As Cobras, de Luís Fernando Veríssimo, em coletânea de tiras

Por Marcus Ramone
Data: 10 setembro, 2010

As Cobras - Antologia definitiva

As Cobras, série estrelada pela dupla de répteis que adora chamar a atenção de Deus com pragas e questionamentos, está de volta em uma coletânea da Editora Objetiva que reúne todas as tiras das personagens.

Criada em 1975 pelo escritor e cartunista gaúcho Luís Fernando Veríssimo, a série de humor estreou no jornal Zero Hora, de Porto Alegre/RS.

Durante a ditadura militar brasileira, as duas cobras satirizavam a situação social e política por que passava o País, sem deixar de lado as alfinetadas em técnicos de futebol, religião e, como não poderia ser diferente, na classe política, tema recorrente até 1997, quando Veríssimo aposentou a série – mas vários jornais continuaram a reeditar as tiras.

Como o autor apontou no press release de lançamento, as cobras são “o produto da combinação do meu gosto por quadrinhos com minhas limitações como desenhista. Cobra é muito fácil de fazer, só tem pescoço”. Quando elas surgiram, “era o tempo da censura e, muitas vezes, podia-se dizer com desenhos o que não dava para se dizer com textos. As cobras dão palpite sobre tudo, mas prefiro as filosóficas, comentando a insignificância dos répteis – incluindo os répteis humanos – diante do Universo”, concluiu Veríssimo.

As Cobras – Antologia definitiva tem 200 páginas em preto e branco, formato: 20 x 27 cm, custa R$ 49,90 e já está à venda nas livrarias de todo o Brasil.

As Cobras - Antologia definitiva

 

• Outros artigos escritos por

.

.

.