HQ Festival: mais uma edição feita “na raça”

Por Sidney Gusman
Data: 17 outubro, 2006

4º Festival de Quadrinhos de Sergipe
Realizar um evento de quadrinhos em grandes capitais, mesmo com patrocíonio,
é uma tarefa e tanto. Imagine, então, sem nenhum tipo de apoio financeiro
e no menor estado do Brasil. Pois foi nesse cenário que aconteceu, nos
dias 7 e 8 de outubro, em Aracaju, o 4º Festival de Quadrinhos de Sergipe.

A organização foi do estúdio Divisão Brasileira de Artes, um grupo
que batalha muito para manter vivo o interesse dos leitores
locais pelos quadrinhos. E, de novo, conseguiram. Na base da raça.

O HQ Festival,
como é mais conhecido, não contou com nenhum patrocínio. Da locação do
Colégio Módulo às passagens aéreas dos convidados, dos prêmios
para os vencedores dos concursos à impressão dos trabalhos (originais
não eram expostos), tudo foi bancado pela organização, que conseguiu levar
cerca de duas mil pessoas ao evento. E foi justamente o valor arrecadado
na bilheteria que impediu um fechamento “no vermelho”.

Workshop com Erica Awano
O público participou ativamente das palestras e workshops dos convidados
– os desenhistas Elmano Silva (um talentoso veterano dos quadrinhos nacionais,
que revelou estar com um álbum de sua personagem Sinhá Preta pronto, esperando
alguma editora para publicá-lo) e Erica Awano (Holy Avenger) e
este jornalista. Também assistiram a vários animês e conferiram as exposições
de terror, humor e de vários gêneros, com trabalhos de feras do traço
brasileiro como Julio Shimamoto, Mike Deodato, Eduardo Cardenas (excelente
artista local, responsável pelo cartaz), Antonio Cedraz, Carlos Brandino,
Orlandeli, Bira Dantas, Antonio Eder e outros.

Klaus, da Quase
Houve ainda um “feirão” no qual se comercializava quadrinhos novos e antigos,
camisetas, vídeos etc. O desenhista Klaus, ou Keka, da revista capixaba
de humor Quase, esteve no evento, vendendo suas edições no melhor
espírito fanzineiro. Ou seja, no bom e velho corpo a corpo.

Mas para os presentes o grande momento do HQ Festival, sem dúvida,
foi o concurso de cosplay – uma constatação de que, hoje, eventos
de quadrinhos devem ser realizados com uma grande ênfase nos mangás e
animês, para atrair mais público.

Os fãs capricharam nas fantasias. Tinha para todos os gostos: Speed Racer,
Naruto, Maskara, Ruffy (One Piece), Sailor Moon e muitos, muitos
outros. Cada um fazia sua performance e recebia (ou não) a aprovação do
público.

"Speed Racer"
Apesar da quase ausência de infra-estruturam o pessoal do DB Artes
se superou e fez um evento agradável, que tem muito a crescer, especialmente
se for levada em conta a vontade de seus organizadores.

No entanto, foi lamentável o desinteresse dos órgãos de cultura de Aracaju
em patrocinar um evento diretamente voltado ao público jovem e a parca
cobertura da imprensa local, que destinou pouquíssima atenção ao HQ
Festival
, que certamente renderia boas pautas. Uma pena. Que para
2007 isso seja reparado.

Workshop com Elmano SilvaElmano SilvaCasa CheiaCosplayersCosplayersCalafrioGritos de TerrorO Homem do PatuáMestres do TerrorMedoAlmanaque SobrenaturalSpektroSpektrosGrumpMariaMiudinsArte de Gabriel Bá e Fábio MoonArte de Mike DeodatoArte de Eduardo CardenasArte de Silas VerdugoLeão NegroSidney Gusman, Erica Awano e Elmano Silva"O Máskara"

• Outros artigos escritos por

.

.

.