Acordes 2, Paralelas e Zé Gatão: mais três quadrinhos nacionais pela Devir

Por Samir Naliato
Data: 21 maio, 2015

Acordes - Volume 2A Devir tem mais três quadrinhos nacionais programados em seu cronograma de lançamentos. Veja os detalhes:

Acordes – Volume 2 (formato 20,5 x 27,5 cm, 128 páginas, R$ 49,00), de Rogério Vilela. No primeiro número da história, publicado em 2012, os leitores começaram a percorrer a vida de Antônio, a partir de seu desmaio em um posto de gasolina na longínqua Patagônia, Argentina, onde foi socorrido por um casal de brasileiros.

Algo misterioso acontece com o ancião, que se alimenta exclusivamente de livros, adquirindo todo o conhecimento que neles se encontram. Ele irá, agora, dormir pela primeira vez na vida e acordar por 40 vezes seguidas. E a cada despertar ele narrará um ano de sua vida. Assim, começa a montar as peças de um enorme quebra-cabeças que é a sua trajetória até ali.

Uma série em três partes, mostrando um caminho que mistura sonhos, realidade e mistérios, de volta às décadas de 1980 e 1990, em que várias perguntas serão respondidas. Uma após outra.

Paralelas (formato 20,5 x 27,5 cm, 136 páginas, R$ 44,00), de Watson Portela. Ele produziu quadrinhos de todos os tipos: ficção-científica, eróticos, humor, aventura, faroeste, infantis, super-heróis, mangás etc. Este volume reúne alguns dos seus melhores e mais cultuados trabalhos selecionados de uma carreira de sucesso que conquistou fãs no mundo inteiro e continua despertando o respeito de toda uma nova geração de admira­dores.

Seu traço claro e expressivo deu forma e vida a diversas beldades femininas e tornou-se sua marca registrada ao lado de belos cenários e cenas de muita ação. Tudo isso e muito mais poderá ser visto nas páginas deste livro.

Zé Gatão – Daqui para a eternidade (formato 16 x 23 cm, 144 páginas, R$ 44,00), de Eduardo Schloesser. Numa realidade caótica muito parecida com a nossa, existe um mundo habitado por seres antropomórficos que têm em sua personalidade os reflexos de suas características animais. Mas a cobiça e a violência se sobressaem a tudo e, no final das contas, o que fala mais alto é a lei do mais forte.

Mas há quem lute contra tudo e todos para fazer valer os princípios mais nobres da humanidade, como honra, lealdade e justiça. Zé Gatão é um desses heróis solitários. E nesse cenário violento ele terá de provar seu valor quando se vê no meio de uma verdadeira guerra pelo poder de uma comunidade isolada que se vê assombrada por uma criatura sobrenatural que retornou de um passado cruel e sangrento. Zé Gatão lutará pelas vidas daqueles que amam, mas o preço disso poderá ser muito alto.

ParalelasZé Gatão - Daqui para a eternidade

• Outros artigos escritos por

.

.

.