Detalhes dos lançamentos da Zarabatana para junho

Por Samir Naliato
Data: 23 junho, 2014

Neste mês de junho, a Zarabatana tem dois lançamentos nacionais programados.

O primeiro é Aos cuidados de Rafaela (formato 19 x 24 cm, 144 páginas, R$ 46,00), escrito por Marcelo Saravá e ilustrado por Marco Oliveira.

A edição é um ensaio sobre a submissão. Sua história trata de temas pouco explorados nos quadrinhos nacionais: conflitos de poder entre patrão e funcionária; relacionamentos à la Nelson Rodrigues; homens submissos; a fragilidade que a solidão traz. A trama foca na relação sufocante entre o quarentão Nicolas e a jovem e manipuladora Rafaela, cuidadora de sua mãe.

Apesar de Rafaela ser fria com ele, Nicolas acaba se apaixonando pela moça. Quando sua mãe morre, ele finge uma doença grave para manter Rafaela em sua casa, cuidando dele. A partir disso, a jovem vai lentamente tomando conta da situação. Traz amantes, torna-se a dona da casa. Nicolas, cada vez mais submisso, vai permitindo que a situação piore até chegar a limites drásticos.

Aos cuidados de Rafaela terá evento de lançamento no próximo dia 27 de junho (sexta-feira), a partir das 19 horas, na Books Livraria do Shopping Frei Caneca (Rua Frei Caneca, 569 – 3º piso), em São Paulo/SP.

Aos cuidados de RafaelaRonda Noturna

O segundo título é Ronda Noturna (formato 17 x 26 cm, 128 páginas, R$ 40,00), produzido por Alcimar Frazão, Carlos Lemos, Dalts, F3D, Olavo Costa e Pedro Felicio.

De acordo com um Pedro Felicio “é uma homenagem aos contos de terror, que, por sua vez, são qualquer coisa de homenagem a toda tradição de contos domésticos da linguagem oral, das ‘estórias’ de medo. Homenagem a esses pequenos monstrinhos que não deixam a gente dormir à noite, porque tem alguma coisa indefinível e indecifrável atrás da porta, em cima do armário, embaixo da cama, dentro da nossa cabeça. Diabretes em forma de palavras e imagens que ensinam coisas bizarras de maneiras sinistras. E que aguçam a curiosidade do ser humano desde sempre. Histórias independentes. Contos ligados por uma figura que todos poderíamos conhecer: um senhor com um apito, no meio da madrugada.”

Os dois projetos foram realizados com o apoio do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura, pelo ProAC – Programa de Ação Cultural 2012.

• Outros artigos escritos por

.

.

.