Abril suspende publicação de Biblioteca Don Rosa, Coleção Carl Barks e outros títulos Disney

Por Marcus Ramone
Data: 8 maio, 2018

O atraso no lançamento das edições do mês passado das séries Biblioteca Don Rosa e Coleção Carl Barks, publicadas pela Editora Abril, ativou o sinal de alerta nos leitores.

E o que era uma suspeita foi confirmado pela Abril em seus perfis nas redes sociais, diante das reclamações e pedidos de informação dos leitores: as duas coleções estão suspensas e não há previsão de retorno, de acordo com a resposta padrão postada pela editora.

O último volume – de um total de cinco – publicado de Biblioteca Don Rosa foi O Pato Mais Rico do Mundo. A série original, lançada nos Estados Unidos pela Fantagraphics, teve dez edições.

Da Coleção Carl Barks, A Mina Perdida do Perneta (o décimo álbum da série no Brasil) foi a derradeira edição lançada pela Abril – nos EUA, a coleção, também pela Fantagraphics, ainda está em andamento e tem 18 volumes publicados, o mais recente em abril deste ano.

Procurada pelo Universo HQ para esclarecer os motivos da suspensão e se essas séries poderão ser retomadas em algum momento, a Abril – por meio de seu diretor de redação de quadrinhos infantis, Sergio Figueiredo – afirmou que em breve será divulgado um comunicado oficial sobre o assunto (que o UHQ reproduzirá quando ele for emitido).

Outras coleções, como Os Anos de Ouro de Mickey (14 álbuns lançados), Lendas Disney (um volume lançado) e O Melhor da Disney (saiu apenas uma edição), também estão suspensas, além das assinaturas de todas as revistas mensais da turma de Patópolis.

Biblioteca Don Rosa

Pato Donald por Carl Barks

Os anos de ouro do Mickey

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • Lucas Rodrigues

    Que notícia triste para quem estava acompanhando. =/
    Me lembra todas as frustrações que tive com a editora Conrad a qual eu nunca mais faço compras de coleções, apenas se o item for volume único.

    • Natanael Floripes

      Cara, as histórias são auto-contidas, não continuam no próximo número. Você só encara como uma coleção se quiser.

      • Kaio

        E as colecoes da abril nem tem numero.

  • Alexandre Pinto Harich

    Triste comecei a ler com o Almanaque Disney

    • Mas a Abril já avisou que as mensais continuarão a serem publicadas.

  • Hora de comprar tudo, antes que esgote.

    • Murilo Martins Salomé

      Vale a pena comprar mesmo que fique incompleto ou melhor esperar um lançamento que venha a contemplar toda a coleção? Estou na dúvida…

      • Vale, pq as edições trazem histórias completas. Se fossem histórias seriadas q corressem o risco de ficar inconclusivas, aí não valeria…

        • Tupã

          Opa, beleza pessoal?
          Entre essas 3 coleções “Anos de ouro”, Don Rosa E Carl barks quais vocês acham que vale mais a pena?

          • Mateus Massa

            Eu estava fazendo a do Don Rosa e do Carl Barks, dessas a do Mestre Barks sem dúvida.
            Do Don Rosa vale muito a pena as histórias da Saga do Tio Patinhas, que são as últimas duas edições da coleção dele, ou uma edição única lançada a mais tempo, fora da coleção.
            Não conheço a do Mickey.

          • Gosto muito de Anos de Ouro e de Barks. Entre os dois, difícil escolher. Já Don Rosa não me agrada muito, mas tem muitos q são super fãs.

          • Tupã

            Legal pessoa!!!
            Obrigado!

      • Victor Vitório

        Tem várias Barks, Rosa e Gottfredson de R$ 25 a 40 na Amazon neste momento. O preço é irrecusável para o que há de melhor nos quadrinhos Disney, em boas edições acompanhadas de extras. Mas se o espírito de colecionador falar mais alto, vai ficar frustrado de não ser completo. Eu não ligo para isso, não compro todas as edições. Escolho o que prefiro e evito repetições (já tenho 12 vol. de O Melhor da Disney de Barks e, ainda que um colecionador ache isso incompleto, já os reli várias vezes ao longo da última década. Isso foi motivo suficiente para adquirir metade das que saíram nessa nova coleção, dando preferência para as histórias que não possuía).

  • 0-Drix

    Fiquei surpreso em saber que Os Anos de Ouro do Mickey já teve 14 edições lançadas!!
    Eu estava comprando a Coleção Carl Barks. Uma pena.

  • Ravenno

    Difícil né Abril, onde outrora já foi a maior editora do país.

    • Stephan

      A Ebal, nos bons tempos, era maior do que a Abril.

      • Alexandre Pinto Harich

        Maior e melhor.

  • John_Shaft

    Além das coleções, as assinaturas das mensais também?! Tá com cheiro de perda de contrato, hein?!? Quem lembrou das Super-Herois Premium e do cancelamento das mensais 2 anos depois levanta a mão!

  • Eu tinha parado de comprar porque o ritmo de lançamentos estava muito acelerado, e eu já estava tendo problemas de espaço. Tava pensando em voltar quando vi que agora elas estão disponíveis em formato digital na Amazon, mas imagino que agora o melhor é esperar.

  • Tadeu Olivetti

    Triste notícia! Esperei, durante décadas, que a obra de Floyd Gottfredson fosse lançada no Brasil. Depois de tanta espera tive a grata surpresa de sua publicação. Tomara que a suspensão seja apenas momentânea.

  • Ivan Henriques

    A Editora Abril nunca foi legal com os leitores, na época em que publicavam a linha super-heróis “Premium” eu era assinante e fui obrigado a trocar por outra revista qualquer, pois eles cancelaram as assinaturas, não devolviam o dinheiro e acabou. Desnecessário dizer que nunca mais assinei nada…

  • Que medo. Estou preocupado com o que está por vir.

  • O pior cancelamento é o da Biblioteca Don Rosa, eu estava amando a coleção. ;-;

    • P.S.: Suspensão, na verdade. A Abril (felizmente) não confirmou o cancelamento.

  • Até que não é má ideia, a Panini não tem problema de distribuição como a Abril, vide a Turma da Mônica.

    • França

      A facilidade da Panini é a compra on-line. Parece que a Abril ainda não encontrou a INTERNET.

  • Alessandro Souza

    A editora abril está em situação financeira bastante complicada. Mais triste que cancelamentos é a situaçao dos colaboradores que podem perder seus empregos. Triste.

  • Diego Berlezi Ramos

    Como eu digo: saudades do Civitão que vendia geladeira para esquimós.

  • Ricardo A. Santos

    Aproveitem e comprem quando dá tempo. Pior que está com cara de término de contrato isso.

  • A pior notícia é o cancelamento das assinaturas! Só pode significar que já era

  • Stephan

    Se até os gibis da Disney estão na berlinda no Brasil, o que dizer dos outros? A dura verdade que muitos querem ignorar é que, devido à falta de interesse global no hábito da leitura, as publicações e periódicos de papel vivem uma Crise(com “C” maiúsculo mesmo) sem precedentes. A ironia é que, embora no Século XXI haja um número maior de habitantes do que em séculos passados, o número de leitores ativos diminuiu consideravelmente.

    • FINASTERIDO

      Talvez por isso, exista essa coisa nostálgica e lucrativa e maravilhosa que faz a PANINI lançar materiais tão bons e raros como as coleções históricas. As recentes do Hulk e Mestre do Kung fu são espetaculares. A do Curt Swan pela DC também. Compro todas

    • BKS

      ”A dura verdade que muitos querem ignorar é que, devido à falta de interesse global no hábito da leitura,”
      Já inventaram a ”telepatia internética” onde não preciso ler o que acesso na net?
      Os livros cresceram (isso, sim, leitura, sem desmerecer HQs) com o surgimento da internet, com mais vendas

  • Josival Fonseca

    Eu posso estar errado, e espero estar errado. Mas será o “adeus” da Disney com a Abril?! Será que vai pra Panini, já que é a licenciadora da Marvel? Tá parecendo o domínio total sobre os gibis das grandes aqui no Brasil.
    Te cuida Mythos!

    • Por enquanto só os especiais, a Panini já publica na Itália, a Mythos não precisa se preocupar, ela ainda trabalha pra Panini.

  • mmcaldeira

    Eu estava colecionando absolutamente todos. Esperava todo mês para ver a pré venda. Lamentável essa falta de respeito da abril. Essa editora não verá mais um único centavo meu. E eu também cancelarei todas as 4 assinaturas de revistas que tenho com eles.

  • Fabio Negro

    Histórico a Abril perder a licença Disney no Brasil.

  • FINASTERIDO

    Sem consumidor não tem porque continuar os lançamentos. Regra de mercado.

    • cuicalepi

      O mercado deveria seguir a regra da pesquisa de mercado, antes de sair cancelando e outra, ainda mais cobrando a fortuna que a Abril está pedindo por esses encadernados.

      • FINASTERIDO

        rsrs o mercado não segue regra a não ser a a do custo x benefício e a da margem de lucro (que depende de quem produz). Se as coleções eram lindas e maravilhosas, caras ou não, não vai importar de maneira alguma. enfim, uma pena mas acabou e pronto

  • Mas é assim que o mercado funciona, se as vendas caem, cancelam, não tem como publicar e ter prejuízo.

    • ARQUEIRO VESGO

      Mas até as assinaturas das revistas mensais???

    • cuicalepi

      O que não faz sentido é cobrar uma fortuna pelos produtos e não conseguirem segurar as pontas, deveria haver planejamento, logística e pesquisa de mercado, antes de cancelar tudo.

  • frases_Mr.Satan

    Abril sendo a Abril, ainda lembro daquela coleção de mangás “alternativos” (GEN) que pararam sem avisar nada tb.

  • Victor Vitório

    Caramba, eu só não acompanhava tudo por questão de bolso e espaço!
    Pelo que entendi só as mensais, Big e Especial continuam, é isso?
    A Melhor da Disney – Brasil 1950-1952 foi uma edição muito boa, estava na expectativa pela próxima! Rosa e Barks eu pesquisava no Inducks p só comprar volumes específicos com maioria de histórias que eu não tivesse (e em promoção).

    Não é questão de vendas, a Abril não teria investido tanto na expansão de títulos e preços se suas vendas não estivessem atendendo ao mínimo. E não cancelaria tanta coisa de uma vez só.

    • Sim, mas não estão fazendo novas assinaturas, tá estranho.

  • Marquito Maia

    Sério mesmo? Já pensou que bom não ter que ver mais a – AAARGH – VEJA nas bancas, nem seus “banners” ridículos?
    Que Deus te ouça!

    • Stephan

      Pior do que não mais ver a VEJA nas bancas é ter perdido a Playboy. Essa sim, fará muita falta…

  • Marquito Maia

    Pra se ver o nível do mercadinho de quadrinhos brazuca…

  • ARQUEIRO VESGO

    Serão os primeiros sinais do ocaso de um grande império???

  • Victor Vitório

    Com Nausicaä tive “sorte”: eu conheci ao resolver comprar o vol 6 em inglês (porque tinha simpatizado com uma imagem promocional em outro mangá da Viz). Depois pude comprar um em francês e escolhi o 7 para continuar a 6 e terminar a história. Anos depois a Conrad lançou justamente do 1 ao 5, completando o que eu tinha! Foi a melhor edição de mangá no Brasil até recentemente, com o kanzenban de CDZ, Ghost in the Shell e Akira. Tamanho, capa, capas internas, papel, aquele tom da tinta, tudo excelente, muito superior aos meus volumes estrangeiros. Uma pena o cancelamento, mas a Conrad foi terrível nesse quesito.

    • anderson Santos

      Foi o que eu fiz. Tenho 5 da Conrad e duas da Viz. A edição da Conrad foi muito superior a da Viz.

  • Natanael Floripes

    As histórias de cada volume são completas, não continuam no próximo. Seu raciocínio não tem sentido, a não ser que seja neura de nerd de que quer ter coleção completa de tudo. Tipo, se fosse americano, nunca compraria uma Action Comics porque não poderia ter a coleção completa da revista desde o começo em 1939.

    • Anderson Santos

      Independente se as histórias continuam ou não no número seguinte, as publicações citadas por mim não deixam de ser coleções. A Biblioteca Don Rosa, por exemplo, é uma coleção de 10 vol e, como consumidor, eu gostaria de vê-la completa. Que papo sem noção é esse de Action Comics e neura nerd? kkkkkkk Acorda cara.

  • José Walter Costa

    Conheço a Abril desde quando ela funcionava na rua João Adolfo n 118 9º. andar em 1965 trabalhava como boy e visitei o escritório algumas vezes.
    Victor Civita trouxe para o Brasil o que me faria bem demais, as estorias fr Walt Disney. Ninha paixão desde os anos 50

  • Stephan

    Não existe editora politicamente imparcial.

  • Stephan

    A Ebal, a La Selva, a Bloch, a RGE, a Vecchi e a D’Arte deixaram mais saudades!

  • Felipe Lima

    Cheguei a começar a coleção do Carl Barks, mas por questões financeiras acabei cortando. Uma pena esse cancelamento, era uma boa série.

    • AbelCR

      Bancas da Av. Paulista estão com alguns volumes da coleção do Carl Barks com preço promocional de 24,90.

  • Francisco Castro Jr.

    Acho que até demorou pra crise bater na porta das HQs. Quanto tempo até a Panini anunciar corte de títulos?

  • O problema não seria que o mercado tá inflado de publicações de luxo e o bolso do pessoal começou a apertar?

  • Slag Autobot

    Diário do Centro do Mundo não, né, amigo?

  • cuicalepi

    E o pior, cobram uma fortuna por todos os seus produtos, mas não conseguem segurar as pontas, e a culpa é só da Economia do país, cade a logística e planejamento?! Absurdo, muito me admira ainda termos bancas de revistas e gibis comercializados.

  • Não, eu moro em Salvador. E a Turma da Mônica (a equivalente Disney da Panini) sempre chega antes (e é mais fácil de encontrar) que os quadrinhos Disney. Sem falar na setorização de poucos anos atrás (até hoje com Disney Especial, aliás) da Abril que a Turma da Mônica nunca teve.

  • Sinto muito em saber que a Panini fora de Salvador e São Paulo é pior que a Abril.

  • 0-Drix

    O curioso é que a Amazon está oferecendo todos os títulos Disney (incluindo as mensais) no formato kindle!

  • Marquito Maia

    É uma revista de alta qualidade? Então tá, né?
    E vamos combinar que, mesmo com a VEXAME (caso a Abril resolva reduzir custos e junte a VEJA e a EXAME) nas bancas, o que tem de salafrário à solta por aí… Prisão seletiva não vale!

  • Daniel F. Silva

    Era uma revista de alta qualidade até o André Petry passar a mandar por lá…

  • A “Coleção Carl Barks Definitiva” não é uma coleção?

  • Roberto Fraga Jr.

    O preço estava proibitivo. Uma pena!

  • Helio Sampaio

    Aí não vira Monopólio. Se torna Giganpólio. DC, Marvel, Turma da Mônica, os selos Vertigo e tem ainda mangás. Não faz bem para o consumidor só um grupo controlar tudo.

  • silas.

    Uma parte boa dessa história é o que eu soube há alguns dias: vários volumes de luxo da Disney pela Editora Abril estão em promoção. Ontem, eu fui a duas bancas e comprei o número 1 de PATETA FAZ HISTÓRIA, que tem mais de 350 páginas, por R$ 24,90 (Custava R$ 69,90!) e o número 2 de OS ANOS DE OURO DE MICKEY por R$ 19,90 (Custava R$ 59,90!). Pretendo voltar às bancas e adquirir pelo menos dois itens do recomendadíssimo Pato Donald por Carl Barks, além de mais encadernados com tirinhas do Mickey. Oportunidade imperdível pra quem queria Disney na coleção e tomava susto com os preços de capa. Vamos aproveitar!