Panini cortou páginas de história do Capitão América

Por Sidney Gusman
Data: 23 agosto, 2002

Por Sidney Gusman

Página cortada de Capitão América, em Paladinos Marvel #7
Clique para ampliar

Depois de anunciar a publicação da nova fase do Capitão América em setembro, saltando quase um ano e meio das aventuras do personagem, a Panini quebrou outra promessa feita aos leitores logo que assumiu os títulos da Marvel: cortou páginas de uma edição original.

Em Paladinos Marvel # 7, que traz a última aventura do Sentinela da Liberdade antes do início da nova fase, a editora cortou as duas última páginas da história. A primeira era um interlúdio com Nick Fury; e a segunda mostrava o Protocida “jurando” o herói, com a chamada para o “tão esperado confronto entre os dois”.

ágina cortada de Capitão América, em Paladinos Marvel #7
Clique para ampliar

Editorialmente, a medida é até “justificável”, pois a Panini não publicará o final da saga com o Protocida, e a presença dessas duas páginas tornaria ainda mais difícil uma explicação desse fato aos leitores, que não verão a conclusão do arco.

No entanto, em seus quase nove meses de ótimo trabalho no Brasil, a Panini reiterou diversas vezes que, em respeito ao público, não repetiria os erros de sua antecessora, a Editora Abril. E o corte de páginas e o salto de histórias eram alguns dos principais, e sempre mereceram veementes críticas dos leitores.

Se as histórias puladas são ruins, se isso é certo ou errado, se o importante é manter a saúde financeira da revista, como ficam os fãs que vinham acompanhando as histórias do Capitão América, se a Panini deveria ter mantido o que afirmou quando lançou os títulos… Tudo isso divide opiniões e gera muita polêmica, mas a esperança é que esses dois episódios tenham sido fatos isolados; e que o que até agora é exceção, não se torne regra.

• Outros artigos escritos por

.

.

.