Brasileiros vencem diversas categorias do Silent Manga Audition

Por Marcelo Naranjo
Data: 23 julho, 2018

O Silent Manga Audition é um evento mundial, com a intenção de descobrir e apoiar artistas que produzem mangá ao redor do mundo. Ele é organizado pela Coamix Corp of Japan, com direção de Nobuhiko Horie, ex-editor chefe das revistas Weekly Shonen Jump e Weekly Shonen Bunch.

Além disso, o concurso tem entre os jurados Tetsuo Hara, autor de Hokuto no Ken, e Tsukasa Hojo, de City Hunter.

O prêmio é focado em mangás sem falas e a cada edição tem um tema diferente. O desta foi Equidade, Trabalho em equipe e Respeito. O resultado foi divulgado neste mês de julho, e vários brasileiros foram premiados.

Em três das cinco categorias principais do prêmio (que atribuem pontos e dinheiro; e, às vezes, publicação impressa) os vencedores foram os seguintes:

Gran Prix – Runner Up
Fisherman Tales, por João Eddie;

The Excellence Award
Roar, de Daniel Bretas;
TrapRoom, de Heitor Amatsu
Heart Is On Fire, de Kaji Pato.

The Excellence Award – Runner Up
The Veteran, de Roberto Silver e Ricardo Mango.

Vale mencionar que João Eddie, Daniel Bretas e Kaji Pato já ganharam o Brasil Mangá Award, promovido pela JBC, e Ricardo Mango lança Khalifor pela Jambô, em parceria com o roteirista J.M. Trevisan.

Na categoria SMAC! Editors Award, na qual entram obras que não ganharam as premiações principais, mas chamaram atenção de algum dos editores, e que vale apenas pontos para os autores, teve mais presença brasileira. Confira:

We Can Help, de Camille Bittencourt;
Together de Fabiano Ferreira e Rafael Machado Motta;
Respect a Braveheart, de Jefferson Lima;
Heart of the True Friend, de Juloyola;
Brothers in Arms, de João Eddie e Marcel Ibaldo;
Tangled in Paws, de Renata Rinaldi;
True Hero, de Henry Saints e WMachado;
Quebra-Queixo, de Vinicius de Souza e WMachado.

Por fim, numa espécie de menção honrosa, vêm as categorias Award Nominee (quando a obra passa por duas triagens dos jurados) e Award Candidate (quando a obra passa pela triagem inicial dos jurados), que também tiveram representantes do Brasil.

Award Nominee
Family City, de Dieh Araújo.

Award Candidate
Dream Together, de Cayyan e Ryuujin Brazil;
Feet on Ice, Fist on Fire!, de David;
School Games, de Jose Raue;
Come and Play, de Murilo Engler;
Not Alone, de Pablo Dias;
Warrios of Bremen, de Potori e Cayyan;
My First Day in the Work, de Wagner Elias dos Santos Araujo;
Good Game, de Will.

É possível conferir todos os trabalhos no site oficial do evento.

* Agradecimentos a Max Andrade pelos esclarecimentos para a elaboração desta nota.

• Outros artigos escritos por

.

.

.