Galeria Hipotética inaugura exposição Mulheres Caídas, de Aline Daka

Por Marcelo Naranjo
Data: 6 novembro, 2018

Figuras femininas marginais e rebeldes são o tema da exposição Mulheres Caídas, da pesquisadora, ilustradora e quadrinhista Aline Daka, que será inaugurada no próximo dia 10 de novembro, sábado, das 15h às 21h, na Galeria Hipotética (Rua Visconde do Rio Branco, 431, Floresta), em Porto Alegre/RS.

O conjunto de desenhos originais em nanquim sobre papel forma uma poética gráfica em quadrinhos que discute questões urgentes sobre a mulher em perspectivas transversais na arte, na literatura e na filosofia, abordando temas como violência contra a mulher, identidade, memória, “artes menores” e visibilidade feminina na história da arte.  A entrada no evento é gratuita.

A mostra é resultado da pesquisa de mestrado de Aline Daka em Educação, pela UFRGS. O trabalho é pioneiro na produção acadêmica realizada inteiramente na linguagem dos quadrinhos, num estilo experimental e fragmentário que ocupa quase 100 páginas de papel em tamanho A3.

Referências da contracultura e do pop nas artes e em especial na literatura, aparecem nos desenhos, que abrangem desde o romance gótico até o movimento punk. O trabalho traz referências a mulheres pouco reconhecidas, dentre elas escritoras góticas, beatniks, surrealistas, dadaístas e personagens como Hilda Hilst, Sylvia Plath, Ana Cristina Cesar e Forug Farrokhzad, dentre outras figuras marginais ou anônimas.

• Outros artigos escritos por

.

.

.