HQ brasileira Victory deve, sim, sair nos EUA pela Image

Por Sidney Gusman
Data: 22 fevereiro, 2003

Por Sidney Gusman

Victory #1Esta semana, uma grande notícia para os quadrinhos brasileiros foi divulgada pelo site americano Comic Book Resources: a publicação da minissérie Victory, de Marcelo Cassaro (roteiro) e Eduardo Francisco (arte), pela Image, em maio deste ano, com periodicidade bimestral e custando US$ 2,95.

Apesar de uma equivocada notícia de que a obra não mais sairia nos Estados Unidos, por problemas no contrato, ter circulado na internet brasileira, Victory será publicada, sim, nas terras de Tio Sam.

Victory #2Segundo Marcelo Cassaro, tudo não passou de um mal-entendido e o empecilho a ser resolvido não é tão complicado. Trata-se apenas de uma correção no copyright que foi divulgado para os americanos. Afinal, os direitos pertencem a ele, e não ao Coldfusion Studio, que foi quem negociou a publicação na Image.

Victory teve duas minisséries lançadas no Brasil pela Editora Trama (hoje rebatizada como Talismã): a primeira em 2000, escrita por Cassaro e desenhada por Eduardo Francisco; e a segunda em agosto de 2001, com textos de Petra Leão e traços do mesmo artista.

A minissérie inicial, lançada em 2000, apresentava Vitória, uma semideusa, filha de uma donzela élfica e um herói lendário, conhecido como o Paladino. Nativa do mundo de Arton (o mesmo onde se passam as ótimas aventuras de Holy Avenger), ela foi gerada para exterminar um grande mal.

Victory #3Após cumprir sua missão, permaneceu algumas eras em um limbo interdimensional, até ser invocada acidentalmente por um grupo de garotos que liam um tomo antigo. Na Terra atual, Vitória impede um deus-monstro e seus exércitos de destruir a humanidade.

Na segunda minissérie, Vitória está vivendo na Terra com seus novos amigos e tem sonhos estranhos envolvendo seu pai e também um antigo inimigo. Nesse meio tempo, três garotos hostilizados pelos colegas e cheios de problemas recebem a visita de uma entidade, que lhes faz uma oferta: viver num mundo fantástico, onde eles seriam heróis poderosos. A missão da heroína e seus aliados é retornar a Arton para resgatar os jovens.

Esta é, sem dúvida, uma enorme conquista para os quadrinhos brasileiros e, especialmente, para Marcelo Cassaro, pois todos sabem que desenhistas exportamos aos montes para os EUA, mas roteiristas, é bem mais raro. Ainda mais com uma série já pronta! Que Holy Avenger siga o mesmo caminho!

Victory II


• Outros artigos escritos por

.

.

.