Julio Shimamoto e Gonçalo Junior lançam Até que a morte nos separe

Por Marcelo Naranjo
Data: 16 abril, 2018

Depois das narrativas mudas sobre violência urbana de Claustrofobia, lançado em 2004 pela Devir, Julio Shimamoto e Gonçalo Junior voltam a trabalhar em dupla no álbum Até que a morte nos separe (formato 16 x 23 cm, 52 páginas, R$ 34,90).

A edição reúne histórias que tratam de um mesmo tema: a incompletude do amor. “São dramas do cotidiano em que, por algum contratempo do destino, a paixão entre um homem e uma mulher não se completa”, explica Gonçalo.

Um dos destaques do álbum é a técnica usada por Shimamoto para executar as páginas: todas foram desenhadas com nanquim sobre uma placa branca de azulejo, uma ferramenta criada pelo próprio artista, em sua busca por variantes de quadros de impacto, como vem fazendo desde a década de 1980, com um resultado que remete aos desenhos em xilogravura.

O título pode ser comprado no site da Editora Noir ou nas livrarias Martins Fontes, Travessa e Comix.

• Outros artigos escritos por

.

.

.