Indivisível: HQ mostra encontro de culturas no bairro da Liberdade

Por Marcelo Naranjo
Data: 7 maio, 2019

Indivisível, de Marília Marz, é o resultado do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) de Arquitetura, realizado em 2017, que trata da cultura negra e oriental presentes no bairro da Liberdade, em São Paulo. O projeto começou quando Marília decidiu fazer um trabalho sobre a identidade do bairro da Liberdade e descobriu que ele tinha sido um bairro de escravos durante o Século 19.

As narrativas escolhidas buscam contribuir para o entendimento do processo de construção da identidade do bairro. A ideia da autora é mostrar que esses dois bairros – o bairro escravo do passado e o bairro oriental do presente – coexistem em uma “mesma Liberdade”.

O livro tem um formato que permite começar a leitura de qualquer um dos lados. A capa e contra capa são idênticas, apenas invertidas, e cada lado traz uma narrativa que se encontra com a outra no centro do livro.

O quadrinho também conta a história de Francisco José das Chagas, o Chaguinhas, um oficial negro que foi enforcado na Praça da Liberdade, quando ela ainda se chamava Largo da Forca. Foi essa cerimônia de seu enforcamento que deu origem ao nome do bairro. Hoje, Chaguinhas é considerado um santo popular, e seus devotos lhe pedem proteção e lhe fazem homenagens.

Indivisível esteve entre os cinco vencedores do concurso de publicações Des.Gráfica 2018, organizado pelo MIS – Museu da Imagem e Som, em São Paulo. Como prêmio, foi feita uma tiragem de 50 exemplares. Agora, para viabilizar a publicação e atingir um público maior, a obra está na plataforma colaborativa Catarse.

Clique aqui e participe.

Indivisível

• Outros artigos escritos por

.

.

.