Opera Graphica lança O Espírito da Guerra

Por Equipe UHQ
Data: 1 dezembro, 2001

O Espírito da GuerraNo dia 11 de novembro (domingo), das 14 às 17 h, o artista Eugênio Colonnese estará na Comix Book Shop (Alameda Jaú, 1998 – próximo ao metrô Consolação – São Paulo – SP – Tels.: 0XX-11-3088-9116 e 3061-3893), autografando a revista O Espírito da Guerra, que será lançado no 2ª Fest Comix.

Este álbum permaneceu inédito por mais de 20 anos, e estréia agora na Coleção Opera Mundi, da Editora Opera Graphica.

O Espírito da Guerra reúne quatro episódios sobre a Segunda Grande Guerra Mundial, produzidos pelo mestre Colonnese entre 1967/68, período de sua mais fecunda produção de histórias em quadrinhos em toda sua carreira. A obra traz as HQs que ele teve mais prazer em executar, onde, como gosta de frisar “mais gastou suor e lágrimas, porque trabalhou com muito tesão””.

Colonnese guardou o projeto por décadas, sempre esperando a melhor oportunidade para ver seu trabalho devidamente publicado, não admitindo uma impressão de má qualidade. Conseguiu graças a pré-produção do editor Wagner Augusto, que providenciou fotolitos de excelente qualidade, em processo de “fotomecânica”.

As quatro histórias de O Espírito da Guerra são simplistas, fortes e emotivas. Como os episódios de Combat, a empolgante série de TV, natural inspiradora de quase todas as aventuras curtas sobre a 2ª Guerra produzidas para os gibis da década de 1960.

O autor, no entanto, não usou personagens fixos neste álbum, preferindo investir sobre os heróis anônimos e as ironias da vida, diante das condições extremadas a que a fragilidade do homem pode ser submetida.

Com narrativa em ritmo cinematográfico e textos de valor literário, O Espírito da Guerra, graças aos tons em cinza dos desenhos, originalmente pintados em nanquim aguado, remetem suas short stories para o sabor das ondas do novo cinema de clima tenso de fitas “cinzas”, como O Resgate do Soldado Ryan, Além da Linha Vermelha e Pearl Harbor. Mas o filme de referência visual cinematográfica de Colonnese para seus quadrinhos deste gênero é Uma Batalha no Inferno, da década de 1960.

Entre uma aventura e outra, o álbum apresenta, por sugestão de Wagner Augusto, pranchas de estudos gráficos, esboços, detalhes de insígnias e equipamentos utilizados nas referidas histórias, valorizando imensamente a edição. No final, pode ser apreciada uma entrevista com o autor, onde ele procurou elevar o espírito da humanidade, coisa que confessou não saber como exprimir diante da guerra atual.

A edição tem formato 21 x 28 cm, com 48 páginas impressas em meio tom. Terá tiragem limitada de 1.000 exemplares, ao preço de R$ 8,90, estando a venda exclusivamente nos pontos do HQ Club.

• Outros artigos escritos por

.

.

.