Bob Cuspe, de Angeli, ganha antologia pela Quadrinhos na Cia.

Por Samir Naliato
Data: 11 setembro, 2014

A Quadrinhos na Cia., selo editorial da Companhia das Letras para a publicação de quadrinhos, lança neste mês Todo Bob Cuspe (formato 19,5 x 26,5 cm, 216 páginas, R$ 68,00), uma antologia com todas as histórias do personagem criado por Angeli.

O álbum segue os mesmos moldes de Toda Rê Bordosa, também criação do cartunista, publicado pela editora em 2012.

Algumas pessoas têm uma resposta para tudo. Tiram do chapéu teorias, ideias e grandes argumentações. Pode até funcionar de vez em quando, mas não contra ele. Bob Cuspe também tem uma resposta para tudo. A mesma, em todas as ocasiões. E não se conhece ninguém que tenha resistido a ela. Políticos, artistas, socialites, modernetes, publicitários, colunistas de jornal e mauricinhos, todos tentaram… e falharam. A resposta vinha de um buraco de esgoto: CUSP.

Bob Cuspe foi uma grande resposta de Angeli aos excessos dos anos 1980, à hipocrisia reinante da elite cultural e financeira, à vida espalhafatosa e deslumbrada dos yuppies que vicejaram no Brasil após o fim da ditadura. Seu brinco era um grampo, suas roupas não passavam de trapos, a porta de sua casa era um bueiro e suas bandas eram Ramones, Ratos de Porão, Sex Pistols e The Clash.

Seus inimigos estavam por toda parte.

Assim como Rê Bordosa, Wood & Stock, Benevides Paixão e Mara Tara, Bob Cuspe fez história na revista Chiclete com Banana, marco do quadrinho de humor brasileiro. Com tiragens que chegavam a mais de 100 mil exemplares mensais, foi um dos símbolos da redemocratização. Se Rê Bordosa apontava mudanças nos costumes e na vida social do paulistano, Bob Cuspe serviu para encapsular a frustração, a raiva, os anseios e a revolta dos desfavorecidos.

Respostas ácidas, cruéis e sem concessões, uma cusparada na cara de tudo que está aí.

Todo Bob Cuspe

• Outros artigos escritos por

.

.

.