Folha de S.Paulo presta homenagens a Glauco

Por Diego Figueira
Data: 16 março, 2010

Homenagem à Glauco

O jornal Folha de S.Paulo, que publicava charges e tiras do
cartunista Glauco, e vários de seus colaboradores prestaram uma série de homenagens
ao autor, assassinado na madrugada da última sexta-feira em sua casa
em Osasco.

No sábado, em sinal de luto, todos os espaços do jornal em que seriam publicadas as charges, tiras e demais ilustrações (como as colunas) saíram em branco.

O único espaço com ilustrações da edição foi o encarte de seis páginas dedicado
a relembrar a vida e obra do cartunista, que também tinha a capa em branco,
a não ser pelo detalhe dos personagens Geraldão e Geraldinho, no canto inferior
da página.

Juntamente com as primeiras informações sobre o crime, levantadas até aquele momento, o encarte de sábado trouxe uma retrospectivas da carreira de Glauco, depoimentos de profissionais do ramo e amigos e diversos desenhos e fotos do artista e seus personagens.

Um texto fazia homenagem a Raoni, filho de Glauco, que também foi assassinado.
Raoni, que era estudante de Tecnologia em Produção Multimídia, foi descrito
por professores como um jovem bem-humorado e idealista, que pretendia desenvolver
projetos de internet para ajudar pessoas carentes e de comunidades indígenas.

Homenagem à Glauco

Na edição de domingo, foi publicada a última tira inédita de Glauco no caderno
Ilustrada, com a personagem Dona Marta.

Na mesma edição, o cartunista Jean prestou uma homenagem por meio de uma charge retratando o presidente Lula e a ministra Dilma Rousseff como o Casal Neura, com um traço semelhante ao de Glauco.

Já nesta segunda-feira, os cartunistas Laerte e Caco Galhardo fizeram tiras em homenagem a Glauco.

Finalmente, para a edição de hoje, terça-feira, a Folha traz um “gibi especial” com uma seleção de tiras do cartunista.

Homenagem à GlaucoHomenagem à GlaucoHomenagem à GlaucoHomenagem à Glauco

 

• Outros artigos escritos por

.

.

.