Nova Fronteira lança Literatura em Quadrinhos no Brasil

Por Sérgio Codespoti
Data: 21 novembro, 2002

Por Sérgio Codespoti

Literatura em Quadrinhos no BrasilLiteratura em Quadrinhos no Brasil – Acervo da Biblioteca Nacional, lançamento da Nova Fronteira, é uma edição de referência primorosa, com direito à capa dura e sobrecapa.

São 160 páginas em papel couché, ricamente ilustradas, contando a evolução dos quadrinhos publicados no Brasil.

O livro, organizado por Moacyr Cirne, se divide em capítulos como: Por que Ler Quadrinhos (texto de Cirne); Edições Maravilhosas: as adaptações literárias em Quadrinhos (de Álvaro de Moya e Otacílio D’Assunção, o Ota); Interlúdio com Di Cavalcanti, mostrando as pranchas de Fantoches da Meia-Noite, que o artista lançou em 1921, e que funciona como uma história seqüencial sem balões (uma raridade!); Uma saga: A difusão da literatura em quadrinhos no Brasil (de Naumin Aizen); Cronologia comentada das histórias em quadrinhos no Brasil (por Álvaro de Moya e Moacyr Cirne), Bibliografia básica dos autores nacionais sobre HQs e outros apêndices.

Na introdução, um parágrafo chama a atenção: “Este livro, uma iniciativa da própria Biblioteca Nacional, quer mostrar que o preconceito – contra qualquer espécie de manifestação cultural – sempre passou longe de nossas portas, de nossos corredores e de nossas estantes. E de nossos sentimentos.

Apesar do preço elevado, por volta de R$ 120,00 (amplamente justificado, pela qualidade da edição), esta é uma importante obra de referência, num país que carece de memória. Fundamental para aqueles que colecionam, escrevem ou simplesmente são apaixonados por quadrinhos.

A edição tem apoio do Ministério da Cultura, da SABIN – Sociedade de Amigos da Biblioteca Nacional e patrocínio da Brasil Telecom, Nova Fronteira e da Fundação Biblioteca Nacional.

• Outros artigos escritos por

.

.

.