Graphic novel Laika, vencedora do Eisner, chega ao Brasil

Por Marcelo Naranjo
Data: 10 agosto, 2017

Está chegando ao mercado brasileiro a graphic novel Laika (208 páginas, R$ 59,00), roteirizada e ilustrada pelo britânico Nick Abadzis e vencedora do Prêmio Eisner de 2008, na categoria Melhor Publicação para Adolescentes. O título é um lançamento do selo Barricada, da Boitempo Editoral.

Em plena Guerra Fria, a União Soviética tomou a dianteira na corrida espacial ao colocar em órbita, em 1957, um satélite artificial que transportava o primeiro ser vivo a ir para o espaço: a cadelinha Laika.

Nesta obra, traduzida para 12 idiomas, a história dessa pequena heroína soviética é contada em detalhes, numa mistura de realidade e ficção.

Uma história sobre apegos, afetos e insistências, que coloca em cena pelo menos dois personagens reais diante de uma conjuntura global que afeta vidas e expectativas. Da trama emerge um trabalho sobre escolhas, sobre a ligação entre a cadela mais conhecida da história e sua treinadora no programa espacial soviético, durante a vertigem da Guerra Fria.

É quando surge o drama de um pioneiro da ciência que, à frente de um formidável investimento em inovação e tecnologia, muda a percepção da humanidade sobre o espaço que nos cerca. Como pano de fundo, há a construção de um sonho de igualdade entrecortado pela aspereza de sua edificação concreta.

• Outros artigos escritos por

.

  • 0-Drix

    Acho que este é o primeiro título em quadrinhos da Boitempo que é de fato uma graphic novel. Vou comprar tão logo seja possível.

  • 0-Drix

    Comprei e já estou lendo e o único ‘porém’ até agora é o tamanho da edição nacional. Pelo tamanho dos quadrinhos em diversas páginas, intui-se que a edição original deve ter sido publicada em formato álbum ou, no mínimo, em formato ‘americano’. Imagine as 2ª, 4ª e 5ª imagens que ilustram esta máteria impressas no formato de um livro convencional! É isso! A arte parece miniaturizada! Uma pena!
    Em tempo: algo semelhante é observado na graphic novel “O Trem dos Órfãos”, da editora gaúcha 8Inverso.