Palestra sobre as tiras da Mafalda, em São Paulo

Por Marcelo Naranjo
Data: 28 abril, 2016

A argentina Mafalda, do quadrinhista Quino, estrelou uma das tiras de jornais mais cultuadas e celebradas do mundo. Criada em 1964, agrada até hoje adultos e crianças, por ser uma menina curiosa, que faz perguntas inteligentes, reflexões sobre a vida e questiona as relações entre as pessoas.

Tanto é que despertou o interesse da mestra em língua espanhola Bárbara Zocal da Silva. A especialista desenvolveu a dissertação As tiras de Mafalda no Brasil: tradutores e traduções, inserida na linha de pesquisa Estudos tradutológicos, comparados e de processos interculturais, da USP.

O estudo será tema de uma palestra gratuita que Bárbara ministrará nesta sexta-feira, 29 de abril, a partir das 19 horas, no Anexo da Casa Guilherme de Almeida (Rua Cardoso de Almeida, 1943), em São Paulo/SP, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerenciada pela organização social POIESIS.

A tradutora mostrará que investigar as traduções de histórias em quadrinhos é entender a combinação de signos visuais linguísticos e icônicos intrínsecos a esse gênero da comunicação de massa.

“Torna-se fundamental considerar o contexto social de produção, as imagens e as onomatopeias que compõem os quadrinhos, no momento de se analisar suas traduções. Tudo será mostrado a partir das traduções brasileiras das tiras de Mafalda”, explica Bárbara.

Mulheres_Mafalda

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • Canoa Furada

    Legal, espero que expliquem algumas tirinhas da Mafalda que eu não entendi.