Jambô confirma novo volume X-O Manowar, herói da Valiant

Por Samir Naliato
Data: 12 novembro, 2019

O super-herói X-O Manowar está voltando às livrarias brasileiras com um novo volume confirmado pela Jambô Editora, dando continuidade às suas aventuras e à publicação do Universo Valiant por aqui.

X-O Manowar – Volume 2 – General (formato 18,5 x 27 cm, 112 páginas, capa cartonada, R$ 49,90) tem roteiros de Matt Kindt e arte de Doug Braithwaite.

Nas chamas da vitória, um soldado se torna… general. Com o hostil exército cádmio esmagado sob as botas de suas forças, Aric de Dácia agora comanda uma frota inteira para a batalha final pela alma de um império. Mas à medida que uma nova aurora se ergue no implacável mundo alienígena, qual será a nova ameaça que virá saudá-lo? O caminho de X-O Manowar para o domínio escurece.

Reúne as edições X-O Manowar (2017) # 4 a # 6.

O volume anterior, X-O Manowar – Soldado, foi lançado em 2018.

A origem do personagem se dá no ano 402 D.C. Nascido no meio da guerra, Aric de Dácia, herdeiro do trono do povo visigodo, nunca conheceu a paz. Após um encontro brutal com um misterioso inimigo conhecido como A Vinha, ele é feito prisioneiro em um mundo alienígena. A única esperança que Aric tem de retornar para a sua família e salvá-los da escravidão é usar uma armadura capaz de destruição incalculável e se tornar o X-O Manowar.

X-O Manowar - Volume 2 - General

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • Felipe Lima

    Cara, mesmo sem ler muito da Editora Valiant (Li apenas um arco de Harbinger, de 2012 se não me engano) eu simplesmente adorei esse personagem e essa série. Li por scans mesmo e, mesmo sendo uma continuação da série X-O Manowar de 2012 que teve 51 edições, não me senti tão perdido. Quero muito comprar essas edições da Jambô, mas por incrível que pareça estão mais caras do que importada.

    O volume 2 por exemplo (o 1 esgotou) no site da Amazon está custando R$ 41,73, isso sem o desconto que reduz pra R$ 33,39. Ou seja, mesmo o preço de capa do importado que apenas transforma do dólar para real está mais barato que a edição BR. Isso com o dólar custando 4,17 nesse momento. Aí não dá jambô, me ajuda a te ajudar.

    • Geloseco

      Mas… Uma dúvida.
      Essa conversão direta é válida? A edição nacional paga pesados impostos, (acho que, dependendo do papel, o mesmo é importado), custo brasil, direitos autorais, etc…

      • Fernando Amaral

        Amigo, livro do Brasil é isento de PIS e COFINS na produção e ICMS e IPI na comercialização. E o imposto sobre certas materias primas é reduzido. Mas digamos que mesmo assim os custos justifiquem os altos preços cobrados por algumas editoras e os importados saiam mais baratos. Se eu posso ler em inglês, o que me faria pagar mais caro pela edição brasileira? Ajudar as editoras? Os mercados não funcionam assim. Quem decide preços dos produtos são as empresas. Se elas resolvem que é uma estratégia melhor vender a preços mais altos para um público menor e elitizado, assim será. Se não der certo ela vai fechar e abrir espaço no mercado para outra empresa tentar se sair melhor. Eu prefiro os importados, mas quando a edição brasileira está mais barata eu compro.

        • Felipe Lima

          Sim, foi exatamente isso que eu disse na primeira postagem. Justamente como é irônico o material importado estar saindo mais barato que o nacional da Jambô. Se custassem a mesma coisa, pegava o nacional por n motivos, mas não é o caso.

          • Leonardo Campos

            Tamanho de mercado e tiragem influenciam muito mais no preço que a estrutura da revista. Por isso essa comparação não funciona…

          • Geloseco

            Pôxa. Muito instrutivo as respostas.
            Obrigado a todos.
            🙏🏼👍

      • Felipe Lima

        Livros não pagam impostos, nem os produzidos no Brasil nem os importados. Seja por imunidade constitucional (ICMS, IPI, I. Importação, etc…. NÃO PODEM ser cobrados, mesmo que a União queira), seja por benefício (caso do PIS-Importação e Cofins-Importação que PODEM ser cobrados, mas a lei 10.865 de 2004 reduz a alíquota para 0, na prática não cobrando nada).

        https://tributarionosbastidores.com.br/2013/11/liv/

  • Pedro Ribeiro

    Deviam divulgar mais, nem sabia que tinha saído o primeiro volume da nova série e agora anunciam o segundo.

  • Ronildo Abijaude

    X-O Manowar é muito bom. As edições da finada Editora HQM eram muito boas (muito boas mesmo). Todas as revistas da linha valiant por sinal eram boas.

    Infelizmente na Jambô caiu nessas coisas de lançar quando dá. Não tem uma periodicidade certa. Creio que nem sais outros títulos. Uma pena. O preço está salgado pra mim, quem sabe numa promoção eu consiga até o primeiro volume.

  • Banzé Baruel

    Saudades da editora HQM. Eles sabiam trabalhar com o universo Valiant, com 2 revistas mensais. Essa Jambo lança uma coisa ou outra no período de 1 ano. Muito pouco. Espero que percam os direitos de publicação no Brasil, e a Panini relance tudo de uma forma mais comercial e mais barata do que eles vem fazendo.