Devir lança O Último Dia no Vietnã, de Will Eisner, junto com vídeo sobre o artista

Por Sidney Gusman
Data: 31 março, 2001

Will EisnerComo adiantamos aos nossos leitores, no dia 1º de outubro de 2000, na antiga versão do site, a Devir Livraria lançará, em abril, O Último Dia no Vietnã (cuja capa você só encontra no Universo HQ!), do mestre Will Eisner, um dos maiores nomes dos quadrinhos, em todos os tempos.

Mas a boa notícia não pára por aí! Graças a um acordo com a produtora Scriptorium, junto com o álbum poderá ser adquirida uma fita de vídeo com os três episódios do documentário sobre a vida e obra de Will Eisner, na sérieProfissão Cartunista, que foi exibida pela TV Senac, em 1999. O leitor poderá optar por comprar apenas o livro ou o “pacote” completo (com desconto!). Uma grande sacada da Devir!

O Último Dia no Vietnã traz cinco histórias, todas impressas em sépia (um tom próximo do marrom), surgidas nos encontros que Will Eisner teve com as pessoas que as viveram, enquanto esteve no exército americano. O autor foi recrutado em 1942, por ocasião da Segunda Guerra mundial, mas trabalhou para as forças armadas até 1972, emprestando seu traço para produzir manuais pedagógicos de manutenção preventiva de equipamentos e revistas técnicas, sempre em quadrinhos.

Segundo o prefácio de Eisner, as histórias não aparecem em ordem cronológica, mas de acordo com a importância que tiveram em sua vida. Por isso, o leitor verá casos verídicos, ocorridos na Segunda Guerra Mundial (década de 40) e nas guerras do Vietnã (1967) e da Coréia (1954).

Outro detalhe enriquecedor: os capítulos de O Último Dia no Vietnã são sempre abertos por fotos da guerra onde a história se passou.

Nesse trabalho, Will Eisner dá (mais) um show sobre como utilizar o espaço de uma página com desenhos. E o mais incrível: ele faz uma história em quadrinhos sem fazer nenhum quadrinho, pois suas artes não são divididas como os artistas “normais” fazem! As suas cenas dispensam traços delimitadores para saber onde acaba uma e começa a outra!

A narrativa da obra é outro capítulo à parte! Em todas as histórias, os personagens parecem estar olhando para o leitor, porque a “câmera” que “filma” cada quadrinho está sempre na posição dos olhos de Will Eisner.

Se você é um apreciador de (bons) quadrinhos, é possível enumerar várias outras razões para adquirir esse belíssimo trabalho, mas isso é desnecessário! Basta lembrar que O Último Dia no Vietnã é assinado por Will Eisner!

O Último Dia no Vietnã

• Outros artigos escritos por

.

.

.