Blacksad está de volta ao Brasil pela editora SESI-SP

Por Marcelo Naranjo
Data: 14 julho, 2017

Se a curiosidade matou o gato, então alguém deveria avisar John Blacksad do quão sortudo ele é por ainda não estar com os pés esticados dentro de um caixão de pinho.

Como investigador particular, ele entra de cabeça na sujeira e nas sombras das ruas da selva de concreto conhecida como Nova York para solucionar seus casos. Assassinatos misteriosos, crimes que parecem insolúveis e situações de extrema violência fazem parte do dia a dia de Blacksad.

A série europeia Blacksad (56 páginas, R$ 49,00) está de volta ao Brasil pela editora SESI-SP. O título teve dois volumes lançados em 2006 pela Panini, mas foi interrompido. A HQ é uma criação de Juan Díaz Canales (roteiro) e Juanjo Guarnido (arte).

Blacksad está em pré-venda na Amazon BR com 30% de desconto.

Blacksad

• Outros artigos escritos por

.

  • Paulo

    Desde o começo.

  • Paulo Fernandes

    Ótimo lançamento. A arte é fenomenal.
    Os dois primeiros números são os melhores.

  • Mario Latino

    Roteiro phoda e desenhos fantásticos.

  • Samuka

    Finalmente! Tomara que venda bem p/ vir os outros volumes!

  • Wilson Pereira Jr.

    Tenho um encadernado americano com os três primeiros volumes, num formato um pouco menor que o original. Acho aquele formato francês meio exagerado.

  • Jason Todd McFarlane

    Só o primeiro, são álbuns individuais.

  • Ricardo Rodriguez

    Melhor anúncio desde Akira! Obra prima!

  • Gustavo Azevedo

    tb acho esta serie bem legal, texto e arte “animal” hahahahahahahaha

  • Leandro Silva

    56 páginas?

    • Eric Ricardo

      Cada volume tem 56 páginas. E acho que foram 6 volumes lançados na França.

  • Alan_QI

    O quadrinho é fantastico, mas o preço… ta salgado

  • Pedro Bouça

    Eu Sou Legião saiu pela Panini. Eu sei porque fui eu quem traduzi! Nunca houve planos para publicar O Escorpião.

    Zootopia tem mais cara de ser plágio de Chaminou, uma HQ europeia muito mais antiga.

    • Dyel Dimmestri

      Eu me lembro bem que na época em que a Panini publicou a linha europeia,ela anunciou os títulos que seriam publicados no Brasil na extinta revista Wizmania. Nesta matéria,ela acenou para a possibilidade de vir a publicar a série do Escorpião em nosso país. Seja como for,fica aqui registrado o meu apelo para que a editora SESI-SP publique esta fantástica série além das que eu citei anteriormente.

  • José Aparecido Ramos

    Quantos volumes teve a série na Europa?

    • Thiago Carlos

      Até onde sei, o ultimo foi o Amarillo (5° volume), mas existia previsão de 6° e 7° volume, não sei se chegaram de sair.

      • Dyel Dimmestri

        Na verdade,a série está suspensa por tempo indeterminado pelo fato de seus autores estarem envolvidos em outros projetos; o Canales(roteirista)acabou de lançar a nova aventura do Corto Maltese,que ele escreveu,dentro das comemorações dos 50 anos do personagem;e o Guarnido (desenhista),além de participar de convenções de quadrinhos mundo afora,recentemente fez a capa de edição especial de verão(no hemisfério Norte) da revista Rock Hard. Querem dar uma olhada? Eis o link:

        http://img.over-blog-kiwi.com/0/94/06/85/20170712/ob_1f7fdd_19983883-784763508358492-2244425698226.jpg

    • Pedro Bouça

      A série tem 5 volumes e não é uma série prevista para ser finita por enquanto.

      • José Aparecido Ramos

        Grato,Pedro Bouça!

  • Emir J. S. Bezerra

    Deveriam lançar todos os volumes em um encadernado. O risco de não vender é grande, mas podemos sofre com mais uma coleção interrompida.

    • Pedro Bouça

      Todas as histórias são autocontidas e independentes, não há bons motivos para se fazer uma edição que ficaria muito cara, ainda mais que a série continua.

      • Emir J. S. Bezerra

        Olha não creio que ficaria muito caro, são 5 volumes, existem encadernados com mais de 400 páginas no lançados no país de série totalmente desconhecidas do público e mesmo assim fazem sucesso dentro desse mercado. Considerando que o acabamento seria basicamente o mesmo, talvez a liberação demorasse um pouco. E outra, mesmo sendo uma série em andamento vai saber quando sairá os próximos volumes ( e sim, sei que pode sair mais cedo ou mais tarde). Para mim existem mais justificativa para esse lançamento ter sido um encadernado grande como “Do Inferno” vendido como produto de nicho, como de fato é esse material, do que gastar tempo com 5 volumes separados, a um preço de mais de 50 reais, e depois ver o preço caindo gradativamente, até ficar esquecida do público. A versão encadernada, por mais que seja cara, poderia agradar esse tipo de fã que muitas vezes se incomoda em pagar tais valores por um volume de 50 e poucas páginas por algo que sabe-se lá quando terá uma continuidade.