Donald Trump é satirizado em HQ

Por Sérgio Codespoti
Data: 20 fevereiro, 2017

A editora Drawn & Quarterly lançará, no próximo dia 7 de novembro, a HQ The Unquotable Trump, de R. Sikoryak.

Trata-se de uma edição especial com 48 páginas coloridas, que custará 12,95 dólares.

Sikoryak recria capas de HQs variadas (Quarteto Fantástico, Hulk, Detective Comics, Marvel Fanfare, Pinky & the Brain, Sin City etc.) com Donald Trump no lugar de algum dos personagens, com balões que são citações de entrevistas e debates do atual presidente dos Estados Unidos.

Parte do material foi postado, em preto e branco, no Tumblr de Sikoryak.

Ao contrário do que ocorreu com Obama e George Bush, que ganharam biografias em quadrinhos, Trump é satirizado com suas próprias palavras.

Donald J. Trump é o 45º presidente dos Estados Unidos.

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • Stephan

    Curioso que, nas épocas dos ultra-desastrosos mandatos dos Bush(tanto do pai quanto do filho) muita gente se calou. Por muito menos Richard Nixon foi execrado na década de 70, inclusive nos gibis da Marvel e da DC!
    Não que o Trump não mereça ser satirizado, mas é estranho que ainda prevaleça o velho lema do “2 pesos, duas medidas”. Um governo como o do Bush Jr., que quase levou o mundo à 3ª Guerra Mundial, deveria ter tido o mesmo tratamento, mas o que se viu na época foi um puxa-saquismo sem igual, inclusive nos gibis da Marvel e da DC, que o retratavam como um grande estadista, digno de ser salvo pelo DarkClaw(o amálgama do Wolverine e do Batman) por exemplo…

    • Tarso Eric

      Se não me engano, no Amálgama o “Garra das Trevas” salva o Bill Clinton, e não o Bush (infelizmente eu li isso).

      • Stephan

        Ops, falha minha. De fato era o Clinton, outro que foi poupado de críticas pelas editoras de quadrinhos…

    • Dyel Dimmestri

      Vale lembrar que Os Lordes Da Justiça,do desenho animado da Liga Da Justiça eram uma clara alusão às políticas estadunidenses pós-11 de Setembro,quando os Lordes,com o intuito de manter a paz em sua Terra,instituem um regime policial globalizado,colocando todas as nações do mundo sob o seu tacão.Podemos dizer que Bush Jr. quase fez isso.E não nos esqueçamos das HQs do Juiz Dredd,produzidas nos anos 1980 na Inglaterra;muitas de suas aventuras eram críticas veladas,algumas escancaradas,ao autoritarismo do governo da primeira-ministra Margaret Thatcher.

    • Homem Simpson

      É a velha história da Roupa Nova do Imperador.
      A nudez/estupidez do Rei está nítida e, exatamente por isso, ninguém quer ser vinculado a ela (apesar de muitos terem colaborado para alçá-lo ao trono)!

      • Stephan

        A questão é que hoje é chique bater abertamente no Trump, mas eu queria ter visto isso era na época do B(r)ush(o)…

    • O Gato Socialista

      na época em bush era presidente dos eua, na DCo mesmo cargo era de lex luthor…

  • Stephan

    Mas não eram críticas escancaradas, como aconteceu com o NIxon e agora com o Trump. E o fato do Reagan na época ser o chefe da Amanda Waller não era uma crítica propriamente dita…

  • Stephan

    Frank Miller é contraditório, pois foi expressamente contra manifestações pacíficas ocorridas anos atrás em Wall Street, manifestações essas que contestavam um modelo político-econômico bem pior do que o que existia na Era Reagan, mas, tal qual hoje é bonito descer por descer a lenha em Trump, nos anos 80 era chique ser anti-Reagan, talvez por ele ter extinguido alguns benefícios do mercado editorial, como, por exemplo, abater no Imposto de Renda o gasto que se tinha para lançar novos talentos literários, independentemente da qualidade do projeto, algo meio parecido à nossa malfadada Lei Roubanet…
    Não defendo o hilário Trump, mas também acho estranho e suspeito essa campanha quase unânime da Mídia mundial em massacrá-lo abertamente. Há outros interesses em jogo, com certeza!

    • O Gato Socialista

      por que um xenófobo, cristão e machista como trump é hilário? ele é um b0st@!

  • Stephan

    Sei que Steve Ditko é admirador de Ayn Rand, mas desconhecia que Miller também a seguia.
    Em relação à tolerância com Bush, há outro fator que pesou nessa atitude:
    https://thoth3126.com.br/skull-bones-sociedade-secreta-illuminati-e-nwo/
    A maior das conspirações talvez seja justamente aquela que nos faz crer que não há nenhuma conspiração por aí…

  • O Gato Socialista

    deve ser um sangramento anal intenso de dores, espasmos e contrações ser direitista e amante das artes em geral. nos quadrinhos mesmo, moore, morrison, gaiman, milligan… essa gente fina toda de esquerda; enquanto a direitalha embrutecida vive com o jocoso miller, que nada de bom fez em décadas!!

    • Stephan

      Os roteiristas de esquerda que você citou deixam de sê-lo ao receberem seus polpudos honorários, com exceção do Alan Moore, que é mais coerente do que o resto, talvez pelo fato de ele ser um sincero seguidor de Aleister Crowley(queiram ou não, a “Besta” só tinha uma cara, ainda que grotesca, diferentemente de muitos de seus detratores na época). Os demais gostam de se fazerem de difíceis, mas não resistem ao bom e velho dólar, né?

      • O Gato Socialista

        e daí? não limite a esquerda com comunismo. comunismo é apenas uma parte da esquerda. receber polpudos honorários em nada tem a ver com identidade política, tem a ver com capacidade fazer o melhor entre outros.

        • Stephan

          Sem dúvida, pois na hora de receberem os seus milhões de dólares – que muita gente de igual ou maior talento no meio quadrinístico não recebe – a máscara que usam cai na mesma hora. Passados alguns minutos, depois se viram e apontam novamente o dedo para a “cruel e selvagem” sociedade capitalista, sem a qual, certamente, não sobreviveriam(exceto o bom e velho mago Moore). Seria curioso ver como essa gente se viraria na Coréia do Norte ou em Cuba, por exemplo.
          Interessante também você querer desvincular o filho feio do esquerdismo, ou seja, o comunismo, como se fossem coisas distintas, já que ambos procuram anular o individualismo de cada um em prol de algo homogêneo e utópico!

          • O Gato Socialista

            seu ranço não mudará o fato de que o capitalismo não está dando certo no mundo, apenas produz mais fome, mais guerra, mais exploração para uma maioria, e mais riqueza, mais luxo e mais exploradores para uma minoria. o dinheiro não é capitalista, salário já existia bem antes do capitalismo. e se o comunismo é utópico, não quer dizer que seja impossível ou feio, ao contrário, sonhos e ideais nunca morrem.

    • Stephan

      E “Sin City” não conta?

      • O Gato Socialista

        sin city é mais do mesmo e é também, a culminância do mundo doente de miller: sexo, devassidão, drogas, violência, personagens sociopatas e moralismos inúteis. sem novidade alguma.

        • Stephan

          Esse mundo doente de que você fala faz parte do mundo real, queira ou não. Basta abrir os jornais…

          • O Gato Socialista

            não. não é bem assim, não.
            há esse mundo.
            TAMBÉM.
            mas para miller, há esse mundo,
            APENAS.

    • Flávio Nunes

      Eu não defendi os pontos de vista de Miller, apenas tentei esclarecer que o posicionamento dele mudou de um tempo para cá (a propósito, a melhor fase dele foi nos 80).
      E teu comentário não teu nada a ver. Como se alguém fosse escolher um livro, filme, HQ, etc, somente pelas afinidades políticas com o autor.
      Pela tua lógica, esquerdistas não poderiam apreciar, digamos, a literatura de Evelyn Waugh, Michel Houellebecq, Nelson Rodrigues e Jorge Luis Borges porque eles são “reaça”.

      • O Gato Socialista

        se meu texto você notou que pode levar a isso, não é minha intenção, pois leio e admiro rodrigues e borges.

    • Stephan

      Lovecraft era racista,e nem por isso Moore, Gaiman e outros ignoram a obra desse genial escritor, ou seja, ideologia na arte só interessa a líderes políticos, que vivem justamente de criar celeuma para poderem se projetar.

      • O Gato Socialista

        lovecraft é escritor ruim.
        moore e qualquer outro que se influenciam nele conseguem ser maiores e melhores do que ele. lovecraft é repetitivo, enfadonho, suas descrições de seres sobrenaturais é risível, catulo nem sequer provoca medo, está mais para um pacific rim do que para algo sobrenatural. e as descrições de lovecraft, meu deus, com sua ênfase exagerada, repetitiva e cansativa em termos como “sinistro”, “horrível”, “terror”, parece que nem o autor acredita no que escreve e fica repetindo para convencer o leitor e a si mesmo. não, eu não gosto de lovecraft. e não é por conta de seu racismo ou por sua incapacidade sexual latente presente em seus textos, mas por usa prosa enfadonha, sem graça e sonolenta. e ainda o comparam a Edgar Allan Poe, este sim, um mestre do sobrenatural e do fantástico.

  • O Gato Socialista

    este homem é um lunático.
    e aqui no Brasil temos um palerma ainda pior, que os seus seguidores gostam de compará-lo com o presidente americano. não gosto nem de um e nem do outro, mas comparar o lixo “mito” com o pulha do trump é nonsense demais. trump ao menos é um batalhador que venceu na vida por méritos dele; já o lixo “mito” é um deputado federal que nunca teve projeto aprovado, vive de vomitar frases insanas (para depois chorar seu mimimi “não foi isso o que eu disse”), só para atrair holofotes sobre si durante 15 minutos e assim estar sempre na mídia, enquanto é sustentado pelo erário público oriundo dos nossos impostos! não faz nada, e ainda recebe milhões de reais por isso, graças a uma galera acéfala, embrutecida e pirralhenta!

  • Stephan

    Hitler também se orgulhava de ter a melhor educação e medicina da Europa na época…
    Quanto ao mercado americano se abrir a estrangeiros, não nos esqueçamos que desde os anos 70 eles se abriram para artistas de fora(vide o caso dos espanhóis, filipinos e alguns sul-americanos, como o peruano Pablo Marcos), E não, nem todos eram mal pagos. Esteban Maroto e Jose Gonzalez estavam entre os favoritos do público leitor e editorial norte-americano, e seus salários chegaram a ultrapassar a de muitos artistas locais.
    Quanto ao caso de Assange, é curioso notar que seu exílio ocorreu durante o mandato de Obama, um presidente mais voltado à esquerda. Coincidência?