Um pouco da grandiosa história da Ebal – Parte 1

Por Marcelo Naranjo
Data: 19 março, 2004

Os Clássicos da Década apresentam Super-Homem # 1 - Mulher Maravilha e AquamanFalar dos quadrinhos lançados pela Ebal – Editora Brasil-América, fundada em 1945 por Adolfo Aizen, é uma tarefa hercúlea. Foram mais de quatro décadas de publicações, abrangendo títulos dos mais diversos possíveis, incluindo os heróis da Marvel, DC Comics, HQs européias, clássicos e muito, muito mais.

Portanto, a proposta desta nova “série dentro da coluna”, e que será dividida em várias partes, é apresentar alguns álbuns e edições especiais, dignos de nota dentre o vasto leque de títulos da editora.

Neste artigo, você confere duas séries lançadas em bancas com personagens da DC Comics.

Os Clássicos da Década apresentam Super-Homem teve seis álbuns, publicados em 1980, trazendo o Homem de Aço em encontros com outros famosos heróis.

Um editorial na primeira edição apresenta a coleção, e traz uma breve biografia da Mulher-Maravilha e de Aquaman. Infelizmente, só o número de estréia e o segundo número trouxeram um texto desse tipo. Confira:

Os Clássicos da Década apresentam Super-Homem # 2 - Sargento Rock e Homens MetálicosOs Clássicos da Década apresentam Super-Homem # 1 – Mulher Maravilha e Aquaman. Duas histórias. A Invasão do Povo de Gelo, por Martin Pasko (roteiro) e Joe Staton (arte) e A Guerra das Cidades Submarinas!, por Len Wein (roteiro) e Murphy Anderson (arte);

Os Clássicos da Década apresentam Super-Homem # 2 – Sargento Rock e Homens Metálicos. Duas histórias. O Homem Milagroso da Companhia Moleza, por Cary Bates (roteiro) e Joe Staton (arte) e Insolação Fatal, por Len Wein (roteiro) e José Luis Garcia-Lopez (arte);

Os Clássicos da Década apresentam Super-Homem # 3 – O Monstro do Pântano e Adam Strange. Duas histórias. As Sessenta Mortes de Solomon Grundy!, por Steve Englehart (roteiro) e Murphy Anderson (arte) e O Enigma da Terra Perdida!, por David Michelinie (roteiro) e José Luis Garcia-Lopez (arte);

Os Clássicos da Década apresentam Super-Homem # 3 - O Monstro do Pântano e Adam StrangeOs Clássicos da Década apresentam Super-Homem # 4 – Flash – História Completa. Corrida até o Fim do Tempo, por Martin Pasko (roteiro) e José Luis Garcia-Lopez e Dan Adkins (arte);

Os Clássicos da Década apresentam Super-Homem # 5 – Lanterna Verde e Tornado Vermelho. Duas histórias – A Fantástica Queda de Lanterna Verde!, por Paul Levitz (roteiro) e Curt Swan (arte) e O Perigo do Planeta Paralisado, por Paul Levitz (roteiro) e Dick Dillin (arte);

Os Clássicos da Década apresentam Super-Homem # 6 – Gavião Negro e Elektron. Duas histórias. Crime à Luz das Estrelas e O Drama do Elektron Gigante, ambas por Cary Bates (roteiro) e Joe Staton (arte).

Os Clássicos da Década apresentam Super-Homem # 4 - FlashAs melhores edições são a segunda, com arte inspirada de Garcia-Lopez e a quarta, com uma eletrizante disputa de velocidade entre o Flash e Super-Homem, para salvar a Terra.

Vale lembrar que a maioria das histórias é completamente “datada”, já que apresentam argumentos um tanto quanto pueris, e soluções pra lá de simplistas, como a grande maioria dos quadrinhos da DC na época.

Ainda assim, uma belíssima coleção, seja pelo formato 26,5 x 20 cm, pelas lindas cores das capas, ou pela diversão de conferir encontros (hoje, crossovers) entre grandes heróis dos quadrinhos.

Outra série que fez bastante sucesso foi Os Grandes Álbuns em Quadrinhos, formato 26,5 x 20 cm, também de 1980, com quatro números. Cada edição apresentava um personagem especifico. Infelizmente, nenhum texto explicativo acompanhou os títulos. Confira:

Os Clássicos da Década apresentam Super-Homem # 5 - Lanterna Verde e Tornado VermelhoOs Grandes Álbuns em Quadrinhos # 1 – O Guerreiro – Três histórias com roteiro e arte de Mike Grell. Travis Morgan é Tenente-Coronel da Força Aérea Americana. Em missão no Pólo Norte, seu avião cai, enquanto ele é ejetado de pára-quedas. Ao aterrissar, está numa terra estranha chamada Skartaris, com dinossauros, belas garotas, magos e outros seres. Morgan chega a conclusão que está no interior de nosso planeta.

O personagem teve título próprio na Ebal e histórias publicadas posteriormente pela Editora Abril. Infelizmente, embora seja um material de qualidade, não deu mais as caras por aqui.

Os Grandes Álbuns em Quadrinhos # 2 – O Soldado Desconhecido – Quatro histórias passadas na Segunda Guerra Mundial, tendo como protagonista o Soldado Desconhecido, que trabalha para o Os Clássicos da Década apresentam Super-Homem # 6 - Gavião Negro e ElektronServiço Secreto Britânico em missões perigosas contra os cruéis Nazistas. Os roteiros são de Bob Haney e a arte de Dick Ayers e Gerry Talaoc.

O personagem foi outro que teve titulo próprio, em formatinho, pela Ebal, e uma minissérie em duas edições, com roteiro de Garth Ennis, publicada no Brasil pela Metal Pesado.

Os Grandes Álbuns em Quadrinhos # 3 – A Morte de Batman – Este título é extremamente difícil de ser encontrado, mesmo em sebos ou lojas especializadas. Conta a história da morte do Batman da Terra 2, membro da Sociedade da Justiça da América, na história Só as Lendas são Eternas, com roteiro de Paul Levitz e arte de Joe Staton.

Os Grandes Álbuns em Quadrinhos # 1 - O Guerreiro Um criminoso, preso pelo Comissário de Policia Bruce Wayne, adquire repentinamente poderes fantásticos e foge da prisão em busca de vingança. Neste mundo, após a morte de sua esposa, Wayne abandonou a carreira de Batman, mas decide voltar a usar o uniforme, para confrontar o vilão, que havia derrotado facilmente Poderosa, Senhor Destino, Lanterna Verde e os demais membros da Sociedade da Justiça.

No confronto, Batman e seu inimigo morrem. A Caçadora, filha de Batman, e Dick Grayson, o Robin, prometem continuar lutando pela justiça em honra ao Homem-Morcego. Mas o vilão por trás de tudo aparece. Seu nome é Fredric Vaux, um servo do Caos que acaba derrotado pela Sociedade da Justiça.

Os Grandes Álbuns em Quadrinhos # 2 - O Soldado DesconhecidoOs Grandes Álbuns em Quadrinhos # 4 – Shazam! – Com uma bela capa, esse álbum deixa com saudades qualquer fã do “Capitão Fraldinha”, que, infelizmente, pouco tem aparecido no Brasil.

A primeira história, No Começo, tem roteiro de Denny O’Neil e arte de C.C. Beck, e narra a origem do herói, quando encontra o mago Shazam e, ao dizer seu nome, recebe os poderes de Salomão (sabedoria), Hércules (força), Atlas (vigor), Zeus (poder), Aquiles (coragem) e Mercúrio (velocidade).

A segunda história, também de O’Neil e Beck, com o título O Plano Sinistro!, traz o Dr. Silvana e seus filhos colocando todos os habitantes de Fawcett City (a cidade do Capitão) em uma espécie de campo de estase. Porém, por acidente os vilões também ficam presos. 20 anos depois, todos se libertam.

Os Grandes Álbuns em Quadrinhos # 3 - A Morte de BatmanEssas histórias foram lançadas originalmente na década de 1970, e essa é a explicação (fantástica demais, mas com humor condizente com as aventuras do personagem) para o tempo que o Capitão Marvel ficou sem aparecer nos Estados Unidos, cerca de vinte anos, após o cancelamento de suas publicações.

Isso ocorreu por volta de 1950, devido a um processo da DC (na época, National Periodical Publications), que teve ganho de causa contra a Fawcett Comics, que publicava o Capitão, afirmando que o herói seria um plágio do Super-Homem.

As duas últimas histórias – O Capitão e o Rei e Capitão Marvel enfrenta o Demônio têm argumentos de E. Nelson Bridwell e a bela arte de Don Newton.

Aguarde para breve novas colunas com material da Ebal.

Marcelo Naranjo procura desesperadamente por edições da revista Krypta, da RGE. E, de preferência, por preços não muito exorbitantes. Será que alguém não gostaria de doar alguns exemplares – ou uma coleção completa – para o pobre rapaz?

Os Grandes Álbuns em Quadrinhos # 4 - Shazam!
 

• Outros artigos escritos por

.

.

.