Fax de Sarajevo, de Joe Kubert, é publicada no Brasil pela primeira vez

Por Samir Naliato
Data: 23 agosto, 2016

Fax de SarajevoVia Leitura estreia no mercado de quadrinhos com a graphic novel Fax de Sarajevo (formato 21 x 27 cm, 208 páginas, capa dura, R$ 79,90), premiada obra de Joe Kubert, até então inédita no Brasil. A publicação é uma parceria com a editora portuguesa Levoir, e o lançamento oficial acontecerá durante a 24ª Bienal do Livro de São Paulo.

Na obra, Kubert registra os horrores vividos pelo editor de quadrinhos Ervin Rustemagić, sua esposa e seus filhos durante o Cerco de Sarajevo, iniciado em abril de 1992. Ninguém podia deixar a cidade sem arriscar cair nas mãos de patrulhas ou franco-atiradores sérvios.

Depois de ter a casa nos subúrbios de Dobrinja bombardeada e de perder seu lar e seus bens – incluindo uma vasta coleção de originais de grandes desenhistas do mundo todo –, Ervin e sua família buscam a sobrevivência de abrigo em abrigo na cidade devastada. O editor consegue se comunicar com o exterior apenas por mensagens via fax, nas quais conta o horror da guerra e do genocídio em solo europeu, que resultou na morte de mais de milhares de bósnios.

Um dos destinatários desses faxes irregularmente enviados era o laureado Joe Kubert, que decidiu narrar, a partir dos relatos e das imagens enviadas, os dois anos e meio de privações e medo pelos quais passaram Ervin e sua família, que escaparam da guerra fugindo para a Eslovênia.

Publicada originalmente em 1996 nos Estados Unidos, pela Dark HorseFax de Sarajevo rendeu a Kubert os prêmios Eisner Harvey, além de ter sido eleito o melhor álbum internacional do Festival Internacional de Angoulême.

A versão nacional conta com tradução de Filipe Garcia e adaptação de Sidney Gusman, e inaugura o selo Quadrinhos Via Leitura. Trata-se do primeiro resultado da parceria entre o grupo brasileiro Edipro e a editora portuguesa Levoir, que publica várias coleções de quadrinhos em parceria com o jornal lusitano Público.

Joe Kubert faleceu em 2012, aos 85 anos.

Fax de Sarajevo

 

• Outros artigos escritos por

.

  • VAM!

    Olá Samir!

    Essa parceria com Levoir pode resultar em outros ótimos lançamentos futuros, como Criminal e Fatale de Ed Brubaker.

    Abs,
    VAM!

    • Everaldo Couto de Amorim

      Fatale saiu pela Editora G. Floy.

  • silas.

    Caramba, que sensacional! Ansioso para comprar e ler.

  • Reignfire

    Uma correção: a Levoir é espanhola, mas tem estado bastante ativa no mercado de Portugal, o que pode levar ao engano de se pensar que é uma editora portuguesa.

    • Reignfire

      Corrijo novamente. Afinal vocês tinham razão. Citado do editor: “A Levoir é uma empresa portuguesa, mas a dona da empresa é espanhola. Tem actividade editorial em Espanha, na Bélgica, Brasil, Colômbia, Argentina, etc… sempre na área de edições de colecções com jornais. Penso que esta é a primeira vez que lança um livro no Brasil sem ser com um jornal.”

  • Rafael Olivato

    Legal demais!
    Se essa parceria render mais títulos publicados pela Levoir, a alegria continua. :D

    Parabéns à editora pelo ótimo lançamento.
    Tem o dedo do Sidão, então já é sinal de ótimo trabalho editorial. :)

    Tomara que venda como água. hehehe

    • Sidney Gusman

      Grato pela confiança!

  • eller2009

    Muito animado com essa parceria, e essa edição com certeza vai está em minha coleção.

  • Rafael

    Uma das melhores notícias do ano. Só de imaginar a possibilidade das bandas desenhadas do Público serem publicadas aqui no Brasil… Quem sabe um dia saia XIII completo. Vida longa a Via Leitura!

  • Enoch

    É uma história bem forte e com bastante apelo, sem dúvida !

  • Dimas Mützenberg

    Boa demais essa notícia. Joe Kubert ao lado de John Buscema é meu desenhista clássico preferido. E essa parceria também é uma bela pedida. Só alegria.

  • Sidney Gusman

    Mas não precisa superar, Jefferson. São enfoques muito distintos. Kubert só narra o que o amigo passou. Sacco vivenciou a guerra. Adoro as duas. E adaptei ambas! :D