Conheça mais quadrinhos no Catarse: Hologramas, Marighella, Puff no Piripaf e Boa noite, boa sorte

Por Samir Naliato
Data: 1 novembro, 2019

O financiamento coletivo se tornou uma das principais alternativas para autores independentes publicarem seus materiais. Com a chegada do final de ano e, consequentemente, a proximidade com a CCXP, vários projetos estão disponíveis no Catarse.

Confira abaixo mais quatro deles, com lançamentos programados para breve.

Clique nos respectivos links para acessar, conhecer mais sobre os projetos, ver as recompensas programadas e apoiar.

Boa noite, boa sorte (formato 14,8 x 21 cm, 80 páginas), por Lita Hayata.

Duas histórias independentes com o mesmo tema: uma noite de confusão. Larry é o cachorro familiar de Nina & Tomas, de Julia Bax; Bete é a protagonista de Bete Vive, de Lita Hayata.

Na primeira história o buldogue francês Larry tem uma noite incrível planejada: assistir o episódio final de Game of Thrones com sua BFF Gemma, uma morcega que é familiar da Grã-Mestre do coven de Suzanne. Mas seus planos parecem ir por água abaixo quando a colega de apartamento de Nina resolve estar em casa naquela noite – e correndo perigo mortal!

Já na segunda história, Bete tem um encontro marcado com o maior boa-pinta do pedaço, e dessa vez não é o golpe do avatar. É bem, bem pior. Como se já não bastasse morar com a própria Morte! A mulher não pode tomar um drink em paz?

Boa noite, boa sorte Boa noite, boa sorte

Hologramas (formato 21 x 28 cm, 52 páginas), por Eliane Bonadio e Gio Guimarães.

A história de de Breno, um homem de vida pacata, com família e trabalho estável. Tudo ia bem, até que ele começa a ver e sentir coisas jamais imaginadas. Tudo ao seu redor muda quando ele “acorda”, de repente, numa nave espacial, cheia de alienígenas e descobre que toda a sua vida não passava de uma mentira. Ele fora abduzido e colocado em uma simulação, onde interagia com outros abduzidos, hologramas e alienígenas, que querem se habituar à rotina terrestre para se infiltrar entre os humanos.

Agora, Breno tem que sobreviver e avisar seu mundo que os alienígenas estão chegando.

Hologramas

Marighella #LIVRE (formato 17 x 24 cm, 24 páginas), por Rogério Faria e Ricardo Sousa.

A história de Carlos Marighella, com 24 anos, que em 1936 foi preso por agentes da ditadura de Getúlio Vargas e torturado para entregar seus companheiros. Mas Marighella surpreendeu seus captores e criou a lendária figura do maior guerrilheiro brasileiro do Século 20, o inimigo público nº 1 da ditadura civil-militar. De acordo com os autores, apesar da crueldade que caracteriza o episódio, o quadrinho busca equilibrar dor, poesia e humor.

Em novembro, completa-se 50 anos. Por tratar de personagem tão polêmico, a campanha vem sofrendo uma série de ataques e tentativas de intimidação.

Marighella #LIVRE

Mute Print + Puff no Piripaf, (formato 14 x 20 cm, 120 páginas capa) por Max Andrade. Um financiamento coletivo para o lançamento de dois quadrinhos.

Mute Print – A Silent Manga Audition® Compilation Book é uma compilação de quando o autor participou do concurso internacional de mangás Silent Manga Audition, um dos maiores concursos de quadrinhos do mundo. Ele foi premiado e convidado a ir ao Japão pela editora organizadora três vezes e entrou no grupo dos maiores premiados do concurso. Este livro reúne todas as oito histórias silenciosas que fez naquele período.

Puff no Piripaf – 10 Anos, 21 Meses e Alguns Dias… serve como uma comemoração de 10 anos fazendo quadrinhos e um registro do início de sua trajetória como quadrinhista, com duas obras de 2008 que são as mais comentadas entre os primeiros trabalhos que fez: Interhigh Fight! e Blue Hair Brothers, duas histórias de pancadaria colegial.

Mute Print + Puff no Piripaf

• Outros artigos escritos por

.

.

.