As HQs para procurar no Festival Internacional de Quadrinhos

Por Samir Naliato
Data: 11 novembro, 2013
  • A Entediante Vida de Morte Crens (independente), por Gustavo Borges.

Conheça a morte de perto. Um universo caótico nos limiares da vida, no qual Morte Crens, fadado em seu trabalho sem fim, crítico, mal-humorado, sarcástico e comicamente trágico, diverte em cada tira com seu ponto de vista sobre a vida e sua entediante existência. A edição conta com uma galeria de convidados, como Daniel HDR, Matias Streb, Antonio Pereira, Émerson Lopes, Rogério de Souza, Rodger Goulart e Pedro Leite. Formato 14,8 x 21 cm, 48 páginas, R$ 10,00.

Lançamento e sessão de autógrafos no estande da Pandemônio. Outras informações no blog oficial.

  • A quem importar possa… (independente), por Vinicius Posteraro e Matheus Moura.

Uma HQ inusitada retrata um acidente de carro causado por um marimbondo. Impresso em folhas de caderno A5 amassadas e com colagens. Formato 15 x 21 cm, 12 páginas, R$ 4,00.

Os autores estarão no estande Ugrapress.

Em 1847, a Irlanda cai vítima da fome e o desespero se abate sobre o povo. A fuga em massa para a América vira necessidade. O único meio de transporte viável são coffin ships, navios muito velhos e de numerosos segredos. Qualquer criatura sã pensaria duas vezes antes de se arriscar, mas a miséria não conhece sanidade. E é assim que hordas de irlandeses famintos tornam-se cegos diante das deploráveis condições. Cruzar o Atlântico é questão de sobrevivência – ainda que, paradoxalmente, possa custar-lhes a vida. Formato 20 x 28 cm, 88 páginas, R$ 30,00.

A obra poderá ser encontrada no estande da Fictícia. Sessão de autógrafos acontecerá no dia 14 de novembro, das 16h às 18h.

Cecília é mãe, tem um casamento feliz e uma vida estável. Um dia, o reencontro com uma pessoa desperta uma torrente de lembranças que a abalam profundamente. Trata-se de uma história sobre amor e memória, com doses de decepção, humor, drogas e sexo. Formato 21 x 28 cm, 60 páginas, R$ 20,00.

Sessão de autógrafos na praça Mauro Martinez, dia 16 de novembro, às 20h. Lançamento e sessão de autógrafos no estande da Pandemônio, dia 13 de novembro, das 8h às 12h. Nos dias 14, 15 e 16, os autógrafos serão das 16h às 19h. A obra também pode ser adquirida pelo blog do autor.

  • As Aventuras da Bruxinha Mô (independente), por Chairim.

História voltada para o público infantil, conta as aventuras da bruxinha Mô, uma doce (e atrapalhada) bruxinha que sonha em um dia em ser uma fada, mas que aos poucos vai aprendendo como é lindo ser uma bruxa. Junto com seu gatinho (preto, claro) Darazar, ela vive muitas confusões. Formato 20 x 20 cm, 16 páginas, R$ 16,00.

Chairim estará autografará no dia 15 de novembro, às 14h, na mesa 11.

  • Barão Macaco # 0 (Organização Fictícia), por Hector Lima (roteiro), Milton Sobreiro (arte), Felipe Sobreiro (letras e capa).

Na metrópole, a vida louca do crime compensa, como a de Massa, o traficante mais violento da área. Para todos, faturar é a lei. Mas algumas operações começam a dar errado: o dinheiro some e pessoas aparecem mortas. A estrutura está abalada. Uma gangue ataca a outra e delegados como Fonseca ficam sem ação. Correm boatos sobre a presença de uma figura misteriosa com cara de macaco estar envolvida. Será verdade? É o que a jornalista Renata investigará, sem saber que está se metendo num fogo cruzado. Formato 17, 5 x 26 cm, 12 páginas, R$ 3,00.

Sessão de autógrafos no dia 16 de novembro, às 16h, no estande Ficticia.

  • Baratão 66 (Pitomba! e Beleléu), por Bruno Azevêdo (roteiro) e Luciano Irrthum (desenhos).

Baratão 66 é uma casa de depilação que funciona das 8h às 18h. Após isso, vira o Baratão 69, onde a noite nunca termina. Formato 14 x 21 cm, 188 páginas, R$ 30,00.

  • Bobo da Corte – Ri quem tem dente. E quem não tem também. (independente), por Ruis.

O Bobo da Corte é um sujeito de nosso tempo. Tem um chefe mandão, o Rei, que não faz nada e que, por sua vez, confere a um sujeito sem imaginação, o General, a responsabilidade de representar suas decisões. O Bobo tem uma amada, a Princesa, absolutamente apaixonante, que o persegue. E compartilha com Pimpão, o filósofo, seus projetos de zombar da autoridade. Fora do palácio, existe a figura transitória de Elmo, o Cavaleiro da Triste Estatura, acompanhado de seu fiel escudeiro, Tristão: o erudito e o simplório diante da tarefa inglória de redimir o mundo de suas injustiças. Formato 12 x 25 cm, 104 páginas, R$ 19,90.

O autor estará no evento para sessão de autógrafos.

  • Botamem – Por um Punhado de Pinga (independente), por Felipe Assumpção.

Botamem chega a um centro comercial, onde testemunha uma violenta injustiça. Sua sede de vingança é aflorada e acaba se metendo no meio de uma disputa. Formato 18 x 25 cm, 32 páginas, R$ 10,00.

A revista e os autores estarão no FIQ, nos estandes da Pandêmonio (todos os dias) e da Casa de Quadrinhos (sessão de autógrafos no dia 15 de novembro, às 16h). Outra sessão de autógrafos acontecerá no dia 16, às 14h, na praça Mauro Martinez. A edição ainda pode ser adquirida no site oficial.

Tiras autobiográficas (com os devidos exageros) que narram o dia a dia do autor. Superpoderes? Nenhum. Só a teimosia de não desistir nunca de tentar viver de desenhos, sem ter um pistolão, num país que não valoriza o artista. Formato 21 x 11 cm, 104 páginas, R$ 13,00. Pode ser adquirida também pelo e-mail contato.mbp@gmail.com.

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9

• Outros artigos escritos por

.

.

.