Ciça, A Menina-Saci: saiba mais sobre a nova série digital voltada para o público infantojuvenil

Por Samir Naliato
Data: 21 agosto, 2018

Ciça, A Menina-Saci é uma série em quadrinhos digital infantojuvenil, protagonizada por uma garota esperta e travessa. Na companhia de seu melhor amigo, Levi, e outros colegas da turma, ela vive aventuras em um cenário fantástico e inusitado.

O projeto foi criado por Lucas Marques e Bruno Prosaiko, fundadores do selo Aerolito, que desde 2014 publica quadrinhos com gêneros e temas diversos.

Alguns dos personagens foram inspirados no folclore brasileiro, enquanto outros foram influenciados por culturas estrangeiras. Uma mistura que busca proporcionar diversão e discutir temas mais complexos com uma abordagem leve, como construção de identidade, polarização política, amadurecimento e outros.

“A ideia surgiu do Bruno Prosaiko, que havia criado a saci para um concurso, anos atrás. Mas a personagem era bem diferente e tinha uma história mais dramática. Como nós dois pretendíamos trabalhar juntos numa HQ voltada ao público infantil, Bruno me contou sobre a personagem e decidimos reformulá-la do zero, numa pegada mais cômica e cartoon retrô. Então, ela foi surgindo nas nossas conversas tendo como principal influência as animações do Cartoon Network“, explicou Lucas ao Universo HQ.

Ciça - A Menina-Saci

Ciça tem nove anos, adora andar de skate e acha gatos os bichinhos mais fofos do mundo. Saltando por aí, ela sempre cai em alguma situação inusitada ou suas escolhas tornam uma situação trivial em surreal.

Já Levi é um garotinho que tem duas formas distintas. Apesar de ter vindo de uma dimensão sinistra, ele é pacífico e ponderado. Ao menos quando não lhe fazem cócegas, porque ele se transforma num bodinho bobo e ingênuo.

Ciça, A Menina-Saci foi realizado com recursos do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal (FAC-DF), da Secretaria de Cultura do Distrito Federal, e selecionado no Edital nº 2/2016 – FAC Regionalizado.

“Nós começarmos a conceber a personagem em 2016, e foram dois anos até conseguirmos financiamento para finalizar a série. Para concorrer em edital, era necessário que tivéssemos um projeto bem escrito e bem detalhado em todas as suas etapas de produção, cronograma e uso da verba”, relembra Lucas. “Também foi preciso uma boa equipe e atender aos critérios do edital que participamos. Para o conceito do projeto, vimos a necessidade de uma leitura de sensibilidade, como ocorreu na Graphic MSP Jeremias – Pele, para fazer uma análise crítica das questões ligadas à representatividade negra.”

As histórias começaram a ser publicadas no site oficial da personagem e já conta com cinco capítulos disponíveis para leitura. Além disso, é possível ouvir as aventuras em programas com audiodescrição, uma opção que visa agradar o público infantil com diferentes gostos e opções de entretenimento.

De acordo com Lucas Marques, “buscamos retratar temas e questões do nosso cotidiano e sociedade, exagerando o aspecto cômico e surreal. Nossa intenção é entreter os leitores com histórias que divirtam e também tragam questionamentos. Esperamos despertar curiosidade e interesse pela série, seus temas e personagens.”

Há planos para a publicação de uma versão impressa de Ciça, A Menina-Saci no futuro.

 

.

Ciça, a menina-saci

• Outros artigos escritos por

.

.

.