Colecionador de mangás eróticos é condenado à prisão nos EUA

Por Marcus Ramone
Data: 19 fevereiro, 2010

Na semana passada, o norte-americano Christopher Handley, 40 anos, foi condenado a seis meses de prisão, sob a acusação de “importação e posse de mangás com representações visuais obscenas de abuso sexual de crianças”, segundo os termos da sentença.

Ele também passará por um período de três anos de supervisão e cinco de probação.

A justiça dos Estados Unidos enquadrou o colecionador em uma lei federal de 2003, que proíbe a circulação de “quadrinhos, desenhos, esculturas ou pinturas com descrição de menores de idade em condutas sexualmente explícitas”.

Em 2006, a polícia interceptou e apreendeu um pacote com sete mangás provenientes do Japão e endereçados a Handley. Todos os títulos continham os elementos proibidos por lei.

Segundo o site da revista Wired, não foi encontrada nenhuma evidência de que o condenado é adepto de pornografia infantil legítima, aquela praticada contra crianças verdadeiras.

Essa é uma das razões que motivaram as comunidades de fãs de quadrinhos nos EUA a se manifestar em apoio a Handley.

O site Anime News Network listou os sete mangás que causaram a prisão do colecionador: Mikansei Seifuku Shojo, I [Heart] Doll, The Animal Sex Anthology Vol.3, Otonari Kazoku, Eromon, Kono Man_ ga Sugoi! e Hina Meiky?.

Mikansei-Seifuku-Shojo

• Outros artigos escritos por

.