Quadrinhos nacionais fazem a festa na entrega do HQ Mix

Por Sidney Gusman
Data: 13 julho, 2007

Balcão improvisado
O clima foi dos mais bacanas.

Antes de se iniciar a entrega do 19° Troféu HQ Mix, quadrinhistas
de diversos lugares do Brasil, na base do corpo-a-corpo, apresentavam
seus fanzines e revistas independentes, com preços a partir de R$ 1,00,
quando não gratuitos.

Um balcão improvisado no local tinha seu espaço disputado entre álbuns
diversos e quadrinhos nacionais lançados principalmente durante 2007.
Editores, artistas, jornalistas e fãs se confraternizavam e conversavam
sobre seu trabalho.

Coleção Cabeça Oca
O Universo HQ conferiu alguns dos lançamentos. Infelizmente, não
foi possível adquirir tudo que estava no local. Mas caso sua revista ou
fanzine não esteja nesta matéria, basta entrar em contato por e-mail,
que divulgaremos seu trabalho.

Confira agora, um pouco do que era possível encontrar no Sesc Pompéia,
em São Paulo, na entrega do HQ Mix.

Christie Queiroz mostrava o sétimo e o oitavo álbuns da ótima Coleção
Cabeça Oca
, da R & F Editora, que, com humor simples e
divertido, traz o gostinho das melhores recordações da infância, com tiras
Sonharde
crianças peraltas numa família das mais felizes. Os seis primeiros livros
foram
encartados nas edições dominicais
do jornal O Popular, de Goiânia,
com bastante sucesso. E os mais atuais repetirão
a dose
.

Manoel Macedo trouxe diversos
números do fanzine Sonhar (16 páginas), que apresenta, além de
HQs com temática adulta, homenagens, entrevistas, dicas de edições alternativas,
poesia, cinema e outras opções.

Os premiados gêmeos Fábio
Moon e Gabriel Bá
apresentaram a revista independente 5 (32
páginas, R$ 5,00), com três HQs e ilustrações das mais bacanas de Rafael
Grampá.

Avenida
(28 páginas), de André Caliman, Wellington Marçal e Rui Silveira, conta
três histórias intimistas, como os autores definem, “para que as pessoas
se surpreendam, se emocionem, dêem risada”.

AvenidaSideralman
(24 páginas), criação de Will, é uma edição-solo que traz a origem deste
herói que brilha nas paginas do fanzine Subterrâneo (HQ Mix
como Melhor Fanzine).

Subterrâneo
Especial # 3
(24 páginas, R$ 2,00) apresenta HQs de Will (Sideralman),
Marcos Venceslau (Piratas), Mario C. Silva (Bombado), Luigi
Colafigli (Franco), Samuel Bono (Bucha) e Márcio Garcia
(Derek).

O fanzine Eterno
(8 páginas), de Rodrigo Alonso e Felipe Cunha, apresenta um rapaz que
encontra dois anjos. O único problema é que, pelo bem da humanidade, eles
querem que ele morra.

Quem nunca fica sóbrio é o Tulípio
(20 páginas), boêmio inveterado criado por Eduardo Rodrigues e Paulo Stocker,
cuja quinta edição foi distribuída gratuitamente.

Tulípio
A revista independente Garagem
Hermética
(32 páginas) teve lançada sua terceira edição, com HQs
diversas (saiba mais aqui)
e uma matéria sobre a famosa Metal Hurlant.

Apresentando seu trabalho, o pessoal da escola de artes HQ
em Foco
trouxe o Nanquim, fanzine gratuito com quatro páginas
apresentando uma HQ com duas garotas que moram juntas e fazem quadrinhos.

Daniel Esteves, premiado como Roteirista Revelação de 2006 e que
integra a HQ em Foco, distribuiu o zine Algumas Histórias
(24 páginas), com cinco histórias de sua autoria (Confissão, Outro
Mundo
, MR 11 de setembro e Um garçom dançarino e duas tragédias)
desenhadas por diversos artistas. Além disso há um roteiro esmiuçado de
Fragmentos, que mostra seu método de escrever.

Fercom! Humor levado a sérioFercom!
Humor levado a sério
(16 páginas, R$ 1,50), de Fernando dos Santos,
tira sarro de monstros, cavaleiros, dragões e até dos Bananas de Pijama.

A sétima edição de Lorde Kramus (32 páginas, capa colorida, R$
2,00) tem como destaque o bom desenho do autor Gil Mendes. Também participam
da edição Adriano Sapão e Kleber Lira. Além das HQs, o zine traz ainda
cinco páginas com lançamentos nacionais da cena independente.

E ainda era possível conferir outras “atrações”, como as edições da bacana
Quadrinhópole, a nova Front (com o tema Ódio), o
14º No Fiofó todo dia (agora em formato horizontal, com 48 páginas)
e a maioria dos títulos premiadas com o HQ Mix referente ao ano
de 2006, entre eles o belo álbum infantil Lendas e Mistérios, de
Antonio Cedraz; A Mosca no Copo de Vidro, premiada como Melhor
Prozine
; e muitos outros.

Marcelo Naranjo e Sidney Gusman dão parabéns aos artistas gráficos
brasileiros e à produção independente, e torcem para que cada vez mais
o HQ Mix reconheça o trabalho destes incansáveis batalhadores.

 

• Outros artigos escritos por

.

.

.