Alvar Mayor retorna ao Brasil em lançamento da Editora Lorentz

Por Samir Naliato
Data: 16 abril, 2019

Em 1988, foi a última vez que Alvar Mayor foi publicado no Brasil, na revista Aventura e Ficção (Editora Abril). Agora, 30 anos depois, o personagem dos quadrinhos argentinos criado por Carlos Trillo (roteiro) e Enrique Breccia (arte) retorna ao Brasil em um novo projeto da Editora Lorentz.

Serão as 18 primeiras histórias da série, algumas inéditas, e em ordem cronológica, numa edição no formato 20,3 x 27,6 cm, 224 páginas e capa dura. A pré-venda deve começar em breve.

Alvar Mayor foi um dos primeiros brancos nascidos na América e trabalha como guia pela América Latina. Tem um senso de ética muito apurado e, mesmo que não seja herói na acepção da palavra, se vê obrigado a intervir nos acontecimentos que atravessam seu caminho. Todas as histórias são auto conclusivas e podem ser lidas separadamente, apesar de terem uma leve ligação e um senso de continuidade.

A leitura da série permite perceber a evolução dos roteiros e desenhos e evidencia a alternância nos estilos de narrativa. As primeiras histórias tem um estilo mais concreto, mas logo flerta com o surrealismo, apresentando histórias mais oníricas. Posteriormente, Trillo surpreende com narrativas mais poéticas e segue nesse ritmo alternante por toda a saga.

As aventuras evidenciam a bestialidade e a crueldade dos colonizadores espanhóis, alternando entre o satírico e o sombrio em histórias extremamente concisas. Além disso, o roteirista se mune de lendas e relatos históricos. Durante toda a série, Alvar Mayor caminha em busca de algo que em nenhum momento se explicita ao longo do texto.

Há quem suspeite que Alvar procura a ele mesmo, sua própria identidade como pessoa e uma ideia mítica de felicidade. A mesma idealização da existência que o homem persegue hoje: a suspeita de que a vida tem que ser algo diferente do que vivemos.

Enrique Breccia, que começava a dar os primeiros passos da carreira longe do pai, comprovava sua técnica e imprimia um estilo próprio em uma obra exclusivamente sua. Os desenhos são essencialmente expressionistas e realistas, trabalhando o uso do preto e branco puro na construção dos personagens e dos cenários. Por outro lado, Breccia consegue inserir no contexto da obra algumas feições exageradas que beiram o caricato sem permitir que o leitor saia da atmosfera realista da história, buscando expressar da maneira mais clara e grotesca possível a loucura.

Alvar Mayor

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • Francisco Júnior

    Que excelente notícia. Essa é uma obra que merece publicação na íntegra.

  • Marquito Maia

    Nota 10 para a editora!! É compra na certa!! Eu me lembro de ler as aventuras desse personagem na revista SKORPIO da Vecchi, que publicava os quadrinhos produzidos pelos nossos “hermanos”, à época infinitamente melhores do que a produção brazuca!!

    • Rafael Soares Duarte

      Ainda tenho as minhas. Demais.

  • XAVERICO

    Show de bola!

  • kriminal diabolik

    Escolha certeira! Alvar Mayor é de uma qualidade impar. Uma pena ter ficado tantos anos fora do brasil. Os desenhos do Breccia são soberbos!

  • Alessandro Souza

    Saudades da Skorpio da Vecchi.

  • Anderson Santos

    Demorou!

  • ARQUEIRO VESGO

    As hqs argentinas são poderosas no quesito qualidade. #chupaBrasil

  • Roberto Ferreira

    É da Editora Lorentz é bom, certeza de qualidade.

  • Marcelo Tajes

    Que ótima notícia ! Desejo muito sucesso à Editora Lorentz.

  • Luiz Eduardo de Paula Melo

    Notícia auspiciosa!!!
    Lembro-me de ler duas aventuras deste personagem na revista SKORPIO, achei maravilhoso a descrição histórico-geográfica da América latina contida nas tramas criadas pelos autores. Uma obra acima da média, imaginei que a editora/canal Pipoca & Nanquim estava com essa publicação no radar, parabéns então a editora Lorentz. Como se diz no jargão dos consumidores quadrinhistícos “essa é cofre certo”.

  • Natanael Floripes

    Excelente notícia! Como outrao que já postaram, também conheci o personagem na excelente revista Skorpio, da Editora Vecchi, que publicou muito material argentino bacana aqui. Também acompanhei a Aventura e Ficção da Editora Abril e, agora, não tenho a menor dúvida de que vou comprar essa nova publicação.
    Aliás, acho que compro qualquer coisa de Carlos Trillo e/ou Enrique Breccia que as editoras venham a lançar.

  • Gabriel Rissi

    Nem sei do que se trata, mas, me pareceu bem interessante, talvez um Tex latino. Mas, vindo da Lorentz, certeza que virá algo bem acima da média e por um preço justo, tal como fizeram com Dylan Dog. Esse vai entrar pra minha lista de aquisições!

    • Marquito Maia

      Certamente está longe de ser um “Tex latino”. Alvar Mayor está mais para Ken Parker, com suas histórias humanas etc. e tal. Aliás, é bem triste saber que o – arrgh – Tex tem “trocentos” títulos e o Ken Parker só um!! Vai entender…

      • Gabriel Rissi

        Não conheço nenhum dos personagens, Alvar Mayor com certeza vou adquirir, mas, agora que falou, acho que vou tentar ver se encontro alguns scans do Ken Parker ou edições antigas pra ler, parece realmente bem interessante.

  • Ricardo Elesbão Alves

    Importante resgate feito pela Editora Lorentz. Quadrinhos Latino-americanos de alta qualidade. Ambientada no Peru do século XVI, a série, como poucas, apresenta fortes referências a história da colonização do continente americano. Recomendadíssimo!!! Confraria Bonelli.

  • Alex Dusfri

    Parabéns à Editora Lorentz. Certamente vou ajudar a divulgar.

  • Zeca Raposo

    A Mythos já anunciou o lançamento do volume 2 com 40% de aumento em relação ao preço da Lorentz?

    • Franco Bonelli

      BOA haha

  • Alexandre Montandon

    Opa, já reserva o meu exemplar! Sou fã de Enrique Breccia

  • Franco Bonelli

    A Lorentz deu um gol de placa! imperdível!!!!

  • Ricardo

    Recebi hoje… e é simplesmente espetacular.