Edição desta semana de Charlie Hebdo esgota e tiragem aumenta para cinco milhões

Por Sérgio Codespoti
Data: 14 janeiro, 2015

A França amanheceu hoje, 14 de janeiro de 2015, com filas nos quiosques e bancas de jornal para a compra da revista Charlie Hebdo # 1178. A capa foi ilustrada com uma imagem do profeta Maomé segurando uma placa com os dizeres “Je Suis Charlie” (“Eu Sou Charlie”), amplamente difundida após os ataques, e o título Tout est Pardonné (Tudo está perdoado).

Na maioria dos postos de venda, a edição esgotou rapidamente. Na estação de trem da cidade de Nantes, por exemplo, foram vendidos 106 exemplares em cinco minutos e o estoque acabou antes das 5h20min.

Os responsáveis já anunciaram que a tiragem de três milhões será ampliada para cinco milhões de exemplares. Segundo uma reportagem do jornal Le Monde, a publicação será redistribuída diariamente até 19 de janeiro e permanecerá em banca até esgotar completamente.

Essa edição foi patrocinada pelo Google e por diversos veículos de comunicação franceses, como os jornais Le Monde e Libération e a rede de TV Canal +.

A direção do Festival de Internacional Angoulême, em parceria com a equipe da Charlie Hebdo, anunciou a criação do Prêmio Charlie de Liberdade de Expressão (Prix Charlie de la liberté d’expression).

O ataque à redação da Charlie Hebdo foi reivindicado pela Al-Qaeda da península arábica, numa mensagem de vídeo divulgada hoje.

Charlie Hebdo # 1178, de 14 de janeiro de 2015Capa da edição de 14 de janeiro de 2015, do Libération

 

 


“Charlie Hebdo” déjà introuvable à Paris by lemondefr

• Outros artigos escritos por

.

.

.