Escândalo no Exército dos EUA envolve imagem do Superman

Por Marcus Ramone
Data: 7 março, 2007

O Fort Eustis, guarnição militar da cidade de Hampton, Virgínia, nos Estados Unidos, ganhou bastante destaque no final da semana passada, depois que um fato nada agradável ocorrido naquele quartel veio a público.

Segundo a agência de notícias Associated Press, o sargento Edmundo F. Estrada, 35 anos, será submetido a julgamento em um tribunal militar por ter obrigado um soldado a manter com ele relações sexuais.

De acordo com os documentos que constam do processo, depois de ouvir do recruta o comentário de que estava ficando depressivo por causa de seu status de trainee, Estrada sugeriu aplicar nele uma “técnica que costumava usar para ajudar os subordinados a melhorar a autoconfiança e aliviar a depressão”.

Conforme o soldado pôde comprovar, a “técnica” consistia em assistir a um obscuro vídeo pornô gay no qual o Superman se encontrava debilitado por usar um pedaço de kryptonita em si próprio como objeto de tortura sexual.

E não ficou só nisso. O soldado teria sido forçado a responder, gemendo de forma lânguida, a perguntas relativas a cenas do filme e a permanecer vestido de Superman enquanto o sargento consumava nele o ato sexual.

Nas palavras da vítima, Estrada ameaçou afetar negativamente suas avaliações de requalificação hierárquica, caso não aceitasse se submeter àquela perversão. Edmundo F. Estrada será julgado no próximo dia 17 de abril. Apesar desta acusação e de mais algumas sobre assédio sexual a outros soldados, ele permanece exercendo suas funções normalmente.

Superman # 12

• Outros artigos escritos por

.