Lourenço Mutarelli em noite de autógrafos de seu primeiro romance

Por Sérgio Codespoti
Data: 5 setembro, 2002

O Cheiro do RaloNo dia 12 de setembro, a partir das 19h, na livraria Fnac (Av. Pedroso de Moraes, 858 – Pinheiros – São Paulo – 0XX-11-3097-0022), Lourenço Mutarelli autografará o seu primeiro romance, O Cheiro do Ralo, da Devir Livraria.

Logo depois, o autor recebe, para a mesa redonda A Literatura Marginal, os amigos Valencio Xavier, jornalista do jornal Gazeta do Povo de Curitiba; Glauco Mattoso, poeta e escritor; e Ferréz, colunista da revista Caros Amigos.

O Cheiro do Ralo é o primeiro romance em prosa de Lourenço Mutarelli, premiado autor de quadrinhos com obras como Transubstanciação, Eu Te Amo Lucimar, O Dobro de Cinco, O Rei do Ponto e A Soma de Tudo.

Confira como o autor descreve seu livro:

O Cheiro do Ralo, em síntese, é a história da busca. Fazendo justiça ao título, os caminhos trilhados pelo protagonista só serão percorridos se o leitor tiver a capacidade de suportar o odor.

No caso desse ‘protagonista’, deveremos chamá-lo desta forma em virtude da ausência de nome, pois não só ele, como nenhuma das personagens possui um nome, ou melhor, algumas possuem mais são “impronunciáveis”…

O ‘protagonista’ é, de repente, magnetizado por uma característica física de uma das personagens que o deixa completamente obcecado. Essa será sua busca, em síntese, esse será o enredo.

O “protagonista” é um homem calvo, beirando os quarenta anos e muito semelhante a um ator de comercial de televisão. Dono de um estabelecimento de compra e venda de artigos usados, diverte-se humilhando os humilhados e ofendendo os ofendidos.

Lourenço Mutarelli

• Outros artigos escritos por

.

.

.