HQ de estreia do brasileiro Daniel Semanas será lançada simultaneamente aqui e nos EUA

Por Audaci Junior
Data: 23 julho, 2018

Álbum de estreia do quadrinhista paulista Daniel Semanas, Roly Poly – A história de Phanta (144 páginas, formato 20 x 20 cm, capa dura, R$ 59,90) será publicado simultaneamente no Brasil e nos Estados Unidos, em setembro deste ano.

Ambas as versões estão em pré-venda na Amazon Brasil (clique nos links a seguir): a nacional ficará por conta da Editora Mino, enquanto a norte-americana será lançada pela Fantagraphics Books.

Situado em um futuro próximo, a obra acompanha Phanta, uma garota destemida e persistente, cujo lema é que a vida deve ser jogada em modo hard – mesmo que viva em uma cidade tranquila e pacata como Gyeongju, na Coreia do Sul.

Seus antepassados e sua necessidade de provar algo a si mesma a fazem embarcar em uma jornada psicodélica, que vai elevar suas habilidades para o próximo nível e contestar todas as suas crenças de uma forma aterrorizante.

A HQ do Daniel Semanas é inspirada por diversas influências, tais como o movimento da Pop art norte-americano, o K-pop coreano, a cultura (e culto) da internet e o mangá.

Fundada em 1976, a Fantagraphics é a principal editora de quadrinhos alternativos dos EUA. Por seu seu catálogo já passaram nomes como Charles Burns (Black Hole), Daniel Clowes (Paciência), Joe Sacco (Notas sobre Gaza), Chris Ware (Jimmy Corrigan – O menino mais esperto do mundo) e os irmãos Hernandez (Love and Rockets).

Até agora, os únicos brasileiros que foram publicados por essa editora foram Marcello Quintanilha – na antologia Now: The New Comics Anthology Vol. 3 – e o Marcelo D’Salete – com Run for It (no Brasil, Cumbe, pela editora Veneta), vencedora do Prêmio Eisner neste ano, na categoria Melhor Edição Americana de Material Estrangeiro.

Confira abaixo algumas imagens e o teaser de Roly Poly – A história de Phanta:

Roly Poly – A história de Phanta

Roly Poly

Roly Poly

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • parece ótimo, fiquei encantado pelo material. busquei mais informações sobre o artista, mas minha curiosidade sobretudo é a idade do rapaz -como artista (amador?), fico grilado com isso (por mim mesmo).