Eaglemoss expande coleção de sagas definitivas da DC Comics

Por Samir Naliato
Data: 6 abril, 2020

Após publicar os 20 volumes prometidos de DC Comics – Coleção de Graphic Novels – Sagas Definitivas, a editora Eaglemoss anunciou uma expansão.

São mais 11 volumes, totalizando 31 até o momento. A assinatura da expansão já está disponível no site da editora com 15% de desconto, e é possível assinar também desde o primeiro volume com 25% de desconto.

A coleção não será distribuída em bancas, mas também está disponível na Amazon.

Os assinantes ganham brindes como placas decorativas, marcador de página, batomóvel em miniatura e um relógio personalizado.

O que começou como uma coleção que prometia sagas definitivas da DC Comics, com os primeiros volumes trazendo Crise nas Infinitas Terras, Crise Infinita, Crise Final, Crise de Identidade, DC Um Milhão e outras, acabou sendo descaracterizada ao longo do tempo ao apresentar arcos de histórias de personagens específicos, como Xeque-Mate, Superman e Sereias de Gotham.

Veja abaixo as novas edições, com mais da metade delas dedicadas ao universo do Cavaleiro das Trevas, mesmo o herói tendo sua própria coleção sendo publicada, A Lenda do Batman:

Volume 21 - O dia mais claro - Parte 1 Volume 22 - O dia mais claro - Parte 2

Volume 23 - Invasão Volume 24 - Batman - Segundas Chances

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • santos

    Gotham Central é um título excelente (histórias policiais no universo de Batman), o resto é mais do mesmo.

    • Tiago Salviatti

      Mas já saiu encadernado em capa dura pela Panini nos mesmos quatro volumes e com preço bem mais acessível que o da Ealgemoss…

  • Hugo Paiva

    Eu vou pegar

    • VAM!

      Que legal, Paiva.
      Parabéns!

      Abs,
      VAM!

  • Crivelari

    A Eaglemoss não tem muito critério na hora de escolher o que publicar e acaba lançando títulos pouco atrativos, além de ter seus encadernados entre os mais caros do país.

  • Roberto Xavier

    Cara, a versão da Eaglemoss de “Invasão” terá alguns tiens, enquanto, a versão da Panini só compilou a saga principal. “Invasão” é uma saga onde os tiens são muito importantes. Diferente das sagas atuais que são descartáveis. Tenho as versos da Abril e Panini, mas pretendo pegar essa versão da Eaglemoss. Espero ter ajudado.

  • Luís Claudinei de Moraes

    Invasion (1989) 1-8, Wonder Woman (1987) 25, Superman (1987) 26, Doom Patrol (1988) 17, Power of the Atom (1989) 7, Justice League International (1987) 22, Detective Comics (1937) 595 – São 100 páginas a mais com Tie-ins.

  • Luiz Paulo Mendes Junior

    ela é extremamente importante pois trás a origem pós crise do Jason, além disso é o único encadernado do jason (sim é apenas um encadernado, não dois juntos) que a panini não lançou

    • VAM!

      Olá Mendes!

      Sim, originalmente é uma edição apenas. Mas a Eaglemoss “lá fora” dividiu em duas. A Eaglemoss “aqui dentro” é que juntou novamente:

      https://thumbor-gc.tomandco.uk/unsafe/trim/fit-in/769×769/center/middle/smart/filters:upscale():fill(white):sharpen(0.5,0.5,true)/https://shop.eaglemoss.com/static/media/catalog/product/i/m/dcguk109_1.jpg

      https://thumbor-gc.tomandco.uk/unsafe/trim/fit-in/769×769/center/middle/smart/filters:upscale():fill(white):sharpen(0.5,0.5,true)/https://shop.eaglemoss.com/static/media/catalog/product/d/c/dcgn_uk_110_3dbook_1.jpg

      Sim, é extremamente importante para se entender a origem do 2º Robin. E precisa se gostar muito desse Robin, pra desembolsar 140 reais.

      Sim, a Panini não lançou. Mas não é de se estranhar que agora estando confirmado pela Eaglemoss, daqui há alguns meses seja anunciado por ela também. Pra quem não tem 140 reais sobrando, é prudente esperar. Porque esgotar é que não vai.

      Abs,
      VAM!

  • Henrique Henrique

    Descaracterizou-se muito a coleção. Apesar de eu achar uma boa ideia lançar títulos que não saíram integralmente aqui (caso de Xeque-mate e Sereias de Gotham), a Eaglemoss esquece (ou ignora?) outros eventos da DC. Armageddon 2001, por exemplo, daria uns dois encadernadões juntando a série principal e os anuais em que saíram os outros capítulos. E Legião dos Três Mundos? E Eclipso? Bloodlines? E Gênesis? Quase todas são inéditas aqui. Esses títulos sim, na minha opinião, é que deveriam fazer parte da coleção Sagas Definitivas. Apoio a lançamento de títulos não publicados antes, ou que foram interrompidos, como Sereias e Xeque-Mate, mas em outra coleção – que poderia ser comercializada exclusivamente no site – a exemplo do que fizeram a com a DCGN regular. Seria uma boa oportunidade para lançar Infinity Inc., Rann/Tanagar War – Holy War, Mstery in Space, Rebels entre outras mais. Eu compraria, com certeza (como faço com as em andamento).

    • VAM!

      Olá 2 X Henrique!

      Sim, várias das Sagas citadas por você seriam muito mais apropriadas a temática original, mas tem várias delas que nem republicadas pela DC foram ainda e talvez nem sejam.

      Entre as já republicadas, eu acrescentaria “Batman: Contagio” e “Batman: O Legado do Demônio”, que talvez aparecem até em Lendas do Batman mais pra frente, quem sabe?

      Abs,
      VAM

  • VAM!

    Saiu assim mesmo Roger, mas a Eaglemoss dividiu lá fora. É sobre essa divisão a que me referi, coloquei links no comentário acima.

    Abs,
    VAM!

  • Robert Roger

    Detalhe importante: a Eaglemoss é tão incompetente que fez o encadernado com as histórias fora de ordem. A saga principal primeiro e os tie-ins ao final! Já não basta pular diversos tie-ins, custava organizar os títulos em ordem de leitura? Péssimo!

  • Adriano deSouza

    Apesar do preço, fico contente que a Eaglemoss resolveu lançar “Segundas Chances” que é o arco que dá início a fase pós-crise do Batman, com a nova origem de Jason Todd. A sequencia desse encadernado é “as dez noites da besta” e “as muitas mortes de batman”, lançados pela panini. Morte em família se passa no meio do encadernado “as dez noites da besta”, enquanto “um lugar solitário para morrer” (incluso no encadernado a morte do robin que a panini lançou) acontece no meio do encadernado “as muitas mortes de batman”.