Angeli não fará mais tiras diárias para a Folha de S.Paulo

Por Marcelo Naranjo
Data: 9 maio, 2016

Foram nada menos que 33 anos publicando diariamente na sessão de tiras do jornal Folha de S.Paulo. Ontem, 8 de maio, o próprio jornal divulgou que o cartunista Angeli não participará mais do espaço.

O motivo é uma crise de depressão do autor, que começou há alguns anos e está sendo tratada.

Porém, Angeli continua publicando charges na página A2 da Folha, às quartas e sextas, e reveza com Laerte, Rafa Coutinho e Luiz Gê na seção Quadrão, na Ilustrada, publicada sempre às segundas­-feiras. O espaço de Angeli nas tiras será ocupado pela personagem Olga, a Sexóloga, criação de Thaïs Gualberto.

Angeli é um dos mais talentosos cartunistas e chargistas de sua geração, um dos artistas responsáveis pelo sucesso da antológica revista Chiclete com Banana  (juntamente com Laerte e Glauco), e criador de personagens inesquecíveis como Rê Bordosa, Bob Cuspe, Wood & Stock, os Skrotinhos e muitos outros.

Confira abaixo a última tira publicada pelo autor.

Última tira de Angeli para a Folha de S.Paulo

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • Só nos resta desejar melhoras a este grande nome dos quadrinhos. Depressão é uma doença que muitas vezes não é encarada com a seriedade que deveria.
    E boa sorte para a Thaïs Gualberto, que vai ocupar o espaço deixado no jornal.

  • Mario Latino

    E lá se vai um dos mais ilustres artistas das tiras em quadrinhos. Realmente o tempo não perdoa ninguém. Fomos privilegiados de ter vivido e lido suas tiras.

    • Natanael Floripes

      Ele não morreu… Se melhorar da depressão, pode voltar a produzir.

      • E mais, como foi dito, ele continuará produzindo.
        O Angeli é realmente um dos grandes mestres do quadrinho nacional. Seu trabalho é simplesmente genial.

  • Dyel Dimmestri

    Desejo melhoras para o Angeli. Meu primeiro contato com o,assim chamado “quadrinho adulto” foi com as suas tiras e HQs. Ele poderia se dedicar a produzir Graphic Novels.

  • Ed mundo

    Dia ensolarado, rodeado de amigos, e você não se interessa por ABSOLUTAMENTE nada. Isso é depressão. Também chamado de o demônio do meio-dia.

  • A tira parece simples, mas ela transmite os sentimentos dele com a depressão. A solidão da noite pode ser mais agoniante do que parece…

    Desejo melhoras ao Mestre Angeli. Sei bem como essa doença pode ser dura…

  • Marcelo Franco

    Se Angeli fosse americano seu trabalho já seria cultuado há décadas no mundo todo. Sua obra é febril, genial, absolutamente original. E ainda consegue ser engraçado, inteligente, crítico, mordaz….realmente, um gênio singular. Como diria Raul Seixas: “É pena não ser burro, assim não sofria tanto…”