Nicolas Cage vendeu seus quadrinhos por causa da ex-mulher

Por Marcelo Naranjo
Data: 10 dezembro, 2002

Por Marcelo Naranjo

Nicolas CageO ator Nicolas Cage divulgou na semana passada a razão de ter vendido sua valiosa coleção de revistas em quadrinhos. E, quem diria, o motivo foi… uma mulher!

No caso, foi a sua (até então) esposa, Lisa Marie Presley, que, conforme explicou o ator em entrevista coletiva, o forçou a vender sua coleção de comics e também seus carros antigos.

O ator pediu o divórcio, e afirmou estar escolhendo a independência, por não agüentar mais tantas exigências, e que fez essas coisas para somente para agradar sua mulher. “Ela não queria só mim, ela queria minha alma”, afirmou.

Entre as revistas, que foram vendidas por US$ 1,6 milhão, estavam raridades, como Action Comics #1, de 1938, com a primeira aparição do Super-Homem, vendida por 86.250,00 dólares; Detective Comics #38, de 1940, a primeira história do Robin, arrematada por quase 121 mil dólares; e All-Star Comics #3, que introduziu a Sociedade da Justiça, o primeiro grupo de heróis (incluindo o Lanterna Verde, o Gavião Negro e o Flash), também de 1940, e chegou a 45 mil dólares.

Na época do leilão, Cage, um fã confesso de HQs, não apresentou nenhum motivo para se desvencilhar de sua preciosa coleção.

• Outros artigos escritos por

.

.

.