Samurai Jack, a nova aposta do Cartoon Network

Por Marcelo Naranjo
Data: 21 agosto, 2002

Por Marcelo Naranjo

Samurai JackDepois do sucesso do Laboratório de Dexter e das Meninas Super-Poderosas, chega às telinhas, em setembro, o novo desenho animado da Cartoon Network Samurai Jack.

No passado longínquo, no Japão, um terrível bruxo-mutante-transmorfo (ou algo do tipo) foi banido para as trevas pelo jovem imperador, com a ajuda de uma espada mágica forjada por três magos.

Muito tempo depois, o terrível vilão está de volta. Desta vez, o imperador, já um homem de idade, não tem tempo de pegar a espada para enfrentar o inimigo. Abu derrota todo o exército, e tem inicio seu reinado de tirania.

Mas resta uma esperança: o jovem filho do imperador, ainda criança, parte para terras distantes, enquanto sua mãe foge, de posse da espada.

O jovem passa por uma incrível seqüência de treinamentos: aprende a cavalgar com árabes, é ensinado a lutar com bastão por africanos, estuda com egípcios, luta no coliseu com gregos, navega com vikings, treina arco-e-flecha com ninguém menos que Robin Hood, é instruído com a espada e aprende artes marciais com monges do Tibet, e, enfim, torna-se um mestre.

Já adulto, e uma vez pronto, encontra-se com sua mãe num templo, e recebe a espada para enfrentar Abu. No vertiginoso confronto, mostra-se superior ao inimigo, que, utilizando-se de feitiçaria, envia o valente samurai para o futuro.

Nesse ponto termina o primeiro episódio. Na seqüência, o jovem herói vai parar num futuro sombrio, numa cidade que lembra muito o clima do filme Blade Runner, com arranha-céus enormes e painéis eletrônicos, sempre com a imagem de Abu, comendo, bebendo refrigerantes, fazendo seu marketing… um vilão dos tempos modernos.

Samurai JackAgora, Jack vai cruzar com seres muito estranhos, e terá que enfrentar alienígenas, mutantes e toda sorte de inimigos, principalmente Abu, que volta a encontrar seu nêmesis e quer destruí-lo, a qualquer custo. Tem início a saga.

Com roteiro caprichado, ação continua e um acabamento detalhado, Samurai Jack tem tudo ser o novo sucesso da Cartoon Network.

O desenho foi criado por Genndy Tartakovsky, o responsável por O Laboratório de Dexter, pelo qual recebeu diversos prêmios. “Decidi que eu queria uma boa dose de ação com coreografia, e eu gostava de samurais. Assim, me veio a linha da história, e tudo começou a tomar forma”, falou.

O elemento-chave de Samurai Jack é sua intensa ação estilizada, mas o desenho também terá uma veia de humor, como nas ocasiões em que o protagonista tenta se adaptar à vida moderna.

“Me propus a fazer uma série que tivesse ação suficiente para satisfazer meu gosto pessoal”, contou Tartakovsky. “Mas, complementando as incríveis seqüências de ação, estamos usando música, roteiros cinematográficos e cenários estilizados para criar clima e atmosfera. A ambientação é um dos personagens principais de Samurai Jack“.

Samurai Jack em ação“Com Samurai Jack estamos expandindo para um novo estilo de animação dentro de nossos originais”, disse Cindy Kerr, vice-presidente de programação e aquisições do Cartoon Network e Boomerang para a América Latina. “Este jeito de contar uma história por meio de ação e aventura, com um visual único, certamente vai conquistar fãs tanto dos animês, quanto da animação tradicional”.

A dublagem é de ótima qualidade, e deve agradar também aos “mais velhinhos”. Um prato cheio para todos, e, com certeza, para os apaixonados por histórias em quadrinhos.

Uma curiosidade: boa parte do primeiro episódio não tem falas. Mas, aqui, imagens valem mais que palavras.

Samurai Jack tem estréia marcada para o dia 6 de setembro, às 19h, e terá episódios semanais, com meia hora de duração.

No site da Cartoon Network podem ser encontradas mais informações sobre o desenho, personagens, criadores, jogos, clipes, papéis de parede e até um cartão virtual para enviar aos amigos.

• Outros artigos escritos por

.

.

.