East of West, elogiada serie da Image por Jonathan Hickman, chega ao Brasil pela Devir

Por Samir Naliato
Data: 21 maio, 2020

A Devir traz mais uma série da Image Comics para o Brasil, desta vez East of West, com roteiros de Jonathan Hickman, arte de Nick Dragotta e cores do brasileiro Frank Martin.

East of West – Volume 1 – A Batalha do Apocalipse (formato 17 x 26 cm, 152 páginas, capa cartonada, R$ 55,00) já está em pré-venda na Amazon com frete grátis para usuários Prime.

A série é uma mistura de ficção científica e faroeste que tem como cenário uma versão distópica da América do Norte. A história se passa num futuro não muito distante, no ano de 2064, após uma guerra civil ter dividido os Estados Unidos em sete nações independentes e a Morte abandonar o cargo de “Cavaleiro do Apocalipse”.

Os líderes dessas nações, motivados por ambição e lealdade a um culto misterioso, conspiram para orquestrar o fim do mundo. E os três Cavaleiros do Apocalipse remanescentes, agora encarnados como jovens adolescentes, querem garantir que isto aconteça e seu primeiro ato é assassinar o presidente dos Estados Unidos.

Este volume reúne East of West # 1 a # 5.

No total foram lançados 45 edições, reunidas em 10 encadernados.

East of West - Volume 1 - A Batalha do Apocalipse

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • Eugênio Furtado

    45 edições, 10 encadernados.

    Com sorte, em dez anos a Devir termina de publicar esse material!

  • Leandro Banner

    Editora maldita essa Devir! Aí vai demorar cinco anos pra publicar a continuação! Torço todo dia pra ela falir ou parar de vender HQs pq realmente é uma editora sem o menor respeito pelo consumidor! Vide Imperdoável, que mais uma vez empacou e não há previsão de retorno!

    • Marquito Maia

      Então, Leandro, só faltam dois volumes de IMPERDOÁVEL e dois de INCORRUPTÍVEL para a conclusão das duas séries!! E, pelo que eu soube, o penúltimo volume de IMPERDOÁVEL está em vias de sair. Claro que é sempre bom lembrar que o maldito coronavírus bagunçou o coreto do mundo inteiro, logo é sempre bom ter um pouquinho mais de paciência, principalmente na atual conjuntura. Abraço.