mesma maneira que o escritor Geoff Johns fez o Lanterna Verde explorar o universo, ele pretende desbravar os oceanos com o Aquaman e mostrar os mistérios que existem no fundo do mar. Um dos objetivos é enfatizar o quanto o personagem é importante no Universo DC. Mera terá papel fundamental na nova série, e vilões inéditos serão criados.

Wonder Woman, por Brian Azzarello (roteiros) e Cliff Chiang (desenhos)

Apesar de a heroína ter um novo uniforme, o escritor promete que essa não será uma reformulação total da personagem. Suas origens continuam as mesmas: é uma princesa amazona e veia da Ilha Paraíso. Entretanto, o enfoque das tramas deve mudar, mais calcadas na mitologia grega e em seus deuses e criaturas. Azzarello chegou a afirmar que será mais uma revista de terror do que de super-heróis. O artista Cliff Chiang chegou a comparar com Buffy – A Caçadora de Vampiros. Saiba mais clicando aqui.

The Flash, por Francis Manapul (roteiros e desenhos) e Crian Buccelatto (roteiros)

O universo de Flash terá algumas mudanças. Após a reformulação, o personagem continua sendo Barry Allen. Os escritores pretendem explorar a extensão dos poderes do velocista escarlate e da Força da Aceleração, além de criar uma nova galeria de vilões. Por enquanto, não há planos para Wally West. O objetivo é focar em Allen e fortalecer o personagem para o novo Universo DC. Saiba mais aqui.

Captain Atom

Captain Atom, por J. T. Krul (roteiros) e Freddie Williams II (desenhos)

O Capitão Átomo será totalmente reformulado, com novas histórias e origem. Após um acidente numa instalação de pesquisas, ele ganha poderes ilimitados, mas é temido pelas pessoas, pois muitos o veem como uma bomba nuclear ambulante. Com seus poderes além da compreensão de qualquer um, ele enfrentará novos vilões e lutará para não perder sua humanidade. Novos coadjuvantes e inimigos serão apresentados. Saiba mais sobre a nova série clicando aqui.

The Fury of Firestorm – The Nuclear Men, por Gail Simone e Ethan Van Sciver (roteiros) e Yildiray Cinar (desenhos)

Nuclear será abordado de maneira completamente nova, e sua história passada será desconsiderada. Agora, Jason Rusch e Ronnie Raymond são dois adolescentes, mas, ao se verem no meio de uma grande conspiração envolvendo avançados estudos científicos, ficarão unidos de uma maneira que jamais poderiam imaginar, explicar ou controlar! Saiba mais sobre a série aqui.

Green Arrow, por J. T. Krul (roteiros) e Dan Jurgens (desenhos)

O Arqueiro Verde continua sendo Oliver Queen, mas ganhará um uniforme diferente e uma nova história. Órfão e bilionário, ele é o dono das Indústrias Queen e criou a divisão Q-Core, uma espécie de Apple do Universo DC, que, além de estar na vanguarda do desenvolvimento tecnológico, serve para fornecer equipamentos na sua luta contra o crime. Saiba mais sobre a série aqui.

Green Arrow

The Savage Hawkman, por Tony Daniel (roteiros) e Philip Tan (desenhos)

O Gavião Negro também terá mudanças, mas as primeiras edições não serão bem uma história de origem. Quando a trama começa, ele já é o herói, e o escritor mostrará novos personagens, tanto amigos quanto inimigos. Carter Hall é um arqueólogo com grande habilidade de decifrar idiomas perdidas, e no número de estreia descobre uma ruína alienígena que espalha uma praga pela cidade de Nova York.

Mister Terrific, por Eric Wallace (roteiros) e Gianluca Gugliotta (desenhos)

O Sr. Incrível também passa por mudanças. Originalmente membro da Sociedade da Justiça, que não faz parte da reformulação, o personagem foi repensado. Seus poderes continuam parecidos, mas terá uma nova origem, uniforme e personagens coadjuvantes. Seu nome é Michael Holt, um bilionário que chefia uma bem-sucedida empresa de tecnologia e um instituto que recruta e encoraja uma nova geração de mentes brilhantes a se superar. Como Sr. Incrível, ele habita um mundo que poucos sabem existir, e menos ainda compreender. Saiba mais sobre a série clicando aqui.

DC Universe Presents, por Paul Jenkins (roteiros) e Bernard Chang (desenhos)

Esta nova série será uma antologia, apresentando vários personagens do Universo DC em arcos de histórias diferentes. As primeiras cinco edições darão destaque ao Desafiador.

Teen Titans

Títulos Justiça Jovem

Teen Titans, por Scott Lobdell (roteiros) e Brett Booth (desenhos)

Tim Drake, o Robin Vermelho, se vê forçado a agir quando uma organização secreta começa a caçar super-heróis adolescentes, e acaba se unindo à poderosa Moça-Maravilha e ao velocista Kid Flash. A revista dos Novos Titãs será uma das que mais sofrerá com a reformulação da DC, e apresentará novos personagens, uniformes e origem para a equipe. A série terá forte relação com o título do Superboy. Saiba mais sobre os planos para os Novos Titãs aqui.

Static Shock, por Scott McDaniel (roteiros) e John Rozum (desenhos)

Virgil Hawkins é um brilhante estudante que ganhou incríveis poderes elétricos e assume a identidade de Static. Agora morando na cidade de Nova York, ele viverá novas aventuras no colégio e como estagiário nos Laboratórios S.T.A.R. O herói também foi totalmente repensado e ganhará novo uniforme, vilões e personagens coadjuvantes. Essa revista deveria ter saído no primeiro semestre de 2011, mas, após a morte de seu criador, Dwayne McDuffie, o lançamento foi adiado e integrado à reformulação atual.

Hawk & Dove, por Sartling Gates (roteiros) e Rob Liefeld (desenhos)

Hank Hall não está feliz em ter Dawn Granger como sua nova companheira de luta contra o crime, e nem que ela namore o fantasmagórico herói Desafiador. E ainda por cima descobre que alguém está tentando levar os Estados Unidos a uma nova Guerra Civil. Agora, Rapina e Columba, representantes dos Lordes da Ordem e do Caos, precisarão resolver esse mistério antes que todo o país seja destroçado. Rob Liefeld retorna ao título que o tornou conhecido no final da década de 1980 e, junto com Starling Gates, pretende expandir a história dos personagens e introduzir novos vilões.

Blue Beetle, por Tony Bedard (roteiros) e Ig Guara (desenhos)

O Besouro Azul pós-reformulação continua sendo Jaime Reyes, o mais recente personagem a ostentar esse nome e que apareceu em 2006 durante a saga Crise Infinita, e não a versão clássica, Ted Kord. Possuidor do poderoso escaravelho alienígena, o adolescente precisa lidar com escola e família, além de ter que usar o instrumento de aniquilação que lhe dá superpoderes como uma força do bem. O herói não passará por mudanças significativas em relação ao visto nos últimos anos. Sua história e uniformes continuam os mesmos.

Legion of Super-Heroes, por Paul Levitz (roteiros) e Francis Portella (desenhos)

No Século 31, a Legião dos Super-Heróis se recupera da perda de sete de seus membros, ao mesmo tempo em que tenta desesperadamente manter seus novos recrutas vivos contra uma ameaça de imenso poder que está surgindo. De acordo com o escritor Paul Levitz, esta é uma das series menos afetadas pela reformulação. Antes de abordar qual ligação o novo Superman terá com a Legião, o autor vai esperar para ver como será feita a reconstrução do Homem de Aço. Portanto, isso não deverá aparecer tão cedo.

Legion Lost, por Fabian Nicieza (roteiros) e Pete Woods (desenhos)

Sete heróis do Século 31, integrantes da Legião dos Super-Heróis, viajam de volta no tempo para o presente com a missão de salvar o seu futuro da total aniquilação. Mas quando a tecnologia futurística que eles trouxeram falha, todos ficam presos e perdidos em um mundo que não conhecem. Nicieza já disse que esses personagens não passarão por grandes modificações cronológicas, mas preferiu não comentar se eles estranharão o novo Universo DC e o novo Superman (já que o Homem de Aço sempre teve grande influência na origem da Legião dos Super-Heróis), ou se a reformulação faz parte também do futuro dos heróis. Isso é algo que os leitores descobrirão com o tempo.

Swamp Thing

Títulos “The Dark”

Swamp Thing, por Scott Snyder (roteiros) e Yanick Paquette (desenhos)

A cronologia do Monstro do Pântano continuará basicamente a mesma, com as histórias passadas valendo após a reformulação. Entretanto, Scott Snyder tem planos de explorar novos aspectos do personagem e expandir a sua mitologia. Saindo da linha Vertigo, a participação de outros heróis na revista será bem mais constante. Saiba outros detalhes aqui.

Animal Man, por Jeff Lemire (roteiros) e Travel Foreman (desenhos)

Buddy Baker é um homem de família, casado e com filhos. Ele deixou seu papel como Homem-Animal no passado, mas quando sua filha mais nova, Maxine, começa a manifestar estranhos poderes, muitos problemas se avizinharão. O plano é focar mais na família do herói e na sua jornada para descobrir a origem de seus poderes. Apesar de não pretender seguir a mesma linha de escritores anteriores, Lemire não descartará aquelas histórias e até usará elementos delas.

Frankenstein – Agent of S.H.A.D.E., por Jeff Lemire (roteiros) e Alberto Ponticelli (desenhos)

Frankenstein e seus estranhos companheiros formam a Creature Commandos, e trabalham para uma organização governamental ainda mais estranha, a Super Human Advanced Defense Executive (S.H.A.D.E), e terá que proteger o mundo de ameaças mais horríveis que ele próprio.

I, Vampire

I, Vampire, por Joshua Hale Fialkov (roteiros) e Andrea Sorrentino (desenhos)

Esta nova revista mostrará vampiros no Universo DC, e não será nada agradável. Por centenas de anos, Andrew Bennet manteve humanos a salvo dos horrores do mundo sobrenatural graças a uma trégua com sua ex-amante Mary, a Rainha dos Condenados. Mas agora que o acordo chegou ao fim, Mary e suas forças do mal pretendem e espalhar a morte… começando pelos super-heróis. Andrew fará de tudo para impedir, nem que precise exterminar sua própria raça.

Ressurrection Man, por Dan Abnett e Andy Lanning (roteiros) e Fernando Dagnino (desenhos)

Ele é Mitch Shelly, um herói que, a cada vez que é morto, ressuscita com novos e inesperados poderes. Mas esses vários retornos não passaram despercebidos, e forças misteriosas querem descobrir o que ele tem de tão especial. Criado no final da década de 1990, por Dan Abnett e Andy Lanning, o personagem volta a ganhar uma série mensal pelas mãos de seus “pais”, que prometem mais terror e ficção científica ao título.

Demon Knights, por Paul Cornell (roteiros) e Diogenes Neves (desenhos)

Descubra como era Universo DC na Idade Média na companhia do demônio Etrigan, de Horsewoman, Vandal Savage, Madame Xanadú, o Cavaleiro Brilhante e do inventor Al Jabr, uma equipe com a missão de defender a civilização e preservar os vestígios de Camelot através da história. Aventuras com batalhas épicas, magia e feiticeiros. Saiba mais sobre o título clicando aqui.

Stormwatch

Títulos The Edge

Stormwatch, por Paul Cornell (roteiros) e Miguel Sepulveda (desenhos)

Principal título da WildStorm a fazer parte da reformulação, a premissa de Stormwatch é de que o grupo sempre existiu e tem grande influência na história no Universo DC. Trata-se de uma força-tarefa cuja existência é mantida escondida do mundo. Eles não se consideram super-heróis, e sim profissionais com uma meta bem definida, que começam a ficar incomodados quando todos esses seres fantasiados e autoproclamados heróis passam a surgir. Saiba mais sobre a série aqui.

Voodoo, por Ron Marz (roteiros) e Sami Basri (desenhos)

Outra personagem vinda da WildStorm. Priscilla Kitaen acabou de descobrir que é um monstro, um híbrido de alienígena e humana. Conhecida como Voodoo, ela precisará confrontar os segredos de seu passado para sua vida passar a ter algum sentido. Será ela uma heroína ou uma vilã? O escritor Ron Marz pretende usar a série para explorar o novo Universo DC sob a perspectiva de alguém que não é familiar a ele.

Grifter, por Nathan Edmondson (roteiros) e Cafu (desenhos)

Grifter

Assim como Stormwatch e Voodoo, Grifter é mais uma peça na integração entre os universos da WildStorm e DC Comics. Cole Cash é um ex-agente de operações especiais que passa a ser considerado um assassino serial quando começa a caçar e exterminar estranhas criaturas escondidas com a forma humana. Seres que apenas ele pode ver! A expectativa é de que a série, ao lado de Voodoo, introduza os Demonitas e, a partir daí, expanda a presença de personagens da WildStorm, especialmente integrantes dos antigos WildCATS.

Deathstroke, por Kyle Higgins (roteiros) e Joe Bennett (desenhos)

Mercenário meta-humano que ganha a vida eliminando seus alvos, o Exterminador foi uma vez temido e respeitado pelos seus oponentes e clientes. Mas à medida que Slade Wilson foi se afastando das missões, seu nome foi perdendo importância. Agora, um acontecimento fará com que ele reivindique o seu legado por todos os meios necessários. Como aponta o escritor Kyle Higgins, por ser um vilão, o Exterminador sempre é derrotado no final, apesar de ser um dos personagens mais perigosos da DC. E isso é algo que ele pretende mudar.

Suicide Squad, por Adam Glass (roteiros) e Marco Rudy (desenhos)

O Esquadrão Suicida é uma equipe de supervilões recrutados pelo governo para missões de extremo perigo, em troca de redução em suas penas. Nesta nova encarnação, o grupo será formado por Arlequina, Pistoleiro e Tubarão Rei, com outros membros aparecendo ao longo da série. Após um fracasso, eles são presos e interrogados sobre sua missão, e quem está no comando dessas operações ilegais. A equipe criativa pretende abordar o assunto de maneira mais realista. Se realmente existe um grupo de operações especiais formada por vilões, como eles se pareceriam? E como seriam tratados?

Suicide Squad

O.M.A.C., por Dan Didio (roteiros) e Keith Giffen (roteiros e desenhos)

Criado originalmente em 1974, por Jack Kirby, e reinventado nos anos 2000 quando teve grande importância no prelúdio da saga Crise Infinita, O.M.A.C. retorna na reformulação que a DC lança em setembro, sob uma nova perspectiva, sem carregar a cronologia passada. Kevin Kho é um homem que perde o controle de sua vida quando o onipresente satélite Irmão Olho o transforma, contra a sua vontade, numa poderosa máquina de matar. Agora, ele se vê no meio da guerra entre o Irmão Olho e o Xeque Mate.

Blackhawks, por Mike Costa (roteiros) e Ken Lashley (desenhos)

Os Blackhawks travam um novo tipo de guerra, mais brutal do que nunca. Um grupo de elite formado por mercenários do mundo inteiro, equipados com armas avançadas e os veículos mais modernos disponíveis. Sua missão é matar vilões antes que eles nos matem.

Men of War, por Ivan Brandon e Jonathan Vankin (roteiros) e Tom Derenick (desenhos)

Men of War

Joe Rock é neto do Sargento Rock original e assume o comando da Companhia Moleza, um grupo de ex-soldados do exército contratados e financiados por uma organização militar secreta para enfrentar os vilões do Universo DC. O objetivo desta revista de guerra será mostrar como é ser um soldado comum, sem poderes, em um mundo povoado por super-heróis e supervilões. Eles são importantes? Recebem o crédito merecido por suas ações? Sargento Rock e a Companhia Moleza foram criados originalmente em 1959, por Joe Kubert, e mostrava a história desses soldados na Segunda Guerra Mundial.

All-Star Western, por Justin Gray e Jimmy Palmiotti (roteiros), e Moritat (desenhos)

Conheça a cidade de Gotham City na época do Velho Oeste. Com criminalidade em alta e seus habitantes exercendo o lema “olho por olho, dente por dente”, tudo fica pior com a chegada do misterioso caçador de recompensas Jonah Hex. Poderá Amadeus Arkham, um pioneiro em psicologia criminal, convencer Hex a ajudar o Departamento de Polícia de Gotham a encontrar um assassino serial? A dupla de escritores, que antes escrevia a série Jonah Hex, pretende agora ampliar o universo faroeste da editora.

Galeria 1 | Galeria 2 | Galeria 3

Samir Naliato é muito fã da DC Comics, mas garante que não passará por nenhuma reformulação.

Páginas: 1 2 3 4

• Outros artigos escritos por

.

.

.