Canal Brasil exibe série sobre quadrinhos

Por Sidney Gusman
Data: 5 agosto, 2008

QuadrinhosEstréia
em agosto, no Canal
Brasil
, a série Quadrinhos. Produzida pela Ideograph
e dirigida por Eduardo Calvet, ela conta em cinco episódios semanais a
trajetória das histórias em quadrinhos no País.

Os temas abordados nesta primeira parte vão de Angelo
Agostini
à criação da Editora
Brasil-América
por Adolfo Aizen.

O episódio de estréia tem 26 minutos e será exibido em 26 de agosto, às
21h, com reprises em 27 de agosto às 15h30min e em 30 de agosto às 12h.

Mauricio de SousaEntre
as curiosidades do programa, está a indústria de quadrinhos brasileira,
que já teve vendas de 5 milhões de cópias de heróis e monstros desenhados
em nosso país.

Os heróis terão destaque, como o mascarado verde e amarelo Judoka, de
Pedro Anísio, imortalizado no traço de Floriano Peixoto, cuja revista
chegou a passar do número 50 e teve um filme trash feito nos anos
70, estrelado por Pedro Aguinaga e Elisângela.

O implacável detetive, o Anjo, herói da Rádio Nacional que virou
quadrinhos com arte de Flavio Colin. O personagem também virou filme nos
anos 80, pelas mãos do mestre do “terrir” Ivan Cardoso.

ZiraldoEntrevistas
com historiadores, pesquisadores, editores, escritores e desenhistas,
que viveram a história dos quadrinhos no Brasil, entre eles Ziraldo, Mauricio
de Sousa, Angeli, Paulo Caruso, Ivan Reis, Lourenço Mutarelli, Ivan Cardoso,
Moacy Cirne, Sidney Gusman, Marcelo Campos e muitos outros.

Confira no blog
do Universo HQ
um trailer dessa nova série. Abaixo,
os temas dos episódios:

A Nona Arte – dia 26 de agosto, às 21h: As editoras e revistas
que deram início a tudo, como O Tico-Tico, Suplemento Juvenil,
O Globinho, a história da Ebal de Adolfo Aizen e mais.

AngeliOs
Mestres do Terror
– dia 2 de setembro, às 21h: O “boom” das histórias
em quadrinhos de terror que ocorreu entre as décadas de 1950 e
1970, com o surgimento de desenhistas e ilustradores como Nico Rosso,
Rodolfo Zalla e Júlio Shimamoto. A ligação entre o terror e o erotismo,
e a figura mítica de Carlos Zéfiro.

A Turma do Infantil – dia 9 de setembro, às 21h: O universo infantil,
que se consolidou como a verdadeira indústria dos quadrinhos brasileiros,
com nomes como Guttemberg Monteiro, Ziraldo e Mauricio de Sousa.

Mauricio de Sousa desenhandoGibis,
Drogas e Rock´n Roll
– dia 16 de setembro, às 21h: A influência da
tradição cartunista na época da ditadura militar e seus reflexos nas gerações
posteriores, com artistas como Henfil, Ziraldo e os irmãos Caruso e sua
contundente crítica política. Surge a geração da Chiclete com Banana
com Angeli, Glauco e Laerte. O trabalho autoral de Mutarelli.

Capitão Brasil e sua Gangue – dia 23 de setembro, às 21h: Os heróis
brasileiros, como O Anjo, Capitão Sete, Judoka, Jerônimo e outros que
povoaram o imaginário dos leitores de quadrinhos durante as décadas de
1940, 1950 e 1960. E desenhistas brasileiros que fazem o Homem-Aranha,
Super-Homem e X-Men nos Estados Unidos.

PelezinhoOs Mestres do TerrorO Tico-Tico

• Outros artigos escritos por

.

.

.