Jack Kirby e Argo: uma história em comum

Por Samir Naliato
Data: 25 fevereiro, 2013

Jack KirbyOntem aconteceu o 85º Academy Awards, mais conhecido no Brasil como Oscar. A premiação elege os melhores da indústria cinematográfica norte-americana todos os anos, e escolheu o filme Argo, dirigido por Ben Affleck, como o melhor de 2012.

O filme se passa em 1979. Uma revolução iraniana chega ao seu auge, militantes do país chegam à embaixada dos Estados Unidos em Teerã e fazem 52 reféns norte-americanos. Mas, no meio do caos, seis desses reféns encontram uma maneira de fugir e se refugiar na casa do embaixador canadense. Sabendo que era apenas uma questão de tempo até que os seis fossem encontrados e assassinados, um especialista em resgate da CIA, Tony Mendez – interpretado por Affleck – aparece com um plano arriscado para tirá-los do país: um falso filme de ficção científica de Hollywood, batizado de Argo, serviria de fachada para a operação com a desculpa de que as filmagens se utilizariam das paisagens desérticas do Irã como locação.

Mas os fãs de quadrinhos têm mais um motivo para prestar atenção no vencedor do Oscar.

O site Buzzfeed entrevistou Joshua Bearman, autor do artigo jornalístico original a partir do qual Argo foi desenvolvido, e descobriu que um dos mais aclamados desenhistas de quadrinhos dos Estados Unidos participou do projeto: Jack Kirby, cocriador de personagens como Homem-Aranha, Hulk, Quarteto Fantástico, Capitão América, X-Men, Novos Deuses e vários outros.

Argo foi o nome que Tony Mendez deu ao roteiro original, que estava engavetado. O verdadeiro nome do filme seria Lord of Light, adaptado do romance de mesmo nome criado por Roger Zelazny (1937 – 1995), lançado em 1967.

Durante o tempo em que Lord of Light esteve verdadeiramente em pré-produção, o produtor Barry Geller contratou Jack Kirby para criar as artes conceituais do filme. Inclusive, esses desenhos foram usados pelos agentes da CIA para dar veracidade ao falso Argo.

ArgoLord of Light

• Outros artigos escritos por

.