Assista ao trailer de Eu mato Gigantes, baseado na graphic novel de Joe Kelly

Por Samir Naliato
Data: 26 janeiro, 2018

A graphic novel Eu Mato Gigantes, escrita por Joe Kelly e ilustrada por J. M. Ken Niimura, vai virar filme e já ganhou trailer.

A história gira em torno de Bárbara, uma garota que vive totalmente imersa em seu mundo de Dungeons & Dragons e não tem muitos amigos. Mas, ao se deparar com uma dura realidade, acaba se perdendo em seu universo de fantasia. Ela se convence que gigantes são reais e que a vinda deles é iminente. Também acredita que é sua responsabilidade matá-los, pois é a matadora de gigantes.

Dia após dia, Bárbara faz todas as preparações necessárias para o grande combate, enquanto as pessoas à sua volta tentam ajudá-la a superar suas fantasias e lidar com a realidade.

O filme tem direção de Anders Walter e no elenco estão Zoe Saldana, Imogen Poots, Jeniffer Ehle, Madison Wolfe, Noel Clarke e Ciara O’Callaghan.

Ano passado, aconteceu uma exibição no Festival Internacional de Cinema de Toronto, e o longa será lançado nos cinemas dos Estados Unidos e on demand no próximo dia 23 de março.

Eu Mato Gigantes foi publicado no Brasil pela editora NewPop, em 2013. Clique aqui para ler o review da obra.

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • Digo Freitas

    Já tô no hype!

  • J Eduardo Dantas

    chorei pra caramba lendo o quadrinho. será que o filme vai conseguir esse efeito também? rsrs

  • Gabarito

    Mais uma hq tentando ser um Maus ou Persepólis da vida, onde o protagonista sofre bully, e para escapar cria um mundo onde ele é um herói. Mas vemos que na vida real isso não é nada disso que acontece, pois quem sofre disso, acaba se perdendo em pensamentos e colocando fim em seu bem mais valioso, sua vida.

    • Ricardo Ferreira

      Vou discordar de você. Primeiro, não vejo a obra querendo ser um “Maus ou Persépolis da vida”. Segundo, não é uma história sobre bullying ou suicídio. A história reflete justamente um problema pessoal vivido pelo autor – Joe Kelly – onde ele tenta passar um pouco da dor e de todos os sentimentos que envolvem toda aquela narrativa. Ou você não leu ou leu e não entendeu. Abs!

      • Ronildo Abijaude

        Poxa, eu nunca li, nem sequer ouvi falar, mas não aparentou ter nada a ver com Maus ou Persepólis…. enfim…

    • Into

      Uh… não.

  • Ricardo Ferreira

    Eu li essa GN anos atrás e gostei. Infelizmente ano passado foi a minha vez de enfrentar um gigante, como Bárbara enfrentou o dela. Talvez esteja na hora de pegar um lenço e revisitar a obra.

  • Rogerio Araujo Ferreira

    Infelizmente demoraram pra fazer a adaptação, o filme sete minutos depois da meia noite que tem temática muito parecida foi lançado antes apesar da hq ter sido lançada um ano antes dele.

  • rocha

    Deve ser bom , mas como nada se cria tudo se reinventa. a primeira versão de um fato como este foi Don Quixote d’la mancha de Miguel de Cervantes na renascença literária.

  • Ansioso.