Funcionários da prefeitura do Rio de Janeiro vão à Bienal para fiscalizar livros

Por Samir Naliato
Data: 6 setembro, 2019

Por volta do meio dia de hoje, 6 de setembro, funcionários da prefeitura do Rio de Janeiro foram à Bienal do Livro realizar uma fiscalização.

A ação acontece no dia seguinte ao prefeito Marcel Crivella mandar recolher o encadernado Vingadores – A cruzada das crianças, no qual dois personagens gays se beijam, alegando “conteúdo sexual impróprio para menores”. Entretanto, a edição não possui conteúdo sexual. A organização do evento repudiou a decisão e se negou retirar o produto

Saiba todos os detalhes sobre o caso aqui.

Logo pela manhã, o livro esgotou nos estandes que ainda tinha m quantidades disponíveis para venda.

Os fiscais estavam acompanhados do subsecretário de operações da Secretaria Municipal de Ordem Pública (SEOP), o coronel Wonley Dias. Segundo ele, a vistoria acontecia para buscar material pornográfico.

“A prefeitura tem poder de polícia para isso. Se o material não estiver seguindo as recomendações, será recolhido. Estamos cumprindo orientação da procuradoria da prefeitura, não é censura”, disse ele a jornalistas no local. Entretanto, não deu detalhes ou parâmetros do que seria considerado conteúdo pornográfico e cabível de apreensão, o que abre um precedente perigoso.

Diversos estandes foram abordados, inclusive a Comix, especializada em vender exclusivamente quadrinhos.

É a primeira vez que uma fiscalização deste tipo acontece em 36 anos (19 edições) da Bienal do Livro do Rio de Janeiro.

Pavilhão Azul na Bienal do Livro do Rio de Janeiro

Comix na Bienal do Livro do Rio de Janeiro

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • Mr_Popeye

    A publicidade espontânea à HQ censurada a fez vender igual água! Ansioso por Crivela e sua trupe de ignorantes achar que MAUS é sobre nazismo e a premiada HQ chegar a um número ainda maior de leitores!

  • Cassiano Cordeiro Alves

    Meu Deus… Que triste! Somos realmente um povo MUITO atrasado!

    • Marquito Maia

      E põe atrasado nisso…

  • Dimas Mützenberg

    É interessante como falam “não é censura” enquanto censuram.

  • Asfdasd Afsdfasdf

    Obscurantismo, ignorância, homofobia… Melhorar a vida da população, que é a função primordial de qualquer político, o Prefeito do Rio de Janeiro não consegue. Então fica criando factóides e ameaçando a liberdade de expressão artística e de orientação sexual. Lamentável, para dizer o mínimo

  • Daniel Tristão

    Queria ver o que iam fazer caso se deparassem com Druuna!! rsrs

    • Lucas Carneiro

      Não ia ter nem como. Druuna é dito explicitamente ” para maiores “

  • Tarcísio Marques

    Crivella…o “editor” que mais promoveu as vendas das revistas dos Vingadores. Editores da Panini…tem gente de olho nos cargos de vocês. Artistas Independentes: querem vender sua revistas? Crivella para garoto propaganda.

  • Gustavo Augusto O. Martins

    Oportunismo eleitoreiro! Crivella está queimado com o recente processo de impeachment que sofreu e está criando esta celeuma como uma cortina de fumaça para encobrir sua péssima administração (além de ser uma peça de propaganda eleitoral disfarçada mirando as próximas eleições). Censura contra HQs em pleno 2019. E isto não é uma realidade alternativa, infelizmente.

  • Heberton Arduini

    Pena que a polemica não foi com um gibi bom.

  • A volta da censura é revoltante. Vem acontecendo de maneira cada vez mais corriqueira no Brasil ações como essas publicidade, cinema, teatro, exposições de arte e agora quadrinhos. A hora de se posicionar duramente contra isso é agora, enquanto a gente ainda pode pq o amanhã é incerto.
    Grande abraço UHQ.