Acredite, os heróis da Marvel não são seres humanos

Por Marcelo Naranjo
Data: 13 junho, 2003

Astonihsing X-Men #1Existem coisas que só acontecem nos Estados Unidos.

No último mês, em Nova York, a juíza Judith Barzilay, da Corte norte-americana de Comércio Internacional (U.S. Court of International Trade), deparou-se com uma questão jurídica, no mínimo, esquisita.

Devido a uma batalha tributária entre a Marvel Enterprises e a alfândega americana, ela precisou decidir se os heróis das histórias em quadrinhos são ou não humanos.

E decidiu que os X-Men e demais heróis não são humanos! Muito menos, os vilões da editora. São todos “criaturas não-humanas”.

X-Men Universe #15O interesse era da Toy Biz Inc., que pressionou a juíza por essa declaração, já que, assim, poderia ter uma tarifa menor no caso de bonecos importados da China, na metade da década de 1990, pois naquela época as taxas eram maiores para bonecas do que brinquedos em geral.

O código tributário dos EUA rege que figuras humanas são bonecas enquanto figuras representando animais ou “criaturas”, como monstros e robôs, são considerados brinquedos.

Mas, pelo menos no caso dos X-Men, embora tenha declarado serem “criaturas não-humanas”, ela descreveu os heróis como mutantes que utilizam seus poderes extraordinários e não naturais… para o bem ou para o mal. Ah, então está explicado!

Noturno Mística

• Outros artigos escritos por

.

.

.