Grama, graphic novel de Keum Suk Gendry-Kim, ganha exposição em São Paulo

Por Samir Naliato
Data: 28 julho, 2020

Grama é uma graphic novel antiguerra da autora Keum Suk Gendry-Kim, que narra a história real da sul-coreana Ok-sun Lee, vendida pela própria família na infância e forçada à escravidão sexual pelo Exército Imperial Japonês.

A obra foi publicada no Brasil neste mês de julho pela editora Pipoca & Nanquim, e em agosto ganhará uma exposição no Centro Cultural Coreano no Brasil (Av. Paulista 460 – Bela Vista), em São Paulo/SP. A mostra ficará aberta de 8 de agosto até 5 de setembro, das 13h às 17h.

Dia 8 de agosto marcará também a reabertura do centro, fechado temporariamente devido à pandemia do Covid-19, além de ser realizado um bate-papo com a autora Keum Suk Gendry Kim transmitido pelo canal de YouTube do CCCB.

Ok-sun Lee foi uma das várias mulheres que foram capturadas para servir aos soldados nas chamadas “casas de conforto” durante a Segunda Guerra Mundial, e é por meio de seus relatos à autora Keum Suk Gendry-Kim que acompanhamos sua triste história de vida.

A iniciativa é uma realização do Centro Cultural Coreano no Brasil, com apoio da Pipoca & Nanquim.

Grama foi lançada na Coreia do Sul em 2017, ganhou publicações em outros seis idiomas e tem colecionado prêmios importantes. Venceu o Prêmio Especial Bulles d’Humanité, do tradicional diário francês L’Humanité; entrou para as listas de melhores histórias em quadrinhos de 2019 dos jornais The New York Times e The Guardian; venceu os prêmios The Cartoonist Studio Prize, Big Other Book Award e VLA Graphic Novel Diversity Award; e agora, em 2020, foi indicada em três categorias do célebre Eisner Award.

Exposição Grama

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • Acontece de 8 de agosto a 5 de setembro!

  • Adriano S Campos

    Já comprei o livro. Material de alta qualidade. O conteúdo é ótimo! Valeu a compra e recomendo!