Dylan Dog ganha adaptação independente

Por Sérgio Codespoti
Data: 1 junho, 2017

Dylan – Dream of the Living Dead é um episódio piloto de uma possível série independente inspirada em Dylan Dog, o detetive paranormal criado por Tiziano Sclavi e Claudio Villa.

O piloto foi produzido pela Crossbones Independent Films, com direção de Kevin Kopacka, baseado num enredo de Alexander Bakshaev e Kopacka. A cinematografia é de Lukas Dolgner. Estão no elenco: Ford Everett (Dylan Dawn), Denise Ankel (Morgana Stano), Harry Baer (Inspektor Mahlow), H.K. DeWitt (Kollege Nordmann) e Alberto Finadri (Corrado Stano).

Na introdução do episódio, os dois personagens principais explicam que estão fazendo uma nova série de Dylan Dog, mas, por questões de copyright, estão mudando os nomes dos personagens, e o material está em alemão – o piloto inclui legendas em inglês.

Depois de uma briga com seu marido, Morgana Stano se sente como se estivesse presa num sonho febril tentando fugir da morte. Será que o detetive Dylan Dawn poderá salvá-la?

As HQs do personagem surgiram na editora italiana Editoriale Daim Press, em 1986, que depois passaria a se chamar Sergio Bonelli Editore.

A película Dylan – Dream of the Living Dead tem 36 minutos de duração e pode ser vista abaixo.

Ford Everett como Dylan Dawn

 

• Outros artigos escritos por

.

  • Dimas Mützenberg

    Será que mudar o nome pra Dylan Dawn resolve a questão do copyright? Até o logo e igual.

  • Marcelo Mainardi

    OK. Bastante respeitoso. Todos os detalhes estão ali, o enredo é uma das histórias de Sclavi, mas…hmmm…. ainda não é desta vez.

    Atuação meio sofrível. Pena que é complicado (pra não dizer impossível) ter a figura de Groucho Marx no papel de … Groucho Marx.

    A verborragia do assistente de Dylan Dog precisa de “timing”. E é exatamente isso que o ator desse curta não tem.

    Enfim, enquanto não fazem uma transposição descente para o cinema desse estupendo personagem, fico com a melhor adaptação-não-adaptatória de todos os tempos. O filme Dellamorte Dellamore, de 1994, baseado num romance do Tiziano Sclavi e com Rupert Everett ( o próprio Dylan ) no papel principal.

    Não vou nem comentar aquele filme que fizeram em Hollywood. Me recuso.

    Há alguns anos, quando participava do extinto FARRAZine, escrevi uma matéria sobre. O texto não é aquelas coisas, mas se alguém tiver curiosidade = https://www.dropbox.com/s/e1xmms4dwnyh2y9/FARRAZine-03.jpg?dl=0